Risco de tsunami na costa brasileira após alerta de erupção de vulcão é remoto, dizem especialistas

Especialistas consultados pela Defesa Civil de Salvador (Codesal) acreditam que não há base científica para afirmar que existe possibilidade do litoral brasileiro ser atingido por um tsunami, provocado pela atividade vulcânica nas Ilhas Canárias, da Espanha, conforme noticiado por alguns veículos da mídia e repercutido em redes sociais.

Vulcão nas Ilhas Canárias pode entrar em erupção nos próximos dias.

(mais…)

Erupção em vulcão na África acende alerta para risco de tsunami na Bahia

O nível de alerta para a possibilidade de um vulcão entrar em erupção e causar um tsunami que afetaria o Brasil, a Bahia e outras localidades foi elevado por autoridades espanholas. De acordo com reportagem do portal Uol, caso entre em erupção, o vulcão Cumbre Vieja, localizado na ilha de La Palma, na costa do continente africano poderia provocar um tsunami que atingiria todas as Américas, com maior impacto sobre os litorais das regiões Norte e Nordeste.

A informação da elevação de nível do vulcão foi dada pelo portal MetSul Meteorologia e confirmada pela reportagem.

(mais…)

‘Se continuar desse jeito, vai ter apagão na Bahia’, diz especialista em energia

Usina Hidrelétrica de Sobradinho (Foto: Acervo CBHSF/TantoExpresso)

Foi muita coisa de uma vez só. Primeiro, por causa do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou uma bandeira tarifária 50% mais cara. Depois, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, foi para a TV apelar por um “esforço de redução de consumo” de luz elétrica. E, se a crise continuar como está, especialistas afirmam que não estaremos livres de um apagão.

‘Se continuar desse jeito, vai ter apagão na Bahia’, diz o professor Leandro Carralero, especialista e coordenador do programa de Pós-Graduação em Energias Renováveis da Unijorge. Embora a situação dos reservatórios hídricos no estado não seja preocupante, ele acredita que a Bahia pode sofrer impactos da crise vivida principalmente no centro-sul do país em razão da escassez de chuvas.

(mais…)

Ipiaú: Papamel resgata coruja; ave deverá ser encaminhada para o CETAS de Vitória da Conquista

Nesta segunda feira (23), por volta do meio dia., o Grupo Ecologico Humanista Papamel, através dos seus voluntários, realizou o resgate de uma coruja.

A informação foi dada por uma das voluntárias desde ontem, mas devido ao horário, apenas hoje foi possível realizar o resgate, após contatos com a pessoa que mantinha a ave em um pequeno cômodo, onde guarda sua moto e outros materiais”, comunicou a assessoria do grupo ao IPIAÚ ONLINE.

Segundo o cidadão, conhecido como “Gazin”, a ave apareceu machucada nas imediações da sua casa. Ele, temendo que matassem ou que os cães pudessem agredir o animal, divulgou pedindo ajuda e guardou a ave em sua casa.

O Papamel já comunicou ao INEMA, que deverá vir buscar a ave para levar para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) em Vitória da Conquista.

O Papamel chama a atenção da Prefeitura de Ipiaú, quanto a necessidade do município ter um CETAS para tratamento de animais silvestres.

Ipiaú Online

Atlantic Nickel conquista certificação que valida inventário de gases de efeito estufa de acordo com a ISO 14.064-3:2007

Programa Brasileiro do GHG Protocol atesta dados sobre emissão de gases com informações verificadas em auditoria feita por empresa independente credenciada pelo Inmetro.    
 

 A Atlantic Nickel, empresa que produz e exporta níquel sulfetado no município baiano de Itagibá, acaba de conquistar uma importante certificação que atesta a qualificação e validação do Inventário de Gases do Efeito Estufa publicado pela empresa, relativo ao período de janeiro a dezembro de 2020. A certificação ISO 14.064-3:2007 é mais um resultado do comprometimento do negócio com o desenvolvimento sustentável. 

