Salvador é a 4ª capital do Nordeste que mais desrespeitou o isolamento social em maio

Com medidas mais restritivas à circulação de pessoas anunciadas para a próxima segunda-feira (11), Salvador é a 4ª capital do Nordeste que mais desrespeitou o isolamento social na primeira semana de maio.

Dados da empresa InLoco, que mede o índice de isolamento social a partir de uma base de dados com mais de 60 milhões de dispositivos móveis em todo o Brasil, apontou que, em média, em maio, 47% dos soteropolitanos respeitaram as recomendações do governo municipal e ficaram em casa.

A maior taxa de isolamento social do Nordeste pertence a capital do Piauí, Teresina (53%), seguida por São Luís (52%), que implementou o lockdown no começo do mês. Os dados levam em conta a primeira semana de maio, do primeiro dia do mês até a última quinta-feira (6). (mais…)

Manchas de óleo no litoral atingem mais de 500 locais no Nordeste e Sudeste

Chegou a 527 o número de locais afetados pelas manchas de óleo que desde o final de agosto poluem a costa brasileira. O dado é do último balanço do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), divulgado na manhã desta quarta-feira (13) com dados compilados até terça (12).

Ao todo, 68% dos municípios do litoral nordestino foram contaminados desde o início do desastre ambiental. Das 111 cidades afetadas, 107 estão no Nordeste e 4 no Espírito Santo, primeiro estado do Sudeste atingido pelas manchas. Segundo o IBGE, existem 156 municípios no litoral nordestino.

Ainda de acordo com o Ibama, 97 animais já morreram por conta da contaminação e pelo menos 134 foram encontrados com manchas de óleo. Desses, apenas 37 foram localizados vivos. As tartarugas marinhas são as mais atingidas: 90 tartarugas, de diferentes espécies, foram contaminadas.

G1

Prefeitura improvisa barreira para evitar que óleo atinja lagoa em Cuacaia, no Ceará

Uma nova barreira foi montada nesta sexta-feira (8) para tentar evitar que o óleo já presente na Praia da Barra do Cauípe, em Caucaia, chegue à Lagoa do Cauípe. A lagoa separa-se do mar somente por uma faixa de areia, o que aumenta o risco de contaminação.

Conforme o titular da Secretaria de Patrimônio, Serviços Públicos e Transporte (SPSPTrans) de Caucaia, Assis Medeiros, o risco foi indicado pelos nativos, que apontaram a possibilidade da maré subir, levando a substância tóxica à lagoa. (mais…)

Manchas de óleo: MPF recorre ao TRF5 para que Justiça obrigue governo a acionar plano de emergência

O Ministério Público Federal formalizou hoje (28) no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), um recurso da ação coletiva para que o governo federal adote um plano de emergência em relação às manchas de óleo que atingiram todos os estados do Nordeste.

Segundo o MPF, o Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo (PNC), que prepara o país para casos como o que afeta o litoral, não foi acionado e nem está em execução.

“Não nos interessa o embate com a União. Já nos é penoso o desastre ambiental. Não podemos correr o risco desse desastre se tornar ainda mais grave”, disse o procurador da República em Sergipe Ramiro Rockenbach.

Metro 1

Volume de óleo nas praias do Nordeste diminuiu, diz Marinha

O almirante de esquadra Leonardo Puntel, comandante de Operações Navais da Marinha, afirmou neste sábado (26) que a presença de petróleo está diminuindo nas praias do Nordeste. Segundo ele, não foram detectadas grandes manchas durante o dia, mas apenas pingos, de retirada mais fácil.

“Na semana passada houve aumento dessa quantidade na Bahia, Sergipe, Alagoas e Sul de Pernambuco. Esse volume começou a decrescer agora. Neste momento, não há registro de óleo em praias do Nordeste, há registro em mangues”, declarou.

