“A insegurança na Bahia só aumenta”, diz Sandro Régis sobre números de ataques a banco

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou nesta terça-feira (13) que os números da violência no estado seguem elevados sem que o governo adote medidas efetivas para melhorar a segurança pública. A declaração do parlamentar ocorre após a divulgação de dados sobre ataques a banco em abril – em apenas 13 dias, foram seis ocorrências.

“É uma situação muito preocupante. É praticamente um caso a cada dois dias. É uma situação que, por um lado, aumenta a sensação de insegurança das pessoas, porque esses ataques são feitos por bandidos fortemente armados. Por outro lado, é muito prejudicial para as pessoas, principalmente nas cidades menores, uma vez que muitas delas têm apenas uma agência bancária, que, após os ataques, ou demoram a reabrir ou não abrem mais. É um prejuízo imenso para as pessoas, que acabam tendo que percorrer quilômetros para ir a uma agência em outra cidade, e para a economia.”, diz Régis.

Régis pontua ainda que estes dados se somam aos demais da violência no estado, como os de homicídios. Números da Secretaria da Segurança do Estado (SSP) apontam que, em abril, até esta segunda-feira (12), já foram 78 mortes, equivalente a média superior a 6 por dia. No ano passado, a Bahia foi novamente líder do ranking de mortes violentas no país, com mais de 5 mil ocorrências, segundo o Monitor da Violência do G1.

“O governo do estado segue sem conseguir reduzir estes números alarmantes. O pior é que as políticas de segurança do estado, infelizmente, não são efetivas. Não há valorização dos profissionais da segurança nem investimento em viaturas, infraestrutura, armamento e munição”, critica o líder do bloco oposicionista.

Ascom

Sandro Régis rebate declarações de Coronel: ‘O senador sofre do mal da memória seletiva’

O deputado estadual Sandro Régis (DEM), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), rebateu nesta quinta-feira (8) as declarações do senador Angelo Coronel (PSD) sobre o presidente nacional do Democratas, ACM Neto, e disse que o parlamentar “sofre do mal da memória seletiva”.

Régis afirmou que Coronel, como presidente da CPI Mista das Fake News, deveria dar o exemplo e não divulgar notícias falsas.

Entre outras declarações, Coronel disse que Neto está mal nas pesquisas, e que por isso não faz críticas públicas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O deputado, por sua vez, pontuou que ACM Neto sempre destacou sua posição de independência em relação ao governo Bolsonaro e que nunca indicou cargo sequer ao presidente da República. O líder da Oposição frisou que os ministros Onyx Lorenzoni e Tereza Cristina, ambos do Democratas, foram escolhas pessoais de Bolsonaro, não indicação de ACM Neto.

“O senador sofre do mal da memória seletiva. Agora, o senador é um crítico de Bolsonaro, mas recebeu R$ 40 milhões de verba do governo federal, segundo foi amplamente divulgado pela imprensa. Então, me parece que é ele próprio quem quer as benesses do governo”, alfinetou.

Régis pontua que as críticas de Coronel ocorrem após a divulgação recente da primeira pesquisa para a sucessão estadual, que coloca Neto na liderança, com folga, para o segundo colocado, o senador Jaques Wagner (PT). “Só espero que essas críticas não sejam por medo da liderança de Neto”, ironizou. “E quero lembrar também que, se Coronel é hoje senador, muito se deve à articulação de Neto e Bruno Reis para sua eleição para presidente da ALBA”, finalizou.

 

Sandro Régis critica falta de investimentos na Ceplac e defende fortalecimento do órgão: “referência em pesquisa e inovação”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas) criticou nesta terça-feira (30) a falta de investimentos na Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e defendeu o fortalecimento do órgão, que é referência em pesquisa e inovação.

O parlamentar destaca que a comissão, criada em 1957 como solução de profunda crise na cacauicultura brasileira, tem perdido força nas últimas décadas e, inclusive, já tem mais de 30 anos sem contratar profissionais para seu corpo técnico. (mais…)

“Os ventos da mudança continuam soprando “, diz Sandro Régis sobre liderança de ACM Neto em pesquisa ao governo

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou que a pesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas que coloca o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (Democratas) na liderança da corrida pelo governo do estado reflete “o desejo de mudança que vem crescendo no estado”.

Segundo o levantamento, o primeiro feito em 2021 para a sucessão estadual, lidera com 49,3% das intenções de voto, com mais que o dobro de vantagem sobre o segundo colocado, o senador Jaques Wagner (PT), que tem 21,4%. A pesquisa foi divulgada pelo Bahia Notícias.

