Após MG congelar ICMS sobre diesel, Sandro Régis diz que Rui “nada tem feito para dar sua parcela de contribuição”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas/ União Brasil), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta segunda-feira (25) que o governo do estado “nada tem feito para dar sua parcela de contribuição” para a redução do preço dos combustíveis.

A declaração foi dada após o governo de Minas Gerais anunciar o congelamento do ICMS sobre o diesel no estado. “Estamos vendo diversos estados adotarem medidas para conter a alta dos combustíveis. Agora foi a vez de Minas Gerais, que decidiu congelar o ICMS sobre o diesel devido ao aumento do preço. Aqui na Bahia, o governo do PT nada tem feito para dar sua parcela de contribuição para beneficiar a população, que sofre com o aumento do valor na hora de abastecer”, disse.

Régis recordou que o governo tem visto a arrecadação com o ICMS subir com a alta dos preços dos combustíveis. “É óbvio que uma medida para amenizar essa situação poderia ser adotada pelo Executivo estadual, mas o governador (Rui Costa) prefere ficar culpando outros entes. Enquanto outros estados já mostraram que é possível, aqui o governo do PT optou por adotar discurso demagógico e de transferência de responsabilidade”, disse.

Bahia ocupa 23ª posição em índice de oportunidades da educação; Oposição critica governo

A Bahia voltou a figurar entre as piores posições do Brasil na área da educação. De acordo com o Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (Ioeb), o estado aparece apenas na 23ª colocação no país, com nota 4,4, empatado com Roraima e à frente apenas de Pará (4,2), Maranhão (4,1) e Amapá (4,1). Entre os estados do Nordeste, a Bahia tem a segunda pior nota.

Para o deputado estadual Sandro Régis (Democrata/ União Brasil), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o resultado reflete o abandono da educação feito pelos governos do PT no estado. “Educação nunca foi prioridade para o PT. Ano após ano colocaram nosso estado nas últimas posições. É mais um dado vergonhoso. Só podemos lamentar por nossos jovens e crianças, abandonados pelo governo”, criticou.

O Ioeb indica as oportunidades educacionais oferecidas para o desenvolvimento de crianças e jovens. O índice inclui tanto informações referentes à qualidade da oferta para alunos que frequentam as redes públicas e privadas como também informações referentes àquelas crianças e jovens que não frequentam a escola.

Régis recorda que a Bahia já ocupa as últimas posições no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que coloca o estado entre as piores taxas do ensino médio do país. Para ele, os péssimos números do estado são reflexo de uma soma de fatores.

“Falta investimentos em infraestrutura e em valorização dos professores. Vemos, principalmente no interior, escolas com péssimas condições, e a situação piorou com a pandemia. Muitas escolas não apresentam condições mínimas para receberem alunos no retorno das aulas. Falta também um trabalho em parceria com os municípios, de forma a pensar no desenvolvimento integral dos alunos, da educação infantil ao ensino médio e superior. O governo do PT falhou em todas as etapas”, reforçou.

“Bahia vive pandemia da Covid-19 e da violência”, diz Sandro Régis

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas) afirmou nesta quarta-feira (20) que a Bahia vive, além da pandemia da Covid-19, uma pandemia da violência, diante do aumento dos casos nas últimas semanas. Na noite desta terça-feira (19), o ataque a tiros que deixou diversas pessoas mortas e feridas na Capelinha de São Caetano, em Salvador, voltou a chamar a atenção do estado.

“A Bahia vive, além da pandemia da Covid-19, a pandemia da violência. Contudo, enquanto o coronavírus tem sido controlado com o avanço da vacinação, a pandemia da violência está fora de controle”, disse Régis, em sua conta no Twitter.

“O governo do PT fracassou na segurança pública, e isso tem custado a vida de milhares de baianos ano após ano. Chacinas, tiroteios, homicídios, explosões de agências bancárias, roubos de carros e ônibus, assaltos na capital e no interior viraram rotina na vida dos baianos”, acrescentou.

Desde 2010, a Bahia é líder em número de homicídios no país, com exceção do ano de 2018. Nos últimos 15 anos de governos do PT no estado, a taxa de mortes violentas no estado dobrou, saindo de 22,3 casos por 100 mil habitantes em 2006 para 44,9 em 2019, conforme dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

“A situação, que já era delicada, tem se agravado sem que o governo apresente solução para essa escalada da violência. Isso precisa mudar. A Bahia precisa de um projeto para a segurança pública que foque em combater o crime e proteger os baianos”, finalizou o deputado.