O almirante disse o que há agora são “pequenos pedaços ou pingos de óleo” nas águas. “Na maré alta, [eles] vão para praia e, na maré baixa, a gente recolhe. A gente está sentindo que está diminuindo”, comentou. (mais…)

Governo pede esclarecimentos a 11 países sobre origem do óleo

O governo brasileiro notificou 11 países cobrando esclarecimentos sobre 30 navios mapeados dentro da investigação sobre a origem do vazamento de óleo que atingiu diversas praias do Nordeste. A informação foi anunciada pelo coordenador de operações navais da Marinha, almirante de esquadra Leonardo Puntel, neste sábado (26).

A investigação conduzida pela Marinha trabalha com a tese de que o responsável teria sido um navio-tanque, de acordo com a Agência Brasil. Um total de 1.500 embarcações foram avaliadas inicialmente, e depois se chegou ao total de 30 embarcações de 11 países. O comandante não detalhou que nações estariam neste grupo, mas disse que o requerimento pede informações para os governos para saber se têm conhecimento de algum acidente. (mais…)

‘Pensei no trabalho da minha mãe e em ajudar’, diz adolescente fotografado dentro de mar com óleo em PE

“Quando eu vi o óleo, pensei em várias coisas. Na tristeza, no trabalho da minha mãe e em ajudar.” Essa declaração é de Everton Miguel dos Anjos, de 13 anos, fotografado em meio ao óleo que atingiu a Pedra do Xaréu, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. A imagem viralizou nas redes sociais e ganhou repercussão internacional como um símbolo do desastre ambiental no litoral brasileiro.

Além do Cabo, outras nove cidades pernambucanas tiveram praias manchadas pelo óleo no período entre 17 de outubro e esta sexta-feira (25): São José da Coroa Grande, Barreiros, Tamandaré, Sirinhaém, Rio Formoso, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Itamaracá. Até quinta (24), 1.358 toneladas de resíduos foram recolhidas do litoral do estado, segundo balanço do governo.

Filho da comerciante Ivaneide Maria de Oliveira, de 36 anos, Everton faltou à escola na segunda-feira (21) para ajudar a mãe no bar à beira de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho. O ponto é a única fonte de renda da família e sempre abre aos fins de semana, mas o feriado estadual de Dia do Comerciário era uma expectativa de aumentar o faturamento da família. (mais…)

Sergipe declara emergência por óleo nas praias e aguarda Salles

O governo de Sergipe decretou no sábado, 5, situação de emergência devido ao aumento de danos ambientais causado pelo óleo de origem desconhecida que vem tomando as praias do Nordeste do País desde setembro.

Um gabinete de crise foi criado no estado para acompanhar o caso e, na segunda-feira, 7, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é esperado para um voo sobre os locais atingidos e para trazer uma solução do governo federal para o problema que já dura duas semanas. (mais…)


Cientistas identificam novo parasita que já infectou mais de cem pessoas no Nordeste

Um parasita microscópico que até hoje não tinha sido identificado pela ciência já infectou mais de uma centena de pessoas no Nordeste, causando lesões graves no fígado, no baço e na pele e matando pelo menos um desses pacientes.

As características da doença lembram a leishmaniose visceral, moléstia endêmica na região, normalmente causada pelo protozoário Leishmania infantum. Mas a análise do DNA do micro-organismo revelou que se trata de um parasita novo, cujos parentes mais próximos costumam infectar apenas insetos.

Os dados acabam de ser publicados por pesquisadores da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), da Universidade Federal de Sergipe e da USP de Ribeirão Preto na revista especializada Emerging Infectious Diseases. (mais…)

Sobe para 53 número de municípios atingidos por óleo no Nordeste

Manchas de óleo atingiram 53 cidades nos litorais do Nordeste desde o início de setembro. Segundo relatório mais recente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), o petróleo cru, que não é derivado do óleo, foi encontrado em 112 locais. Apenas na Bahia ainda não houve registro do problema As informações são da Agência Brasil.

Segundo o balanço mais recente divulgado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), já são 112 localidades em oito estados afetadas pela mancha. Uma investigação do Ibama, que monitora a situação desde o dia 2 de setembro, com apoio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, indica que o petróleo que está poluindo as praias é o mesmo, e a origem não é do Brasil. (mais…)