Delegacia Itinerante de atendimento à mulher inicia com abertura no dia 30 com apoio da Prefeitura de Ipiaú

Nos dias 30 de setembro ( quinta-feira) e 1º de outubro (sexta-feira), estará funcionando em Ipiaú a primeira Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) Itinerante da Bahia.

A unidade funciona em um ônibus da Polícia Civil, com equipe especializada no atendimento de casos de violência contra mulher e objetiva a redução de violência doméstica contra a mulher, assim como acolher e explicar às vítimas sobre seus direitos. A ação é coordenada pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin).
No interior do ônibus que ficará estacionado na Praça Alberto Pinto, próximo à Câmara Municipal, uma equipe especializada, formada por delegada, escrivão e investigadores, fará o atendimento ao público feminino. A expectativa é de que haja um bom número de atendimentos, no período em que a Deam itinerante esteja nesta cidade. O atendimento na quinta-feira, 30, será das 9 às 17 horas, e na sexta-feira, 1º de outubro, das 8 às 17 horas.

A abertura do evento acontecerá no Salão do Plenário da Câmara de Vereadores, às 9 horas do dia 30, com a participação do coordenador da 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié), delegado Rodrigo Fernando, com a presença de diversas autoridades. No dia 01 a Deam itinerante terá em sua programação palestra com Graziele Quaresma, delegada da DEAM e com Joaneide Ribeiro, psicóloga do Creas/ Ipiaú por meio do apoio da Secretaria de Ação Social, que estará no período oferecendo orientações às mulheres e apoio jurídico.

A prefeita Maria das Graças Mendonça salientou a importância dessas ações efetivas no combate a violência. “São ações em conjunto em defesa das mulheres, da gestão pública e da sociedade que trará segurança. Nossa gestão se faz atenta com o trabalho do CREAS, de acolhimento, de orientação jurídica, também em conjunto com a Ronda Maria da Penha, uma conquista para nossa cidade na proteção às mulheres há quase dois anos”.

Em toda a Bahia, existem 15 delegacias especializadas de atendimento à mulher, duas delas na capital. Com a Deam Itinerante, cidades que não têm essa estrutura poderão se beneficiar, mesmo que por alguns dias, desse serviço que dará uma grande contribuição em favor da redução da violência contra a mulher. Em 2021, entre janeiro e setembro, foram 63 mulheres mortas só pelo fato de serem mulheres e em 2020 foram 74 casos de feminicídio no mesmo período.

De acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), entre janeiro e setembro deste ano, foram oferecidas 15.079 denúncias de violência contra a mulher no estado.

José Américo Castro/Dircom

Veja mais notícias no Ipiaú Online e siga o Blog no Google Notícias