Diretor de Esportes, Givaldo diz que Doce Mel ainda pode jogar no Pedro Caetano: “só depende de Alípio”

Participando do programa Jornal da Nova, o diretor de esportes de Ipiaú, Givaldo Nascimento, comentou a respeito do impasse nos jogos do Doce Mel no estádio Pedro Caetano. ” A direção da Federação Baiana de Futebol esteve averiguando as obras do estádio e gostaram do que viram. Afinal todos os grandes estádios das cidades de médio porte um dia foram estádios mais acanhados e foram sendo melhorados aos poucos. Ipiaú não é diferente e tem muitos estádios pela Bahia que não passam nem perto da qualidade do Pedro Caetano”, disse.

Givaldo disse que o estádio pode vir a ser liberado para o Baiano 2021, já que não aconteceu ainda a vistoria este ano e as reformas estão acontecendo. Ele citou melhoramentos que vão desde passarela na entrada do estádio até refletores. ” A prefeita Maria está sendo criticada de uma forma absurda. Ela foi quem liberou a reentrada desse time, que é propriedade privada,ao estádio. Na gestão passada isso não era permitido e o Doce Mel ficou oito anos sem jogar no Pedro Caetano. Quanto a obra, esta pertence ao Governo da Bahia, mas é bom lembrar que foi conquistada pela prefeita”, acrescentou.

O diretor lembrou que a prefeita Maria sempre vestiu a camisa do time, tendo inclusive viajado várias vezes para acompanhar os jogos em outras cidades e também citou a respeito da utilização do estádio para os treinamentos: “Os times jogam no estádio mas treinam em seus campos de treinamento. O campo está liberado para os jogos. Se o time não jogar aqui não é culpa da prefeita. O time tem dono e se ele não quiser que o time jogue aqui é uma coisa pessoal de Alípio”.

Na entrevista, Givaldo também citou a determinação de fazer este ano uma seleção forte para disputar o Campeonato Intermunicipal. “Já estamos em conversa com a liga e a prefeita está disposta a ajudar no que for necessário”.

Ipiaú Online