Brasil: “Donos” disputam “terras” em 1/6 do território nacional

Antes de adentrarmos no assunto, cabe aqui firmar o conceito de propriedade, a luz da materialidade jurídica.

Imagine que você engendre numa serralheria um carro exótico, com motor, rodas, direção, freio, et coetera… Isso não implica necessariamente, em considerar um carro propriamente dito. Pois, para ser considerado um veículo automotor, precisa-se de testes, classificação e documentação de registro junto ao Detran. Embora sua invenção possa lhe ser útil, até ser reconhecido como um carro propriamente, com licenciamento e liberdade de circulação: espacial e de propriedade… está muito longe!

Assim, são os lotes frutos de loteamentos clandestinos e/ou irregulares. Que pode até lhe ser útil, enquanto o usufruto da posse. Porém, não necessariamente como uma PROPRIEDADE em sua plenitude. E, tal qual a engenhoca da serralheria, não tem o mesmo valor patrimonial que um carro legalmente fabricado e comercializado, na forma da técnica e da lei.

(mais…)

Política: O que de fato está por trás das disputas do Bolsonaro x OAB? 

 

Como já é de ciência de todos, o agora presitente da República, Jair Bolsonaro, age como se ainda fosse um candidato, ou ainda, uma espécie de pedra no sapato que cresceu e subiu a cabeça. Na expressão popular, é o Calcanhar de Aquiles, que age espontaneamente (mind set  e/ou vício) indo direto ao ponto fraco de alguém, e, que mete o dedo na ferida sem dó, fraqueza e vulnerabilidade do acusado, seja ele(a) quem for, sem medir previamente as consequências. É o ponto onde o adversário se sente mais frágil, não deixando tempo a reação e domínio suficiente, ao atacado, para controlar uma determinada situação, em combate casuístico-popular. Tudo, sob a óptica instantânea, “subjetiva”, estreita e rasa dele, claro!

(mais…)

Brasil: Um país eternamente ameaçado por FANTASMAS nas disputas econômicas REAIS

Num breve apanhado histórico, podemos constatar o óbvio: Há séculos, grupos políticos de interesse, criam repetidas novelas e simulacros como pano de fundo, em distração, enquanto o povo é empurrado a se dividir, e se digladiar em torcidas (desorganizadas) a exemplo das insanas e violentas torcidas de times de futebol… enquanto o esquema e a carnificina rola solta por trás das cortinas, nas disputas econômicas reais. É inacreditável como bem funciona a velha fórmula!

É uma fórmula-esquema que sempre deu certo! E de vez em quando, joga-se um, aos leões, para distração geral. Eles vibram… É um espetáculo! Mas, uma característica salta aos olhos em comparação ao comportamento dos nosso líderes se comparados com líderes de demais países ricos. Enquanto o povo desenvolvido age com inteligência e cooperação para proteger o que é seu, os nossos líderes operam, como corretores, EMBAIXADORES (amigos do rei), para entregar de mão beijada o que é nosso, (felizes da vida por cumprirem a missão subserviente); senão, vejamos:

(mais…)


Confusão federal na inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista

Para quem olha para a cena em busca de significado político eleitoral, dificilmente perceberá o arsenal anti guerra armado pela segurança da guarda pessoal do Bolsonaro. Repare que há um escudo largo defensivo à prova de tiros, disfarçado de maleta a frente, enquanto o segurança nas suas costas, está super atento a tomba-lo a qualquer instante, e se jogar por cima em proteção do corpo do presidente.

Pessoas que estiveram no evento disseram que Bolsonaro estava visivelmente amedrontado, acovardado no evento, depois da repercussão negativa dos recentes ataques racistas que ele fez ao povo nordestino em geral. Antes de sair de Brasília, Bolsonaro fez questão de provocar o governador da Bahia, Rui Costa, pelas redes sociais, a fim de medir os ânimos do temido revanche. (que afinal, não houve).

(mais…)

Já dizia o Barão de Itararé: Cada povo tem o governo que merece

Na Era das Fake News, (onde até excêntricos presidentes de importantes Repúblicas, são alvo e ao mesmo tempo, usuários protagonistas, falsos denunciantes desta artimanha político-promocional), o certo é que, há certas mentiras na política, que só este tipo de instrumento é capaz de revelar profundas verdades…

Nesta toada de oximoros, na qual os políticos brasileiros são mestres há séculos, é que surgiu o famoso Apparício Fernando de Brinkerhoff Torelly, também conhecido por Apporelly e principalmente pelo [falso título de nobreza] de Barão de Itararé.

