Em cerimônia de filiação ao Podemos, Moro ataca Lula e Bolsonaro

O ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, fez duras críticas a Lula e Bolsonaro em seu discurso na cerimônia de filiação ao Podemos, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, no final da manhã desta quarta-feira, 10. “Continuar qualquer um dos dois é continuar com os mensalões, orçamentos secretos e shows na avenida paulista”, disse Moro, que não se colocou como candidato para 2022, mas se disse à disposição. “Chega de querer levar vantagem em tudo e enganar o povo brasileiro”, disse o ex-ministro de Bolsonaro.

Sérgio Moro também defendeu o fim das eleições, embora 17 prefeitos do seu partido tenham sido reeleitos em 2020. “O Brasil não precisa de líderes que tenham voz bonita. O Brasil precisa de líderes que ouçam e atendam a voz do povo brasileiro”, disse o ex-juiz federal.

O novo filiado do Podemos terminou o discurso com a promessa de que integridade e disposição são duas características que acompanham sua trajetória e que podem ser trunfos para sua jornada no partido. “Jamais usarei o Brasil para ganho pessoal. Vocês sabem que podem confiar que eu sempre vou fazer a coisa certa. Ninguém irá roubar o futuro do povo brasileiro. Estou, portanto, recomeçando hoje, à disposição de vocês, por um Brasil justo para todos. Muito obrigado.”