Na pandemia: Líder da oposição crítica queda nos investimentos em Educação

Líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado estadual Sandro Régis (União Brasil) criticou o governo de Rui Costa (PT) pela queda de 5,5% nos investimentos com Educação, entre 2019 e 2021.

Para ele, os números apontam a “falta de prioridade da gestão do PT”. Os dados são de levantamento realizado por um grupo ligado à Rede de Pesquisa Solidária e foram publicados pelo jornal Folha de S. Paulo.

Apesar da redução dos gastos com educação, a Bahia teve um acréscimo de quase 20% na arrecadação com o ICMS neste mesmo período, aponta o estudo. Para Sandro Régis, o governo novamente deixou de lado a área da educação da Bahia, que figura nas últimas posições do país – o ensino médio do estado é um dos piores do Brasil, segundo o Ideb.

“O governo do PT fracassou e o resultado é este cenário vergonhoso para a educação da Bahia. Em todo o estado, as escolas estão com graves problemas na infraestrutura, o que tem inviabilizado até o retorno das aulas presenciais. Sem contar na falta de investimentos em materiais, na valorização dos professores. A verdade é que educação nunca foi prioridade para o PT na Bahia”, disse.

Segundo a Folha de S. Paulo, o levantamento sugere que o governo deixou a educação em segundo plano e aproveitou a suspensão das aulas para economizar dinheiro, ao invés de investir, por exemplo, na reforma e requalificação das escolas.

“E eles nem podem reclamar de falta de recursos. O próprio estudo mostra que houve um aumento substancial na arrecadação do ICMS, e isso muito devido à alta no preço dos combustíveis. Dinheiro tem, mas falta competência e planejamento para aplicar bem os recursos e melhorar a educação para nossos jovens e crianças”, frisou Régis.

Alagoas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Sergipe foram os estados em que as despesas com educação mais encolheram nesse período, conforme o levantamento. Somente nove estados aumentaram gastos na área, entre eles Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Recursos repassados pelo governo federal no ano passado permitiram que os estados compensassem as perdas de arrecadação que sofreram com a crise econômica causada pela primeira onda da Covid-19. Neste ano, suas receitas aumentaram com a alta dos combustíveis e das contas de luz.

A Constituição Federal determina que os estados apliquem em educação no mínimo 25% das suas receitas com impostos. Com a redução das despesas durante a pandemia, muitos estados terão dificuldades para cumprir a exigência e poderão ter problemas com os auditores dos tribunais de contas.

 

Régis crítica segurança pública após homicídio no Porto da Barra

Sandro Régis, líder da oposição na Assembleia Legislativa

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, Sandro Régis (DEM), voltou a criticar a segurança pública no estado após a notícia de homicídio ocorrido na noite de domingo (10), na praia do Porto da Barra. “Mais um crime bárbaro num dos principais cartões postais de Salvador. Infelizmente, o fracasso do governo do PT na segurança pública segue fazendo vítimas”, escreveu o democrata, no início da tarde desta segunda-feira (11), no Twitter.

Sandro Régis ainda escreveu que “baianos perdem suas vidas para a criminalidade sem que o governo consiga apresentar soluções para combater o crime”. O democrata atacou: “Na propaganda, o PT é campeão, mas na segurança pública são um desastre. Não à toa a Bahia, ano após ano, é líder do ranking de homicídios”. Régis salientou que o cenário precisa mudar urgentemente – a crise na segurança pública será um dos pontos que a campanha de ACM Neto deve focar em 2022.

Sandro Régis critica governo por redução de 5,5% nos gastos com educação: “Nunca foi prioridade”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), criticou neste domingo (10) o governo do estado pela redução de 5,5% nos gastos com educação, entre 2019 e 2021, e afirmou que os números apontam a falta de prioridade da gestão do PT. Os dados são de levantamento realizado por um grupo ligado à Rede de Pesquisa Solidária e publicado neste domingo pelo jornal Folha de S. Paulo.

Apesar da redução dos gastos com educação, a Bahia teve um acréscimo de quase 20% na arrecadação com o ICMS neste mesmo período, aponta o estudo. Para Sandro Régis, o governo novamente deixou de lado a área da educação da Bahia, que figura nas últimas posições do país – o ensino médio do estado é um dos piores do Brasil, segundo o Ideb.

“O governo do PT fracassou e o resultado é este cenário vergonhoso para a educação da Bahia. Em todo o estado, as escolas estão com graves problemas na infraestrutura, o que tem inviabilizado até o retorno das aulas presenciais. Sem contar na falta de investimentos em materiais, na valorização dos professores. A verdade é que educação nunca foi prioridade para o PT na Bahia”, disse.

