Como o MMA conseguiu reunir técnicas de diferentes esportes para se tornar a luta mais competitiva da atualidade

A evolução das artes marciais ao longo das décadas propiciou o surgimento de um estilo novo que combina várias modalidades em uma só: o MMA. Aliás, a própria sigla do nome em inglês, Mixed Martial Arts ( Artes Marciais Mistas ) já diz isso.

Afinal, estamos falando de uma modalidade que traz como conhecimento a combinação de uma série de técnicas existentes em outras lutas, (desde quando o esporte era conhecido como vale-tudo no Brasil) até os dias atuais, quando já ganhou a consagração mundial.

O estilo atual de MMA une várias artes marciais, é modulado por regras e preserva a integridade física do atleta, mas tem se tornado cada dia mais competitivo, pelo alto nível que os atletas tem demonstrado. 

A casa de apostas Betway enumerou as modalidades que unidas deram ao mundo o MMA como o conhecemos atualmente. Confira:

Jiu Jitsu

Na tradução “arte suave”, o Jiu Jitsu representa a definição perfeita em sua contribuição  para o MMA. Isso porque o lutador não usará a própria força para aplicar o golpe, mas sim a força de seu oponente. “Além disso, o jiu-jitsu é a arte mais eficiente no chão”, completa Gregor Gracie, lutador de MMA e treinador de jiu-jitsu da academia Rolls Gracie, em Nova York. Gracie acredita que, para ser eficiente no MMA, o lutador precisa estudar essa arte marcial.

Judô

Derrubar o adversário é uma das principais metas do MMA. Para isso, a luta adaptou golpes do Judô, modalidade japonesa que tem por objetivo utilizar o peso do oponente para projeta-lo ao solo.

Muay Thai

Se o lutador compreende o princípio da “arte suave” do Jiu Jitsu e a inteligência do judô, deve também ser aliada com a explosão do Muay Thai, que combina chutes, joelhadas e cotoveladas. O domínio dessa modalidade fez o sucesso do brasileiro Anderson Silva.

 

Wrestling

Pouco conhecida no Brasil, o Wrestling é bastante influente na formação do MMA. Trata-se de um complemento à técnica do Judô, que visa, além de derrubar o oponente, mante-lo preso ao chão o maior tempo possível com o objetivo de obter o desgaste e a sua consequente derrota por pontos ou nocaute.

Karatê

Sim, a primeira arte marcial oriental a chegar ao Brasil também tem forte participação na técnica do MMA moderno. Afinal, um lutador experiente aprende com o Karatê que deve manter distância do adversário e se aproximar para desferir um golpe decisivo em poucos segundos, estudando em pouco tempo os pontos fracos onde poderá atacar de forma a conseguir o nocaute.



Boxe

O esporte que revelou nomes como Muhamad Ali e Mike Tyson também é influência direta na formação do atleta de MMA, de uma forma bem parecida com o Muay Thai, já que ambos exploram movimentos contundentes. No caso do Boxe, entretanto, esses movimentos são trabalhados apenas com as mãos em curta distância, especialmente na região abdominal.

Capoeira

Uma contribuição legítimamente brasileira à formação do MMA é a Capoeira.  Da luta, o MMA colhe a técnica dos movimentos de pernas esquerda e direita, a rapidez, o gingado, a coordenação motora que são vitais em uma luta.

Ipiaú Online