(mais…)

BN/Paraná Pesquisas: ACM Neto tem o dobro dos votos de Wagner na corrida ao governo

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), lidera todos os cenários testados para o governo da Bahia em um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, em parceria com o Bahia Notícias.

O presidente nacional do DEM foi testado em um cenário com até sete nomes e também em uma disputa direta com o ex-governador Jaques Wagner (PT) em 2022. ACM Neto tem percentual de intenções de voto entre 49,3% e 56,5% na corrida para governador.

(mais…)

Líder da oposição na Assembléia repreende fala de deputados contra o isolamento social

Líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado Sandro Régis (DEM) repreendeu parlamentares do bloco que têm se posicionado de forma contrária às medidas de isolamento social anunciadas pelo governo e pela prefeitura de Salvador.

Sem citar nomes, ele disse que o discurso contra o lockdown não é unânime dentro do grupo. “Alguns pensamentos não são maioritários. Entendemos que a solução é vacinar, vacinar e vacinar. Enquanto não tem vacinação para gerar imunidade de rebanho, as regras são isolamento social e lockdown. Isso protege e salva vidas”, afirmou, durante a sessão de hoje (24).

(mais…)

“Melhor nome para ser derrotado por ACM Neto”, diz Sandro Régis sobre Wagner

Na noite de terça-feira (16), pela primeira vez, o govenador Rui Costa (PT) afirmou que o senador Jaques Wagner será o candidato do partido ao Governo do Estado em 2022. Com isso, o ex-governador deverá ter como principal adversário no pleito o ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto.

A confirmação, no entanto, agradou apoiadores petistas, que disseram que o partido buscará unidade entre aliados e, consequentemente, gerou revolta em políticos de oposição, como é o caso do deputado estadual Sandro Régis (DEM), que em conversa com o bahia.ba nesta quarta-feira (17), afirmou que o nome escolhido por Rui é “o melhor” para ser derrotado por Neto.

(mais…)

Oposição vai votar contra requerimento de urgência para novo pedido de empréstimo de Rui

_Bancada oposicionista destaca que governador já pediu à ALBA mais de R$ 6 bilhões em operações de crédito_

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) anunciou que vai votar contra, nesta segunda-feira (15), o requerimento de urgência do novo pedido de empréstimo feito pelo governador Rui Costa (PT), desta vez no valor de R$ 1,5 bilhão, junto ao Banco do Brasil. A nova operação de crédito deve ser pautada nesta segunda pela Casa.

(mais…)


Bolsonaro vence Lula no primeiro e segundo turno, mostra pesquisa

Uma pesquisa, feita em parceria entre a CNN Brasil e o Instituto Real Time Big Data, mostra que o presidente Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial de 2022 em todos os cenários, no primeiro e segundo turno.

No primeiro, Bolsonaro aparece com 31% dos votos, dez pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Este levantamento foi feito após a decisão do ministro Edson Fachin de anular as condenações de Lula na operação Lava Jato, o que o torna elegível para as próximas eleições.

(mais…)

Sandro Régis critica Wagner por votar contra auxílio emergencial: “Está mais preocupado com politicagem”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), criticou nesta segunda-feira (8) os posicionamentos recentes do senador Jaques Wagner (PT). Régis lembrou que Wagner votou no Senado contra a PEC que permite a retomada do auxílio emergencial e, além disso, não tem apresentado propostas para enfrentar a pandemia da covid-19, que está em seu momento mais crítico no país e especialmente na Bahia.

“Ao contrário da Oposição na Bahia, que tem votado a favor de todos os projetos que estão no pacote da pandemia sem pensar em dividendos políticos, colocando os interesses da Bahia em primeiro lugar”, enfatizou Régis, ao complementar: “Neste momento tão delicado que estamos vivendo, com a pandemia se agravando e fazendo tantas vítimas, inclusive aqui na Bahia, o que a sociedade tem percebido é que o senado Wagner está muito mais preocupado em fazer política do que com o combate ao coronavírus”, afirmou.

Para ele, falta ao senador uma postura mais propositiva e engajada para unir esforços em torno do combate ao vírus, principalmente na Bahia. “Se o senador se preocupasse mais com esse momento, ele apresentaria alternativas para que os impactos da covid-19 fossem menores na Bahia, ou até mesmo para resolver o impasse em torno das vacinas. Isso seria muito mais produtivo para a sociedade. Infelizmente, ele parece ter estar com uma preocupação excessiva em dizer que é pré-candidato”, frisou.