O levantamento sugere que o governo deixou a educação em segundo plano e aproveitou a suspensão das aulas para economizar dinheiro, ao invés de investir, por exemplo, na reforma e requalificação das escolas.

“E eles nem podem reclamar de falta de recursos. O próprio estudo mostra que houve um aumento substancial na arrecadação do ICMS, e isso muito devido à alta no preço dos combustíveis. Dinheiro tem, mas falta competência e planejamento para aplicar bem os recursos e melhorar a educação para nossos jovens e crianças”, frisou Régis.

Eleições: Conheça as novas regras para a votação de 2022

 

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Falta pouco menos de um ano para as eleições de 2022 e os brasileiros irão às urnas com novas regras. Promulgada pelo Congresso Nacional na semana passada, as regras serão aplicadas nas eleições para presidente e vice-presidente da República, de 27 governadores e vice-governadores de estado e do Distrito Federal, de 27 senadores e de 513 deputados federais, além de deputados estaduais e distritais.

O pleito será realizado em primeiro turno no dia 2 de outubro e, o segundo turno, ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.

Conheça as regras:

(mais…)

“É o partido que vai transformar a Bahia”, diz Sandro Régis em convenção nacional do União Brasil

O deputado estadual Sandro Régis, líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta quarta-feira (6) que o União Brasil “é o partido que vai transformar a Bahia e o Brasil”, ao participar, em Brasília, da convenção nacional conjunta entre Democratas e PSL para oficializar a fusão entre as duas legendas.

“O União Brasil já nasce como o maior partido do país e, sem dúvidas, dará uma grande contribuição na mudança que a Bahia e o país precisam. É um partido democrático e com diretrizes políticas claras, com uma linha programática muito clara, e se apresenta como uma alternativa à polarização, fugindo das intrigas e focando nos problemas reais que afligem o nosso povo”, disse Régis.

Na Bahia, continua o parlamentar, a nova sigla terá na candidatura de ACM Neto, que assume a secretaria-geral da agremiação, uma esperança para encarar os desafios que o estado enfrenta. Ele destaca que, no estado, Democratas e PSL já eram aliados.

“Agora o União Brasil vai ampliar este debate que estamos propondo em torno dos desafios da Bahia, principalmente na educação, infraestrutura e segurança pública. Estamos ainda mais fortes e preparados para apresentar um novo projeto para solucionar os desafios do nosso estado após os 16 anos de governos do PT. É o partido que vai transformar a Bahia e o Brasil”, afirmou.

Ipiaú: Polêmico, projeto da Praça dos Orixás pode voltar a pauta da Câmara no ano que vem

Vereador Ivonilton considera retomar a busca pela aprovação do projeto em 2022

Um projeto de autoria do vereador Ivonilton Conceição o popular “Ivonilton do Bairro Novo”, conseguiu chamar a atenção para o atual momento da comunidade do culto afro-brasileiro, que tem registrado crescimento na cidade e região.

De número 010/21, o projeto o projeto propunha batizar oficialmente como “Praça dos Orixás” a pracinha localizada no loteamento Bom Jardim, que já é conhecida popularmente pelo nome.

Em votação durante sessão ordinária na última quinta-feira (22) a proposta foi rejeitada no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, resultado que tem recebido uma grande quantidade de críticas do povo de santo, que alega ter havido intolerância religiosa.

O autor da proposta, que é evangélico, durante entrevista no programa Jornal da Nova, afirmou que poderá reencaminhar o projeto à pauta do Legislativo em 2022.

A rejeição do projeto entretanto continua mobilizando a comunidade do culto afro-brasileiro nas redes sociais.

Muitos têm inclusive feito campanha pelo batismo oficial do nome, sendo muito comum a comparação com o nome de outra praça, a Praça da Bíblia, que homenageia a comunidade evangélica.

Ipiaú Online

Após medida de Eduardo Leite no RS, Sandro Régis sugere que Rui reduza o ICMS sobre combustíveis na Bahia

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), sugeriu ao governador Rui Costa (PT) a redução da alíquota de ICMS sobre combustíveis na Bahia.

A sugestão do parlamentar ocorre após o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) tomar a decisão de reduzir o imposto no seu estado, de 30% para 25%, a partir do início do próximo ano.

Régis destaca que a medida se faz necessária diante dos preços exorbitantes dos combustíveis. O deputado lembra que a Bahia tem um dos valores da gasolina mais caros do Brasil, o que provoca aumento, por exemplo, no preço dos alimentos e em diversos outros produtos.