O Inventário de Emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) é uma ação de responsabilidade ambiental, com publicação anual no Registro Público de Emissões, o maior da América Latina, que faz parte do Programa Brasileiro GHG Protocol. O objetivo da ferramenta é promover e facilitar a transição de uma economia de baixo carbono para as empresas brasileiras. 

Com a certificação, a Atlantic Nickel cumpre um dos requisitos para obtenção do “Selo Ouro”, de acordo com critério do GHG Protocol, confirmando que o inventário traz informações que foram auditadas por empresa independente, o que confere transparência às informações. A auditoria foi realizada pelo Instituto Totum de Desenvolvimento e Gestão Empresarial LTDA, entidade credenciada pelo Inmetro. 

“É interesse da nossa empresa tornar públicos esses dados, seguindo a nossa lógica de operar um negócio sustentável e transparente em todas as suas ações. Com esses dados do inventário consolidados, é possível traçar novas metas de redução de emissão de gases baseadas em cálculos”, explica Jorge Robbin, Coordenador de Meio Ambiente da Atlantic Nickel. 

Atenta às mais atuais discussões sobre aquecimento global e os fatores que impactam nas mudanças climáticas, a companhia se empenha de forma permanente para melhorar seu desempenho ambiental. Desde que iniciou as operações em Itagibá, investe na adoção de medidas que reduzem a emissão de dióxido de carbono equivalente (CO2 eq). Entre elas, estão a utilização diesel com menor teor de enxofre, uso de lâmpadas LED e destinação de resíduos para coprocessamento.

Todas as estratégias implementadas pela Atlantic Nickel buscam respeitar as legislações ambientais, mas vão além das exigências aos requisitos legais, mantendo um compromisso diário e coletivo de respeitar o meio ambiente e construir o futuro que desejamos para as próximas gerações. 

Ascom

Manchas de óleo voltam a aparecer no litoral baiano

 

As manchas de óleo que atingiram o litoral nordestino em 2019 voltaram a aparecer na Bahia. A Marinha do Brasil, por meio o da Capitania dos Portos da Bahia, informou que, na última segunda-feira, 28, foi identificada a presença de resíduos oleosos na Praia de Itacimirim.

De acordo com a Capitania dos Portos, na terça-feira, 29, foram coletadas amostras do material para análise do Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), que vai indentificar se os vestígios apresentam o mesmo perfil químico dos resíduos oleosos que atingiram a costa brasileira, em 2019.

A operação para retirada dos resíduos, que se encontram preso ás rochas já foi iniciada e 330 kg do material já foram retirados. A quantidade corresponde a 60% dos resíduos identificados na praia. O material oleoso aparece somente na maré baixa, misturado à areaia da praia. As ações de remoção estão sendo realizadas sob supervisão do Ibama, Inema e ICMBio.

(mais…)

Após a Covid-19, seca tem potencial para ser nova “pandemia”, alerta a ONU

A Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que “a escassez de água pode ser a nova pandemia e não existe vacina para curá-la”, em referência à Covid-19. Um dado divulgado pela organização em novembro de 2020 aponta que os recursos de água doce disponíveis por pessoa baixaram mais de 20% em duas décadas.

No Brasil, no ano passado, a Agência Nacional de Águas (ANA) declarou que grandes bacias com potencial hidrelétrico viviam “situação crítica de escassez de recursos hídricos”. No fim de maio, o governo federal emitiu pela primeira vez um alerta de “risco hídrico” e abriu caminho para que sejam tomadas medidas que evitem um racionamento de energia até outubro, período de poucas chuvas e de seca mais severa na região sudeste e centro-oeste.

(mais…)

Atlantic  Nickel recicla 83,27% dos resíduos gerados no processo de produção do níquel em Itagibá 

Os outros 16,73% são resíduos não recicláveis, que recebem as melhores práticas de proteção ambiental, incluindo coprocessamento e transformação em energia. 

A Atlantic Nickel, empresa que produz e exporta níquel sulfetado, componente fundamental na fabricação de baterias para veículos elétricos, destinou para a reciclagem 83,27% do total de resíduos que produziu durante todo o ano de 2020 em sua planta localizada na cidade de Itagibá, região sul da Bahia.

