Com 13% dos focos de incêndios do Brasil, Bahia lidera ‘ranking do fogo’ no mês de setembro

Reprodução: INPE

A Bahia foi o estado que mais registrou focos de incêndio no mês de setembro deste ano, com 6.491 formações, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O estado foi responsável por 13% dos focos de todo o país, seguido por Mato Grosso(11,3%) e Minas Gerais (11,2%).

O período, já batizado de “temporada de incêndios” devido ao clima mais propício às queimadas, tem por regra uma quantidade maior de focos. No entanto, os números da Bahia em setembro mais que triplicaram entre 2020 e 2021. No último ano, no mesmo período, foram registrados 1.918 focos. O Corpo de Bombeiros Militar na Bahia realiza o monitoramento dos incêndios florestais. No momento, são pelo menos 16 municípios monitorados, com focos principalmente no oeste do estado.

O fogo, quando se espalha, prejudica áreas de conservação e até aldeias indígenas. Na Chapada Diamantina, voluntários passaram a se mobilizar para ajudar a controlar os incêndios. Chamados de brigadistas voluntários, eles se organizam em grupos junto a autoridades oficiais e monitoram os focos.