“O governador Eduardo Leite tomou uma medida importante para ajudar nesse momento em que o preço dos combustíveis está muito elevado, o que vem prejudicando a população. Acredito que o governador da Bahia deve pelo menos iniciar estudos que possam auxiliar na redução do imposto estadual. O governador não pode ficar apenas acusando outros entes. É preciso também fazer a sua parte para reduzir o preço dos combustíveis”, afirmou.

Sandro Régis critica Rui por violência na Bahia e sugere criação de “troféu óleo de peroba” para entregar ao governador

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), criticou nesta terça-feira (14) o governador Rui Costa (PT) pelos elevados índices de violência no estado e sugeriu, de forma irônica, a criação do “troféu óleo de peroba” para entregar ao petista. Em discurso no plenário da Casa, Régis acusou Rui de transferir sua responsabilidade na segurança pública para outros entes.

“Quero fazer uma indicação para criar o troféu óleo de peroba e já indicar o governador Rui Costa para ser agraciado. O estado derretendo em sangue, com elevados índices de criminalidade, liderando o ranking homicídios, recordista em mortes, e governador faz discurso de cara de paisagem dizendo que o problema não é do estado, mas da Justiça, de outros poderes. Enquanto o governador não tratar a Bahia com seriedade, enquanto o PT não encarar os seus problemas, nosso estado continuará sendo um derramamento de sangue”, disse.

Régis lembrou das duas recentes mortes de policiais militares. O pai de um deles, indignado, disse em entrevista a uma emissora de TV que a responsabilidade era do estado. “Muito bem disse o pai do tenente. Governador, não adianta se isentar de sua responsabilidade, transferir para a Justiça, para outros poderes. Os baianos o elegeram para vossa excelência cuidar das nossas vidas, para nos liderar, e não para tirar os problemas do seu colo e transferir para outro”, afirmou.

O líder da Oposição ainda recordou que a Bahia é o estado mais violento do país, ao lado do Ceará. “A Polícia Militar e a Polícia Civil respondem ao seu gabinete, diretamente ao seu comando. A Bahia hoje é líder em homicídio, estado mais violento do Brasil, porque o governo não tem planejamento. Mais violento que Pernambuco, só perdemos para o Ceará, onde também o PT está. Essa é marca do PT, a violência. A Polícia não tem estrutura para o enfrentamento. A Polícia já entra no embate perdendo”, criticou.

Sandro Régis comenta dia mais violento do ano na Bahia: “Incompetência e irresponsabilidade do PT

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta sexta-feira (10) que os governos do PT se mostraram incompetentes e irresponsáveis na gestão da área da segurança pública. A declaração foi dada pelo parlamentar ao comentar sobre o dia mais violento de 2021, nesta quinta-feira (9), quando foram registradas 14 mortes violentas, conforme boletim da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP).

“É uma vergonha. Infelizmente, mês após mês, ano após ano, nós só vemos os dados piorarem. As pessoas vivem com medo diante desta onda de violência no nosso estado. Os governos do PT se mostraram completamente incompetentes e irresponsáveis na área da segurança pública, pois não dão condições de trabalho às forças policiais e não conseguiram combater o crime organizado”, disse Régis.

O deputado recordou que o estado teve aumento de 7% no número de assassinatos no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, conforme dados do Monitor da Violência, do G1. Para o líder da Oposição, a Bahia precisa de um novo projeto para a segurança pública, focando na valorização das forças policiais, na educação e na geração de emprego e renda.

“Todas estas políticas estão integradas e são problemas dos governos do PT. Temos um dos piores índices de educação do Brasil e somos líderes do ranking de desemprego. É preciso criar um ambiente de oportunidades e de combate sério ao crime organizado, pois, sem isso, vamos continuar vendo estes números assustadores”, afirmou.

Ascom

No Dia Mundial da Alfabetização, Sandro Régis cobra do governo ações para reduzir analfabetismo na Bahia

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), cobrou do governo do estado ações para reduzir o analfabetismo, ao comentar sobre o Dia Mundial da Alfabetização, celebrado nesta quarta-feira (8). O parlamentar recordou que a Bahia é o estado com maior taxa de analfabetismo do país, segundo dados do Instituto de Geografia e Estatística (IBGE).

“São mais de 1,5 milhão de pessoas de 15 anos ou mais que não sabem ler nem escrever, o que significa 13% da população do estado. A taxa da Bahia é o dobro do índice de analfabetismo do Brasil, que é de 6,6% (são 11 milhões de pessoas no país). São números absurdos e vergonhosos para o nosso estado. Os governos petistas que estão à frente da Bahia por quase 16 anos devem ser responsabilizados”, disse Régis.