“É assim por exemplo que ACM Neto fez, como prefeito e continua como presidente nacional do Democratas, colocando o interesse público em primeiro lugar e buscando soluções para os problemas que afetam as pessoas, principalmente aquelas que mais precisam. Wagner, por outro lado, já provou que seu foco agora é fazer politicagem”, complementou.

Ipiaú: Câmara Municipal inicia trabalhos e delibera por sessões virtuais


Na noite de ontem, quinta-feira, 18, a Câmara Municipal de Ipiaú realizou a abertura dos trabalhos legislativos do ano de 2021. O ato foi conduzido pelo presidente da casa, vereador Robson Moreira-PP-, e teve iniciou com a tradicional Sessão Solene.

Em seguida aconteceu a primeira Sessão Ordinária da atual legislatura, em cuja pauta destacaram-se três projetos originários do próprio Poder Legislativo, além de requerimentos dos vereadores em benefício da população ipiauense.

Na “Ordem do Dia” foi votado e aprovado, em regime de urgência especial, o Projeto de Resolução 001/2021, da Mesa Diretora da Câmara, que regulamenta a realização de sessões legislativas virtuais durante o estado emergencial de saúde pública estabelecido em razão da pandemia do Covid-19. Já no “Grande Expediente”, foram lidos os Projetos de Lei 001/2021, da Mesa Diretora, e 002/2021, da autoria do vereador Beto Costa.

O PL 001dispõe sobre o piso salarial mínimo a ser aplicado na estrutura administrativa, plano de cargos e salários e demais disposições funcionais da Câmara, enquanto o PL 002 assegura às pessoas com deficiência auditiva o direito a atendimento por tradutor oi interprete de LIBRAS( Linguagem Brasileira de Sinais) nos órgãos e entidades da administração pública e nas empresas concessionárias de serviços públicos.


Mensagem da Prefeita
O vice-prefeito Cezário Costa-PSD- também participou da solenidade de abertura dos trabalhos legislativos. Ele levou a mensagem da prefeita Maria das Graças-PP- que conclamou a conjunção de esforços dos poderes Legislativo e Executivo em favor do desenvolvimento do município. Na mensagem, a prefeita salientou que apesar da pandemia e da crise financeira, sua gestão não tem esmorecido na missão de ofertar, da maneira mais eficiente possível, os serviços públicos que a população precisa.

“A independência e harmonia entre os poderes, como princípio fundamental para o avanço da democracia, deve ser cada vez mais fortalecida, para juntos alcançarmos o principal objetivo pelo qual cada um de nós fomos eleitos, que é o de promover o bem de todos os cidadãos ipiauenses, garantindo a eles o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento e a igualdade”, argumentou a prefeita.

Maria ratificou o compromisso de continuar trabalhando com seriedade, honestidade e responsabilidade com a verba pública, a fim de consolidar e ampliar o que já foi realizado em seu primeiro mandato. “Gratidão e compromisso com o povo desta terra, são sentimentos que me definem hoje e me orientarão durante toda esta segunda gestão”, acrescentou a prefeita.

REFERENCIA
Por sua vez o Presidente da Câmara, Robson Moreira, destacou o compromisso com a transparência e pela harmonia na casa e disse que tem recebido dos seus colegas vereadores o apoio necessário para fazer um grande trabalho e contribuir como o propósito de tornar Ipiaú uma referência regional em termos de desenvolvimento e grandeza democrática. ( José Américo Castro).

Oposição critica novo pedido de empréstimo do governo: ‘Pode levar a Bahia a um estado de falência’

O deputado estadual Sandro Régis (DEM), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), criticou nesta quinta-feira (18) o novo pedido de operação de crédito enviado pelo governador Rui Costa (PT) para a Casa, no valor de R$ 1,5 bilhão, junto ao Banco do Brasil. Para o parlamentar, o novo empréstimo pode prejudicar as contas do estado, aumentando o endividamento, e comprometer o funcionamento dos serviços públicos.

Régis lembra que a Bahia ainda é classificada com a nota C em relação à capacidade de pagamento (Capag), de acordo com o Tesouro Nacional. “Com essa classificação, a Bahia é considerada má pagadora e não pode receber garantias da União para realizar operações de crédito. Não é razoável que o governo aumente o endividamento, o que pode levar a Bahia a um estado de falência, afetando os serviços públicos essenciais, que já têm diversos problemas”, alerta Régis.

