Dezesseis dias após o resultado, Trump autoriza transição de governo

Passados 16 dias desde o resultado da eleição, em 7 de novembro, o presidente americano, Donald Trump, deu um primeiro passo para autorizar a transição de seu governo para o do democrata Joe Biden.

No Twitter, ele escreveu que autorizou a Administração de Serviços Gerais (GSA, na sigla em inglês) a iniciar os protocolos.

(mais…)


Pacientes com Covid-19 são deixados para morrer em hospital dos EUA, diz enfermeira

Uma enfermeira norte-americana revelou, em um vídeo de 50 minutos, publicado no último dia 7 de novembro nas redes sociais, como os pacientes em estado grave de Covid-19 são tratados em um hospital de El Paso, no estado do Texas, Estados Unidos (EUA). Segundo Lawanna Rivers, eles são deixados para morrer em um quarto chamado de “cova”. “Eu nunca vi isso em toda a minha vida, nunca”, disse a profissional de saúde. As informações são do portal G1.

“Fui colocada no que é chamado de ‘cova’ e, nesse quarto, estavam oito pacientes, todos positivos para Covid-19. No meu primeiro dia de orientação, me disseram: quaisquer que sejam os pacientes que vão para a ‘cova’, só saem num saco para cadáveres”, comentou, chorando, a enfermeira.

A enfermeira disse que os pacientes que iam para a ‘cova’ recebiam poucas visitas dos médicos, pois eram considerados “casos perdidos”. “Eu vi muitas pessoas morrendo, que eu sinto que não deveriam ter morrido. Aquela missão me partiu”, afirmou.

(mais…)

Joe Biden desbanca Trump e é o novo presidente dos EUA

Os Estados Unidos da América têm um novo presidente. Após uma intensa e acirrada corrida eleitoral, o candidato democrata Joe Biden, aos 77 anos, derrotou o atual líder americano, o republicano Donald Trump, e foi eleito após uma virada na Geórgia e na Pensilvânia, obtendo 36 votos dos delegados.

O índice foi mais que o necessário para a vitória do democrata hoje (7). A projeção foi confirmada pela agência de notícias Associated Press.

 

Biden não só conquistou os EUA como bateu recordes. O candidato democrata ultrapassou, na contagem de votos das eleições presidenciais americanas, o recorde de votos já recebidos por um candidato na história eleitoral dos Estados Unidos. O ex-presidente Barack Obama, de quem Biden foi vice, detinha o recorde anterior.

Nas eleições americanas, não basta ter a maioria do voto popular para vencer, como no Brasil. É preciso que o candidato à Presidência conquiste a maioria dos delegados que compõem o colégio eleitoral. Foi o que fez Biden, ao alcançar 270 votos.

Estados onde a disputa foi acirrada até os últimos momentos foram cruciais para o resultado. Flórida, que chegou a indicar estar dividida, ficou com Trump, o que deu sobrevida ao candidato republicano. No entanto, as vitórias de Biden em estados como Michigan, Wisconsin, Geórgia e Pensilvânia garantiram os delegados eleitorais necessários para declarar o resultado.

Carreira de altos e baixos

No ano que vem, ao completar 78 anos, Biden pode se tornar o presidente mais velho a chegar na Casa Branca. No início de sua carreira no Congresso, no entanto, Biden chegou ao Senado americano como um dos parlamentares mais jovens da história do país.

Depois de três décadas no Capitólio, ele foi durante oito anos o vice-presidente de Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos e um de seus principais aliados políticos.

Antes de concorrer neste ano, o democrata teve duas tentativas fracassadas de candidatura à presidência, em 1988 e 2008. Para as eleições deste ano, ele largou atrás na disputa com Bernie Sanders, mas foi ampliando vantagem entre os democratas e conquistou o posto nas primárias.

(mais…)

Americanos vão às urnas em clima de forte polarização e chance de votação recorde

Joe Biden e Donald Trump disputam nesta terça (3) uma eleição presidencial que deve bater recorde histórico de participação, com mais de 150 milhões de votos.