Ele pontuou, ainda, que houve aumento de 2,8% na taxa se comparado a 2018, ainda segundo o IBGE, e de 3% em relação 2016. “Essa situação é reflexo do abandono da educação pública do estado provocado pelos governos do PT. Vale lembrar que a Bahia tem um dos piores ensinos médios do país, conforme o Ideb. Sem prioridade, sem investimentos na educação, nossas crianças e jovens não terão oportunidades para terem um desenvolvimento pleno, dignidade e acesso ao mercado de trabalho”, afirmou.

O Dia Mundial da Alfabetização foi criado em 8 de setembro de 1967 pela Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A data visa promover um amplo debate sobre a importância da alfabetização, em especial naqueles países que ainda têm índices elevados de analfabetismo.

No Dia do Rodoviário Baiano, Sandro Régis recorda extinção do Derba e critica governo: “Abandonou as estradas”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), voltou a criticar nesta terça-feira (31), quando é celebrado o Dia do Rodoviário Baiano, o governo do estado pela extinção do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba). Segundo o parlamentar, o fim da autarquia gerou uma série de problemas para as estradas estaduais.

“O Derba foi extinto pelo governo em 2015, há seis anos, mas as consequências são enfrentadas até hoje pelo povo da Bahia. O governo do PT praticamente abandonou as rodovias da Bahia, provocando prejuízos para toda a sociedade, seja para as pessoas em suas viagens, seja para o setor produtivo, que tem nas estradas sua principal ferramenta de logística e transporte da produção”, afirmou Régis.

Segundo o deputado, todas as regiões da Bahia enfrentam problemas com má conservação de rodovias estaduais. “O impressionante é que não há um plano de manutenção das nossas estradas, não há qualquer planejamento. E o pior é que nós vemos que obras de recuperação feitas pelo governo acabam se deteriorando rápido devido à péssima qualidade da obra e do material utilizado”, disse.

Sandro Régis ressalta ainda que as más condições das rodovias, além de prejudicar a economia, representam um risco para a vida das pessoas. “Sabemos que as condições ruins contribuem, e muito, para a ocorrência de acidentes. É preciso dar mais atenção às estradas”, salientou.

Deputado Sandro Régis demonstra força política em visita de ACM Neto ao extremo sul da Bahia

O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Sandro Régis – DEM, acompanhou neste final de semana a visita do presidente do Democratas e ex prefeito de Salvador, ACM Neto ao extremo sul da Bahia.

ACM Neto e sua comitiva desembarcou na quinta feira (26) no aeroporto 09 de Maio em Teixeira de Freitas acompanhado do ex governador Paulo Souto, prefeitos, ex prefeitos e deputados. Em Teixeira de Freitas, ACM Neto foi recepcionado pelo prefeito Marcelo Angênica e lideranças políticas antes começar os encontros que aconteceram nas cidades de Caravelas, Alcobaça, Prado, Itamaraju e Teixeira de Freitas.

Demostrando sua força política, o deputado Sandro Régis contou com a presença dos seus apoiadores, os prefeitos; Marcelo Belitardo (Teixeira de Freitas) Robertinho (Mucuri), Lili (Jucuruçu), Marlene (Guaratinga), dos ex prefeitos Manoelzinho da Madeira (Nova Viçosa), Davi (Caravelas) e do vice prefeito Dr. Fernando (Potiraguá).

Para Sandro Régis, Neto veio ao extremo sul conhecer de perto os principais e ter uma visão estratégica dos problemas que impedem o desenvolvimento da região, como infraestrutura, investimento no turismo, segurança, educação e saúde, visando buscar soluções e encontrar novas potencialidades para o desenvolvimento da população caso seja eleito governador da Bahia.

Sandro Régis que começou sua vida política no extremo sul da Bahia volta mais forte para a próxima eleição. Amigo pessoal de ACM Neto, Sandro tem acompanhado o presidente do Democratas em suas andanças pela Bahia e hoje conta com o apoio de vários prefeitos, ex prefeitos e lideranças políticas tanto no extremo sul como em grande parte do estado da Bahia.

A vista do deputado e líder da oposição na ALBA ainda continua neste final de semana. Na manhã deste sábado, Sandro participa de um café da manhã na casa de Manoelzinho da Madeira em Posto da Mata aonde vai se encontrar também com lideranças políticas de Nova Viçosa.