Nascido na cidade de Rio Grande-RS em 1895, o Barão veio a falecer na cidade do Rio de Janeiro em 1971 aos 76 anos de pura ironia. Logo em verdade, o Barão de Itararé, foi apenas o pseudônimo de um jornalistaescritor, muito inteligente e sarcástico, pioneiro no humorismo político brasileiro. (mais…)


Economia: DINHEIRO – O amigo facilitador é ao mesmo tempo o mágico trapaceiro!

 

Imagine se ainda hoje na nossa Economia, não existisse o Dinheiro, como meio de troca e o comércio ainda se desse através do Escambo (troca direta de uma mercadoria por outra sem a utilização de dinheiro)… duvido que os governos conseguissem facilmente, arrancar mais da metade da produção (renda) dos mais pobres e entrega-la nas mãos dos mais abastados, sem protesto, derrame de sangue, muita luta e violência.

No entanto, através do dinheiro, tudo é possível, pacifico e cínico, sem que se perceba a mágica. Logo, tudo é possível via um sistema monetário estatal legalizado, onde o dinheiro é o veículo facilitador do acesso a produção alheia e ao mesmo tempo, o mágico trapaceiro destinador estruturante!

(mais…)

Banco Mundial diz que 30 milhões de brasileiros que saíram da pobreza

Tudo começou como se de fato fosse apenas uma disputa eleitoral (2014), quando foram perceber, a disputa era pelo patrimônio nacional. Agora já é tarde para chorar. Para os brasileiros, em especial os mais pobres e os cidadãos das pequenas cidades, retornarem ao patamar anterior, terão que lutar e conquistar muuuuito, para reconquistarem à condição de 2014. Feliz década velha!

Segundo relatório do Banco Mundial, entre 2003 a 2014, o Brasil viveu uma “festa no progresso econômico” e social em que cerca de 30 milhões de pessoas saíram da pobreza e a desigualdade vinha diminuindo expressivamente, como nunca antes na história deste país. Foi quando a palavra ostentação emergiu entre nós. Até o gay-ostentação, Maçom-ostentação… eram comuns.

(mais…)

Economia Solidária: É chegada a hora dos Bancos Comunitários e Moedas Sociais inaugurarem a estratégia do desenvolvimento microrregional

Hoje já se sabe, que a forma de dominação econômica de um povo, a intitulada NOVA SENZALA monetária, é operada tornando os mais pobres em servos econômicos, dependentes, através da dominação Monetária, Fiscal, Financeira e Comercial estrangeira.

Como reação concreta, tendo por fim a libertação econômica destes indefesos, em especial, os mais pobres alocados nas pequenas cidade do interior do país, onde mais de 82% das pequenas cidades brasileiras têm menos de 50 mil habitantes; é que surgiram os Bancos Comunitários de Desenvolvimento local (BCDs) e as Moedas Sociais Locais (MSL).

(mais…)

Economia Rural: Começa em julho (19) obrigação da emissão da nota fiscal eletrônica rural

Até pouco tempo atrás o produtor rural não podia emitir nota fiscal eletrônica (NF-e), dependendo do sistema burocrático da nota fiscal avulsa de papel.

Hoje já é possível, e vai se tornar obrigatória, a emissão da NF-e. Na Bahia, a obrigatoriedade começa já ao final do primeiro semestre de 2019, como veremos ao longo do texto.

Para entrar em conformidade com a lei, é preciso seguir alguns passos.

(mais…)

Economia Política: A Política como versão dirigida da realidade

 

Na antiga Grécia, Aristóteles, 350 a.C. já dizia – “O homem é naturalmente um animal político”.

Em Jerusalém, na própria era cristã, Jesus disse – “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

Na Inglaterra, Thomas Hobbes, 1650 d.C. disse – “O homem é o lobo do homem”.

E no Brasil em 1960, Roberto Campos disse – “A inveja é o mau hálito da alma”.

Caetano Veloso disse em 1974, – “Narciso acha feio o que não é espelho”.

E ainda, nos anos 2000, Eduardo Galeano disse – “Vivemos em plena cultura da aparência: o contrato de casamento importa mais que o amor, o funeral mais que o morto, as roupas mais do que o corpo e a missa mais do que Deus”.

(mais…)

Ipiaú: Expectativa na geração de mil empregos anima economia da cidade

A notícia veiculada na cidade por lideranças de Salvador dando conta de que a reativação da antiga Mirabela, hoje Atlantic Nickel, deverá gerar número próximo a mil empregos diretos até o final do ano animou o comércio e já provoca reflexos positivos na economia de Ipiaú e região.

