Curaçá: Homem é julgado 18 anos após matar parceiro por suspeitar que vítima tinha HIV

Reprodução: Blog do Carlos Britto

Um homem identificado como Genildo José Rodrigues da Costa foi condenado a 15 anos e 9 meses de prisão por matar, em 2003, Jorge Martins dos Santos. De acordo com a denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA), o crime registrado na cidade de Curaçá, no Sertão do São Francisco foi motivado vingança. O homicida teria suspeitado que a vítima seria soropositiva para HIV.

Conforme divulgou o MP-BA, a condenação de Genildo José ocorreu na última quinta-feira (2), 18 anos após o crime. O Tribunal do Júri condenou Genildo por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e por impossibilitar a defesa da vítima. A acusação foi sustentada pela promotora Thays Rabelo da Costa e a sentença proferida pela juiz Rafael Araújo.

O ministério público informou ainda que, após o crime, o condenado se manteve foragido da polícia por mais de 15 anos. Genildo Costa se encontrava preso provisoriamente e o juiz determinou a manutenção da prisão.