O número se torna ainda mais impressionante ao lembrar que o voto não é obrigatório nos Estados Unidos. Em 2016, cerca de 60% dos 240 milhões dos cidadãos aptos votaram, mas este ano a porcentagem deve ficar acima dos 65%, segundo projeções.

(mais…)

Diretor da OMS entra em quarentena após contato com positivo para covid-19

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS) informou ontem (1º) ter entrado voluntariamente em quarentena após ter tido contato com uma pessoa que foi diagnosticada com a Covid-19, embora não apresente sintomas.

“Fui identificado como um contato de alguém que testou positivo para a #COVID19”, informou Tedros Adhanom Ghebreyesus no Twitter. “Estou bem e não tenho sintomas, mas farei uma quarentena nos próximos dias, de acordo com os protocolos da @WHO (sigla em inglês da organização) e trabalho de casa”, acrescentou.

Presidente da China diz às tropas para “focarem na preparação para a guerra”

O presidente da China, Xi Jinping, pediu às tropas do país que “coloquem todas as mentes e energia na preparação para a guerra”. A declaração foi feita durante visita a uma base militar na Província de Guangdong na terça-feira (13), de acordo com agência de notícias estatal Xinhua.

Durante uma inspeção do Corpo de Fuzileiros Navais do Exército de Libertação Popular na cidade de Chaozhou, Xi disse aos soldados para “manterem um estado de alerta máximo” e serem “absolutamente leais, absolutamente puros e absolutamente confiáveis”.

(mais…)

Trump anuncia que ele e a primeira-dama, Melania, testaram positivo para Covid-19

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na madrugada desta sexta-feira, 2, por meio das redes sociais, que ele e a primeira-dama, Melania Trump, testaram positivo para a Covid-19 (novo coronavírus), e entraram em um período de isolamento. O casal foi submetido aos testes nesta quinta-feira, 1º, após uma assessora do presidente ter contraído a doença.

A assessora Hope Hicks, de 31 anos, estava a bordo do Air Force One com Trump, na terça-feira, 29, quando ele se dirigia a Cleveland para participar do primeiro debate eleitoral com o candidato do Partido Democrata, Joe Biden. Hope também viajou com o presidente na quarta, 30, para um comício em Minnesota.

(mais…)

Nitrato de amônia pode ter causado mega explosão que deixou mais de cem mortos e 4 mil feridos no Líbano

Uma explosão na região portuária de Beirute deixou mais de 100 mortos e cerca de 4 mil feridos nesta terça-feira (4), segundo a contagem oficial do governo do Líbano e da Cruz Vermelha. A suspeita é que a explosão tenha partido de um armazém que guardava nitrato de amônio, um tipo de fertilizante.

O presidente do país, Michel Aoun, disse que a capital deve declarar estado de emergência para as próximas duas semanas e defendeu ser “inaceitável” que 2.750 toneladas de nitrato de amônio fossem armazenadas por seis anos em um depósito sem a segurança necessária.

“Há muitos desaparecidos. As pessoas estão perguntando ao departamento de emergência sobre seus parentes e é difícil procurar à noite porque não há eletricidade”, disse ministro libanês da Saúde, Hamad Hasan à agência de notícias Reuters.

(mais…)


Palestino escala parede de hospital para visitar a mãe com coronavírus

A história de um palestino que passou dias escalando a parede de um hospital para acompanhar a mãe internada com coronavírus ganhou o mundo após imagens em que ele aparece sentado na janela do centro médico viralizarem na internet.

Devido ao risco de contaminação, Jihad Al-Suwaiti, 30, ficou impossibilitado de visitar a mãe, Rasmi Suwaiti, 73, no Hospital de Hebron, na Cisjordânia. Ela tem leucemia e recebeu diagnóstico de Covid-19.