Guiada por seu propósito de promover o desenvolvimento sustentável em todos os níveis, a empresa alcança este índice como resultado do pleno funcionamento do Centro de Triagem de Resíduos (CTR). O espaço, construído dentro da empresa, recebe todo o material proveniente dos processos operacionais e administrativos, garantindo que tudo receba a destinação adequada às legislações ambientais vigentes e sem riscos de agressão ao meio ambiente. 

classificação dos resíduos é realizada de acordo com sua natureza física, composição química, riscos potenciais ao meio ambiente e origem. Este processo impede a contaminação dos lençóis freáticos, do solo ou da atmosfera. Uma vez classificados, os resíduos recicláveis são direcionados para empresas especializadas, permitindo a transformação em matéria-prima para a fabricação de um novo produto. 

Os 16,73% dos resíduos resultantes da operação, classificados como não recicláveis, também são encaminhados para uma destinação final em conformidade com as melhores práticas de proteção ambiental, incluindo coprocessamento e posterior transformação em energia


Orgânicos

Os resíduos orgânicos provenientes da cozinha que abastece os refeitórios são tratados em equipamentos que realizam a compostagem acelerada, produzindo assim, um composto orgânico que posteriormente é usado em ações de preservação da biodiversidade e reflorestamento de Mata Atlântica mantidas pela empresa por meio do viveiro com capacidade para produzir até 30 mil mudas.

Educação 

Atlantic Nickel mantém um cronograma fixo de treinamentos com os colaboradores, que são os grandes agentes de manutenção das práticas diárias para o descarte correto de qualquer resíduo, seja proveniente da produção ou do dia a dia dentro da empresa. O processo educativo começa desde a fase de integração do funcionário em sua chegada à empresa após o processo seletivo. 

Além disso, todas as áreas de circulação possuem sinalização explicativa e recipientes específicos para a separação de papel, metal, plástico, vidros, lixo orgânico e não orgânico. 

Ascom

Bahia: Novo tremor de terra é percebido entre Amargosa e São Miguel das Matas

Um novo tremor de terra foi registrado em Amargosa, no Vale do Jiquiriçá. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (3) pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande Norte (Labsis).

O tremor teve magnitude 1,4 mR, situação que o classifica como de baixa magnitude e de baixa intensidade.

(mais…)

18 meses após manchas de óleo na Bahia, laboratório diz que consumo de peixes não representa riscos

Em agosto de 2019, um intenso vazamento de óleo atingiu o litoral brasileiro e em outubro, as manchas alcançaram as águas da Bahia. Na época, óleo foi detectado no sistema digestivo ou respiratório de todos os animais que foram submetidos a análise. Hoje, 18 meses após o acidente, o consumo de pescados não apresenta riscos à saúde.

“Fazíamos as análises dos pescados e a partir daí recomendávamos o cuidado na ingestão dos frutos do mar. Atualmente, entretanto, desconheço a existência de pronunciamento oficial que proíba o consumo de frutos do mar por causa da contaminação por estas manchas de óleo”, explica Francisco Kelmo, diretor do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

De acordo com Kelmo, os resíduos do material ainda estão presentes no litoral baiano. Ele explica que o óleo possui uma alta densidade e ao afundar é rapidamente coberto por sedimentos. Ou seja, há uma quantidade razoável de óleo “enterrado” nas praias da Bahia. Segundo o diretor do instituto, “esse material enterrado continua afetando os animais invertebrados que habitam o fundo do mar e continuará aparecendo na superfície de tempos em tempos na superfície, especialmente durante os períodos de tempestades”. (mais…)

Ipiaú: Meteorologia emite alerta de chuvas fortes na região

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) publicou alerta laranja para região de Ipiaú avisando de acúmulo de chuvas fortes que deverão cair.

O alerta se iniciou às 11hs nesta segunda-feira (08) com previsão de  chuvas entre 30 a 60 milímetros por hora ou 50 a 100 milímetros por dia.

