Após assassinato do presidente, Haiti declara estado de emergência

O presidente do Haiti, Jovenel Moise, foi morto a tiros por agressores não identificados em sua residência particular de madrugada, um “ato bárbaro”, disse o governo nesta quarta-feira, o que provoca temores de tumultos crescentes na nação caribenha empobrecida.

O assassinato, que foi repudiado pelos Estados Unidos e por países latino-americanos vizinhos, coincidiu com episódios de violência de gangues em Porto Príncipe nos últimos meses, fomentados por uma crise humanitária cada vez maior e um caos político. A desordem transforma muitos distritos da capital em terras sem lei.

Depois de realizar uma reunião de gabinete, o primeiro-ministro interino do Haiti, Claude Joseph, disse em comentários televisionados que o governo declarou um estado de emergência em meio às dúvidas sobre quem assumirá as rédeas do país. (mais…)

OMS: casos globais de covid caem há 7 semanas

Diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou nesta segunda-feira, 14, que os casos de covid-19 no mundo recuam há sete semanas, na maior sequência até agora desde o início da pandemia. Ele advertiu, contudo, que o número total mascara tendências “preocupantes” em vários países.
Tedros Adhanom disse que o número de casos semanais caiu à mínima desde fevereiro, mas lembrou que as mortes pela doença têm recuado menos.

Com a disseminação de novas cepas, mais contagiosas, é preciso reforçar as medidas para conter os contágios, como o uso de máscaras e o distanciamento, notou.

O diretor-geral ainda destacou o quadro na África, onde segundo ele há “forte avanço” da covid-19. De acordo com Tedros Adhanom, isso é especialmente preocupante, já que o continente possui menos vacinas disponíveis e também enfrenta dificuldades para garantir os insumos médicos para tratar os casos. (mais…)

Pfizer/CEO: daremos 2 bilhões de doses de vacina contra covid-19 a países pobres

O executivo-chefe da Pfizer, Albert Bourla, afirmou nesta terça-feira, 8, que a empresa dará 2 bilhões de doses de vacina contra a covid-19 para os países mais pobres do mundo, em 2021 e 2022, sendo 1 bilhão delas a cada ano. A declaração foi dada durante o evento virtual da GZERO Media.

Em sua fala, Bourla comentou que a Pfizer só não consegue produzir ainda mais vacinas por causa da falta de matéria-prima disponível. Segundo ele, a empresa elevou sua capacidade “de modo dramático” para conseguir atender à forte demanda por esse imunizante.

Bourla ainda disse que nenhuma das variantes do vírus surgidas até agora é resistente à vacina. Segundo ele, pode ocorrer de uma cepa futura seja resistente e é preciso estar preparado para essa eventualidade. O executivo disse que a empresa tem a capacidade de produzir uma nova versão da vacina resistente a uma nova cepa eventual em 100 dias, se necessário.

Vacinação reduz em 95% mortes por Covid-19 na Itália, diz estudo

A vacinação contra Covid-19 reduziu as mortes em 95% na Itália, mostram resultados do primeiro estudo nacional sobre o impacto da imunização no país. Foram acompanhados 13,7 milhões de pessoas vacinadas de 27 de dezembro de 2020 a 3 de maio de 2021.

A queda no risco é progressiva a partir de 14 dias após a primeira dose e atinge o máximo a partir dos 35 dias. Após esse período, o estudo documentou também queda de 90% nas internações por Covid-19 e de 80% nos casos sintomáticos.

Os efeitos são semelhantes em homens e mulheres e em pessoas de diferentes grupos etários –no período estudado, a Itália estava imunizando os mais idosos e profissionais de saúde a partir de 40 anos. (mais…)

OMS divulga relatório sobre origens da covid e pede novas pequisas a países

Em comentários a Estados-membros da Organização Mundial da Saúde (OMS), o diretor-geral do órgão multilateral, Tedros Adhanom, pediu que novas pesquisas sobre a origem do novo coronavírus sejam feitas, de forma a complementar o estudo feito pela OMS, divulgado nesta terça-feira, 30.

