Distribuir o peixe da Semana Santa sem provocar aglomerações é desafio para prefeituras

 

A entrega do peixe para famílias cadastradas tem sido uma tradição de muitos anos em Ipiaú e região. Foto de 2019

Esta semana repercute nas redes fotos da multidão formada por pessoas em busca da distribuição dos tickets para entrega do peixe da Semana Santa, através da Prefeitura Municipal de Itabuna.

A medida em que se aproxima o feriado católico e sabendo que o poder público municipal de Ipiaú já definiu a empresa que irá entregar o peixe, se torna uma preocupação cada vez mais urgente saber como o pescado chegará a mesa de quem precisa, em tempos de pandemia, sem provocar aglomerações.

É normal que as pessoas façam fila usando máscaras e com uma distância de um metro e meio, tal como já faziam na fila da Caixa Econômica para receber o auxílio emergencial. Entretanto, na hora de receber o peixe não se sabe se a ansiedade para pegar o melhor pacote irá permitir que os cidadãos cadastrados continuem respeitando a ordem de chegada.

Uma alternativa viável seria a entrega do peixe em domicílio. Outra seria o recebimento do benefício com horário agendado por pessoa.

De toda forma, é preciso se evitar aglomerações, especialmente em um momento tão delicado da pandemia de covid-19.

Celso Rommel / Ipiaú Online