O líder da Oposição também questiona o pedido de empréstimo neste momento de crise financeira severa, com queda de arrecadação e com as contas do estado já sufocadas. “Muito melhor seria que o governo fizesse o dever de casa e seguisse as recomendações feitas pelo Tesouro Nacional, como o corte de despesas e a modernização da máquina arrecadatória”, pontua o deputado.

No ano passado, levantamento realizado pela bancada da Oposição mostrou que o governo de Rui Costa já acumulava R$ 5 bilhões em operações de crédito, levando em consideração a cotação do dólar e do euro do início de 2020. Com este novo pedido, este número pode saltar para R$ mais de 6 bilhões, o que representa quase R$ 1 bilhão em empréstimos por ano.

“Sem falar que, nesta nova solicitação, o governo é muito genérico na justificativa para realizar a operação de crédito. Nós não podemos dar mais um cheque em branco ao Executivo. Esse aumento de endividamento do governo pode, inclusive, representar descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse Régis.

Vereadores de Ipiaú discutirão novo processo legislativo

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Ipiaú promoverá na próxima quarta-feira, 10, às 9 horas, uma reunião com os 13 vereadores da casa com o objetivo de discutir o novo processo legislativo. Será uma oportunidade de aprendizado para aqueles que foram eleitos pela primeira vez e de revisão para os que vem de mandatos anteriores.

A roda de conversa será dirigida pela equipe técnica da Câmara, através das suas assessorias legislativa, jurídica e contábil, e trará explicações sobre demandas do Poder Legislativo, fóruns regimentais, procedimentos éticos, condutas dos vereadores em plenário e nas comissões de trabalho, dentre outras atividades.

O Presidente da Câmara, Robson Moreira adianta que serão abordadas questões referentes a instalação da legislatura, sessões, reuniões, ordem dos trabalhos, expedientes, pautas e ordem do dia, bem como os trabalhos do Departamento de Controle Interno, o cotidiano da Procuradoria Jurídica e os setores de licitação, compras, finanças e contabilidade. (José Américo Castro).

Oposição mantém Sandro Régis na liderança da Minoria na AL-BA

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) decidiu, por unanimidade, manter o deputado estadual Sandro Régis (DEM) na liderança do bloco por mais um ano, após definição ocorreu após reunião nesta segunda-feira (1º) entre integrantes da bancada.

No encontro, os parlamentares também discutiram a eleição para a Mesa Diretora da Casa, que ocorre na tarde desta segunda.

“Fico muito feliz e honrado por esta decisão dos meus pares de bancada. Vou continuar trabalhando para defender os interesses do nosso bloco e, sobretudo, da Bahia, pautando discussões relevantes e apontando os problemas do nosso estado sempre com muita responsabilidade e equilíbrio”, afirmou Régis.

Sandro Régis quer bloco suprapartidário para buscar alternativa à Ford: “Prioridade é salvar empregos”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da Oposição da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), defendeu nesta quarta-feira (13) uma “verdadeira frente suprapartidária” para buscar alternativas para o fechamento da fábrica da Ford de Camaçari. O parlamentar também alfinetou o governador Rui Costa (PT), que montou um grupo de trabalho para debater o assunto sem a participação de deputados do bloco oposicionista.

“Nós temos muito a contribuir com este debate. Infelizmente, na ânsia de conseguir holofotes, o governador está construindo o grupo de trabalho sem a nossa participação. É preciso, ao contrário do que ele tem feito, construir uma verdadeira e ampla frente suprapartidária para que possamos encontrar alternativas viáveis, tanto para a manutenção dos empregos quanto para a chegada de um eventual nova empresa”, disse Régis.

Para o líder da Oposição, o momento exige que sejam deixadas de lado as bandeiras partidárias. “O foco deve ser a resolução do problema, inclusive com medidas mais enérgicas por parte do governo. É preciso, reitero, chamar para conversar todos aqueles que querem e podem contribuir, independente de partido político ou ideologia, além dos setores da sociedade, especialmente aqueles que serão diretamente atingidos pela decisão da Ford”, pontuou.

Régis ainda frisou que as gestões do PT têm responsabilidade sobre o enfraquecimento da indústria baiana nos últimos anos. “Antes de perdermos a Ford, já tivemos um baque grande no setor calçadista, por exemplo. Isso, naturalmente, se reflete em dados negativos do ponto de vista social que temos, como o fato de o estado estar no topo do ranking de desemprego no país”, frisou.