“Todas as hipóteses permanecem à mesa”, disse Tedros, após deixar claro que a pesquisa conduzida pelos especialistas que viajaram à Wuhan, na China, ainda não foi capaz de confirmar a origem do sars-cov-2, apesar de “importantes avanços” terem sido alcançados.

“Encontrar a origem de um vírus leva tempo e devemos ao mundo confirmar a fonte das infecções, para que possamos tomar medidas coletivas para reduzir o risco de isso acontecer novamente. Nenhuma pesquisa pode fornecer todas as respostas”, completou Tedros, segundo nota da OMS enviada hoje.

Asteroide que passará próximo à Terra pode ser observado neste domingo


Com cerca de um quilômetro de diâmetro e por volta de 550 metros de largura, o asteroide 2001 FO32 passará, neste domingo (21), muito perto da Terra, segundo padrões astronômicos.

Formado nos primórdios do Sistema Solar e viajando a aproximadamente 124 mil quilômetros por hora (km/h), o asteroide não ameaça colidir com a Terra, apesar de ter sido classificado como “potencialmente perigoso” pela Nasa.

“Conhecemos a rota orbital do 2001 FO32 ao redor do Sol precisamente, já que ele foi descoberto há 20 anos e tem sido rastreado desde então”, afirmou o diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra da agência aeroespacial norte-americana (Nasa), Paul Chodas. “Não há risco de colisão dele com nosso planeta nem agora, nem nos próximos séculos.”

(mais…)

Japão estuda limitar público para realizar Jogos Olímpicos

O Japão está estudando limitar em 50% a capacidade de público nas arquibancadas dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que estão previstos para julho deste ano. A intenção é reduzir o risco de contágio por covid-19, e a decisão sobre a quantidade de público que será permitida na Olimpíada deve ser anunciada até abril.

Segundo informações da imprensa local, a limitação de 50% da capacidade valerá para as arenas. Locais com arquibancadas maiores, como o estádio olímpico, teriam capacidade reduzida a 20 mil pessoas, mesmo que esse número não alcance a metade dos assentos. O país ainda deve barrar a entrada de torcedores estrangeiros.

O país estuda, também, limitar o número de membros das delegações. Todos os atletas ainda serão submetidos a testes de covid-19 antes da viagem e no desembarque em Tóquio. Já os governos internacionais devem ter direito a uma comitiva de apenas 11 pessoas.~

OMS sugere que países se preparem ‘para algo que pode ser ainda mais grave’

 

O mundo precisa estar preparado para algo pior que a pandemia da Covid-19. Esse foi o alerta do diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, nesta segunda-feira (28).

De acordo com ryan, a crise sanitária causada pelo coronavírus não é, necessariamente, a “grande” pandemia.

“Essa pandemia foi muito grave. Se espalhou ao redor do mundo extremamente rápido, afetou cada canto do planeta. Mas essa não é necessariamente a ‘grande’ [pandemia]”, disse o diretor durante coletiva de imprensa em Genebra, na Suíça. As informações são do portal Bem Estar.

(mais…)


Década de 2010 a 2019 foi a mais quente da história, aponta relatório

A década de 2010 a 2019 foi a mais quente da história do planeta, e o ano passado esteve entre os três mais quentes já registrados desde o século 19. As informações foram publicadas hoje (12) no relatório “State of the Climate”, elaborado por cientistas ao redor do mundo.

Segundo os dados referentes aos últimos dez anos, desde a década de 80, cada período de 10 anos que veio depois foi mais quente que a década anterior. Os cientistas apontam ainda que O período entre 2010 e 2019 foi 0,2ºC mais quente que a década entre 2000 e 2009 e apenas o ano de 2016 – e, para alguns dados, o ano de 2015 – foram mais quentes do que 2019. (mais…)

Avião se parte em dois durante pouso em aeroporto na Índia

Um avião se partiu em dois durante pouso no aeroporto indiao de Calicute nesta sexta-feira (7). De acordo com a CNN, um porta-voz da companhia Air India afirmou que há “muitos feridos”.

A aeronave transportava 191 passageiros e havia saído do aeroporto de Dubai. Há suspeitas de pelo menos duas mortes confirmadas, além de 35 feridos, segundo autoridades locais.