Depois de passar por um período de desalento, com forte retração econômica e grande número de desempregados, Ipiaú vê crescer suas chances de voltar a ter um desenvolvimento sustentável nos próximos anos.

Prova disso é a informação divulgada em primeira mão no Jornal da Nova ( e agora também no Ipiaú Online ) do interesse de mais uma grande empresa de departamentos de se instalar na cidade na esteira da implantação das Lojas Americanas ocorrida no começo do ano.

Trata-se de um efeito em cascata, uma vez que a implantação das Americanas se dá através de pesquisas e acesso dos investidores a dados privilegiados a respeito de novos empreendimentos que estão surgindo na região. Ou seja: não dão ponto sem nó. Já sabiam que que a cidade estaria para receber o retorno da mineração e agora outros lojistas do mesmo setor observam com interesse em também investir e lucrar em cima deste filão que será a geração dos novos empregos.

Com o tempo a expectativa é de que novos empreendimentos surjam com mais força a partir também da implantação do sonhado Distrito industrial que poderá ser viabilizado a partir do reinício de atividades do Projeto Santa Rita, em um esforço da administração da prefeita Maria, em parceria com o Governo do Estado.

Celso Rommel / Ipiaú Online

Comportamento: Sob aplauso popular, Neymar goza da ética na cara da moral

Antes de mais nada, vejamos abaixo, a notável distinção entre Ética e Moral, diante do desejo popular, em “ser” (imitar) mais um Neymar de sucesso. Mais o Neymar do dinheiro, do que o do esporte propriamente!

Ética:

Segundo o prof. de Filosofia e Ética da PUC-SP, Mario Sérgio Cortella, Ética: é o conjunto de valores e princípios estabelecidos em “comum acordo”, que usamos para responder a três grandes questões da vida:

(mais…)

Economia: Cartórios do Brasil arrecadam mais de R$ 15,7 bilhões em 2017

 

Pai nosso, que estás no céu… pois se tivesse aqui na terra (Brasil); pagaria tributos e tarifas do nascer a hora da morte, amem!

Os cartórios arrecadaram R$15,740 bilhões em 2017 com prestação de serviço notarial em todo o País. Desse valor, além de despesas com a serventia extrajudicial, funcionários e tributos devidos, ainda devem ser deduzidos todos os repasses para o Poder Judiciário e demais órgãos previstos em lei. Pasmem, repasses estes, que inclusive acabam por arcar com regalias e benesses ao judiciário. Em contradição ao mesmo país que quer arrancar “a força”, R$ 1,2 trilhões dos futuros aposentados, ameaçando-os com a “eminente quebra do Estado” e da economia…

(mais…)


José Américo estréia coluna Política em Pauta no Ipiaú Online

O conceituado jornalista José Américo Castro estréia  hoje no  Ipiaú Online a coluna  Política em Pauta. A partir desta semana teremos sempre uma resenha bem-humorada e dinâmica a respeito dos fatos de bastidores que ilustram a vida pública dos representantes do povo em Ipiaú e região, além de um sobrevôo sobre os fatos da política nacional. Fique ligado!

Prefeitos mais Aliviados

Os ex-prefeitos  de Ipiaú e Itagibá, respectivamente Deraldino Araújo e  Marcos Valério Barreto (  Marquinhos),  respiram mais aliviados. Ambos tiveram suas contas, referentes ao exercício financeiro de 2016, aprovadas, embora com ressalvas, pelo Tribunal de Contas dos Municípios -TCM-.

(mais…)

Economia: A cacauicultura à espera de mais um milagre caia do céu

Infelizmente, mas esta é a mais pura e predominante verdade! Em pleno 2019, no fundo do poço, com o dólar chegando a R$ 4,12/US$, muitos ainda continuam inertes a espera de um milagre salvador, governamental ou chinês, venha nos salvar.

A região cacaueira depois de mais de um século “vivendo na dependência da economia monocultora do cacau” ainda não compreende bem, qual é o desenho (origem x destino) da geração e apropriação do valor do cacau na cadeia de abastecimento global.

Abaixo, artigo publicado pelo Mercado do Cacau, e, vídeo complementar com o presidente da Cacau Show, que nos chama a atenção sobre as recentes oportunidades de multiplicar as receitas das fazendas da cacau da nossa região… rezando para que não seja, apenas mais uma oportunidade soprada aos ventos, dado a nossa passividade, inércia e forma de agir e pensar, na contramão dos nossos tempos e dinâmica.

(mais…)