Conforme o INMET, há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios, em cidades da área de risco, que vai de Ipiaú até Vitória da Conquista.

No alerta constam recomendações: evite enfrentar o mau tempo; observe alteração nas encostas; se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia; em caso de situação de inundação, ou similar, proteja seus pertences da água envoltos em sacos plásticos e obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Ipiaú Online

Tremor de terra é registrado pelo 2º dia seguido no norte da Bahia

Pelo segundo dia consecutivo, um tremor de terra foi registrado em Jacobina, no norte da Bahia, por volta das 4h46 desta terça-feira (26). Desta vez, o fenômeno atingiu 1,6 pontos de magnitude, de acordo com o Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), responsável por monitorar toda atividade sísmica na região Nordeste.

Segundo o LabSis, não há informações de que moradores da região tenham escutado ou sentido o tremor de terra desta terça. A informação foi confirmada pela prefeitura do município. Ainda de acordo com a prefeitura, também não houve registro de danos materiais na cidade.

Na madrugada da última segunda-feira (25), um tremor de 2,6 pontos de magnitude já havia sido registrado pelo laboratório. Além disso, outros dois tremores aconteceram na cidade há pouco mais de um mês, em 9 de dezembro de 2020. Segundo o LabSis, o primeiro foi de 3,2 e o segundo de 3,0 ponto de magnitude. Na ocasião, diversos moradores relataram medo com o impacto, maior do que o registrado nesta terça-feira.

Moradores de Piatã denunciam mineradora por poluir afluente do Rio das Contas

Moradores mostram que resíduo em pó que mineradora tem lançado no ar está poluindo nascente de rio

Moradores da zona rural da cidade de Piatã, que fica na região da Chapada Diamantina, denunciam que uma mineradora tem poluído as nascentes de rios locais, além de lançar no ar um resíduo em pó que causa problemas respiratórios na população.

O grupo conta que a atividade extrativista no local existe há cerca de nove anos. No entanto, em 2018, as atividades foram assumidas pela mineradora Brazil Iron que tem causado transtornos para a população. Por medo de represálias, os moradores pediram ao G1 para não serem identificados.

“Nós estamos respirando poeira com resíduos de pó de mineração dia e noite. As comunidades consomem a água das nascentes que estão recebendo a lama das carretas e os resíduos de pó com ferro. Algumas pessoas estão deixando de plantar suas hortaliças com medo da contaminação. Muitas vezes as plantas amanhecem com gotas pretas do pó de ferro”, contou uma moradora.

(mais…)

São Miguel das Matas registra novo tremor e idosos e crianças temem retornar para casa

Os abalos sísmicos sentidos em São Miguel das Matas, no Vale do Jiquiriça, quebraram a rotina de dezenas de famílias da cidade de pouco mais de 10 mil habitantes. Segundo o prefeito Zé Renato (PP), o evento sismológico deixou marcas não apenas nas construções, mas, também, no psicológico de idosos e crianças que apresentam dificuldades de retornar à rotina anterior aos tremores que levaram o município a ser pauta nacional.

Nesta sexta-feira (25), quando um novo tremor foi registrado na região, o governo da Bahia homologou o estado de situação de emergência. O novo abalo foi de pouco menos de 2 de magnitude, o que não chega a ser sentido por moradores, conforme informou o gestor.

(mais…)

Amargosa tem casas e igreja rachadas em novo tremor de terra

Um novo terremoto foi registrado em algumas cidades do Recôncavo Baiano na madrugada desta segunda-feira (31). Os tremores foram sentidos principalmente em Amargosa, Brejões e Elísio Medrado. Moradores já tinham feito relatos sobre o fenômeno na manhã e na noite de domingo (30).

Ainda não há detalhes sobre magnitude do novo tremor. Em Amargosa, a prefeitura identificou rachaduras em pelo menos seis casas e na igreja da cidade. Os impactos dos terremotos foram sentidos principalmente na zona rural do município

(mais…)