Dony De Nuccio pede demissão da Globo após infringir regra da emissora

Dony De Nuccio não integra mais o quadro de funcionários da TV Globo. O apresentador do ‘Jornal Hoje’ se envolveu em uma grande polêmica ao assinar um contrato com a Bradesco Seguros e se tornar o novo “garoto propaganda” da empresa.

Segundo o site ‘Notícias da TV’, o jornalista violou uma das regras do contrato com a emissora carioca que proíbe seus comunicadores de representar uma marca sendo jornalista na casa.

“É vedado a qualquer Integrante usar a visibilidade ou o prestígio do Grupo Globo, assim como seu cargo ou função para influenciar alguém ou obter vantagem pessoal, seja patrimonial ou de outra natureza”, diz um trecho do contrato exposto pela publicação.

De acordo com notas fiscais obtidas pelo jornalista Daniel Castro, o jornalista faturou R$ 7 milhões “escondido” da emissora com a produção de videos para treinamento de funcionários do banco. Os comprovantes foram emitidos entre 12 de julho de 2017 e 17 de junho deste ano, pela empresa da qual Dony é sócio, a Prime Talk Produções.

A peça publicitária com a imagem de Dony circulou apenas entre funcionários da empresa, mas foi o suficiente para causar conflitos na Globo. Com isso o jornalista, que pediu demissão da emissora nesta quinta-feira (1), pediu para que fosse retirado o conteúdo onde aparece como apresentador do ar.

A TV Globo ainda divulgou as mensagens trocadas entre o diretor de Jornalismo da emissora, Ali Kamel e Dony, onde ele diz que não imaginava que o projeto com o banco iria infringir as regras do contrato com a emissora.

“Reitero que minha função não era negociar valores com clientes, mas sim trabalhar na concepção dos projetos e em seu conteúdo […] Frente à recente onda de ataques que venho sofrendo, e com indícios de criminosa invasão de computadores, arquivos e mensagens, procurei vasculhar o histórico de dois anos de e-mails enviados por mim enquanto cumpria função na empresa. De fato, na esmagadora maioria das vezes, eu não tratava de valores com contratantes. Mas, em algumas circunstâncias pontuais, e das quais eu sinceramente não me recordava, há sim menção a cifras e projetos. […] De qualquer forma, fui traído pela memória. E me penitencio por isso. […] E lamento que, mesmo sem dolo, não tenha percebido isso antes. Não quero mais, por qualquer que seja o artigo ou vazamento na contínua tentativa de destruir minha reputação, constranger você, a Globo ou a minha família”.

A emissora entendeu que não houve má-fé do apresentador, mas o repreendeu Dony por violar suas normas editoriais.

Bahia.ba