Nova Zelândia zera casos de coronavírus e anuncia retirada da maioria das restrições

A Nova Zelândia não registrou, pela primeira vez desde o início da pandemia, nenhum caso ativo de coronavírus. O registro é desde 28 de fevereiro, data que o primeiro caso confirmado da doença foi registrado no país.

Segundo informou o Ministério da Saúde neozelandês, não há registro de novos casos no país há 17 dias. Na última semana, somente um caso continuava ativo. Ao todo, o país teve 1.154 infectados e 22 mortes em uma população estimada em 5 milhões de habitantes.

(mais…)

Pentágono divulga oficialmente vídeos de ‘fenômenos aéreos não identificados’

O Pentágono divulgou oficialmente na segunda-feira (27) três vídeos curtos feitos por pilotos da Marinha dos Estados Unidos de “fenômenos aéreos não identificados”. As imagens, que já tinham circulado anteriormente, chegaram a despertar em alguns a suspeita de que se tratavam de alienígenas.

Em setembro de 2019, a Marinha já tinha reconhecido a veracidade dos vídeos. No entanto, o Departamento de Defesa fez a divulgação oficial para “esclarecer quaisquer equívocos do público sobre se as imagens que circulavam eram reais ou se existem ou não mais vídeos”. ( confira o vídeo abaixo)

As imagens captadas por câmeras infravermelhas mostram o que parecem ser objetos voadores não identificados que se movem rapidamente. Duas gravações registram a reação de quem fez as imagens com relação à rapidez com que objetos se moviam. Uma voz especula que poderia ser um drone.

(mais…)

“Não queremos outros conseguindo”, afirma Trump sobre insumos contra a Covid-19

Em uma declaração polêmica, o presidente americano Donald Trump, afirmou, neste sábado (4), que não permitirá que outros países comprem equipamentos para o combate ao coronavírus. 

Segundo o G1, apoiado por uma lei criada na época da Guerra da Coreia, o político ameaçou empresas privadas caso não atendam as necessidades dos Estados Unidos.

“Precisamos das máscaras. Não queremos outros conseguindo máscaras. É por isso que estamos acionando várias vezes o ato de produção de defesa. Você pode até chamar de retaliação porque é isso mesmo. É uma retaliação. Se as empresas não derem o que precisamos para o nosso povo, nós seremos muito duros”, declarou. 

Máscaras que tinha sido produzidas nos Estados Unidos foram “confiscadas” na Tailândia, segundo informações do ministro do interior da Alemanha, Andreas Geisel. O alemão também afirmou que o governo americano foi responsável por desviar equipamentos que teriam como destino o Brasil e a Europa. 

Cientistas chineses anunciam descoberta contra o Covid – 19

Um grupo de cientistas chineses isolou vários anticorpos que considera “extremamente eficientes” para impedir a capacidade do novo coronavírus de entrar nas células, o que pode ser útil tanto para tratar quanto para prevenir a covid-19.

Atualmente, não existe tratamento comprovadamente eficaz para a doença, que surgiu na China e está se proliferando pelo mundo na forma de uma pandemia que já infectou mais de 850 mil pessoas e matou 42 mil.

(mais…)

Somália é dos lugares mais perigosos do mundo para jornalistas

A Somália tornou-se num dos lugares mais perigosos do mundo para jornalistas, que são alvo de ataques quer do Al-Shabaab, quer das forças de segurança do governo, concluiu a Anistia Internacional num relatório divulgado hoje. “Uma onda de ataques violentos, ameaças, assédio e intimidação de trabalhadores da imprensa está transformando a Somália num dos lugares mais perigosos do mundo para se ser jornalista”, afirmou a Anistia Internacional.

O documento divulgado pela organização internacional de defesa dos direitos humanos relatou a “dramática deterioração” da liberdade de expressão e da liberdade de imprensa, que se tem verificado na Somália desde que o Presidente Mohamed Abdullahi ‘Farmajo’ tomou posse, em fevereiro de 2017.

Pelo menos oito jornalistas foram mortos no país desde então; cinco dos quais morreram em ataques indiscriminados do Al-Shabaab, dois foram mortos por atacantes não identificados e um foi morto a tiros por um agente da polícia federal. (mais…)