(mais…)

Após 130 dias, Cuba registra ausência de novos casos de covid-19

Cuba registrou, pela primeira vez em 130 dias, ausência de novos casos da COVID-19. O anúncio foi feito neste domingo (19).

Na última semana, todos os casos computados em Cuba ocorreram em Havana, capital da ilha, sendo a última cidade a flexibilizar as medidas de isolamento.

No sábado, o chefe de epidemiologia do Ministério da Saúde Pública, Francisco Duran, relatou apenas um caso do novo coronavírus na capital.

(mais…)

Mortes por coronavírus passam de 600 mil no mundo

As mortes provocadas pelo novo coronavírus passaram de 600 mil no mundo neste domingo (19), de acordo com a universidade americana Johns Hopkins. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que quase 260 mil novas infecções foram registradas no sábado (18), um recorde pelo segundo dia seguido.

O número – 259,848 casos em 24 horas – fez com que o planeta superasse a marca de 14 milhões de infectados, segundo a contagem da universidade. Essa foi a 1ª vez, de acordo com a OMS, que mais de um quarto de milhão de infecções são registradas em apenas um dia desde o início da pandemia.

(mais…)


Mundo dos esportes se une contra o racismo

As imagens chocantes da morte do afro-americano George Floyd provocaram um movimento de solidariedade nos vários esportes, originando uma verdadeira cadeia de manifestações na mídia social. Conheça alguns dos atletas e times que se manifestaram contra o racismo.

A morte de George Floyd, no final do mês de Maio, nos Estados Unidos da América, pelas mãos de um policial, correu o mundo e provocou reação também aqui, no Ipiaú. Um pouco em todos os meios e setores, se sentiu uma grande revolta pelo acontecimento, que motivou uma verdadeira união contra o racismo.

Ainda aguardando o retorno dos esportes no Brasil e também a legalização dos jogos e apostas no país, os amantes das várias modalidades se vão mantendo atentos a todos os acontecimentos relacionados com seus atletas e times prediletos pelas redes sociais, tendo assistido a várias manifestações anti-racistas ao longo da última semana.
Como sabemos, o mundo dos esportes é também um mundo onde os acontecimentos racistas acontecem com alguma frequência, não sendo estranho que muitos atletas tenham sentido a necessidade de deixar suas impressões sobre esse caso.

Conheça algumas das principais manifestações contra o racismo que os atletas e times internacionais de várias modalidades tiveram em suas redes sociais.

Movimentos anti-racistas: quem se manifestou?

Foram vários atletas e times, de inúmeras modalidades que, ao redor do mundo, usaram a mídia digital para manifestar a sua opinião sobre a morte de George Floyd e o racismo em geral.

A estrela da NBA, Michael Jordan, foi um desses atletas, tendo usado o Twitter para demonstrar a sua insatisfação. Como ele, também Jaylen Brown, atleta de basquete dos Boston Celtics, se manifestou.

Entre os atletas de futebol, nomes como Marcus Thuram ou Alisson Becker foram também parte do movimento. Como eles, também alguns clubles – como o famoso Liverpool – utilizaram as redes sociais para demonstrar o seu posicionamento contra o racismo.

Na Fórmula 1, um esporte que, como sabemos, é dominado por brancos, o atleta Lewis Hamilton deixou clara a sua insatisfação quanto ao silêncio dos seu colegas de modalidade, referindo que é importante deixar clara a insatisfação face ao racismo na atualidade.

No tênis, as atletas Coco Gauff e Serena Williams fizeram também publicações que demonstram seu posicionamento contra o racismo.

O racismo no futebol

Ainda que essa onda anti-racista tenha surgido na sequência da morte de George Floyd, um afro-americano, que foi morto por um policial, de uma forma bem violenta, após sua detenção por haver utilizado, alegadamente, 20 dólares falsos para pagar seus cigarros, a verdade é que não podemos esquecer que o racismo é também uma realidade dos esportes.

Se contam vários exemplos internacionais e brasileiros de casos em que o racismo esteve presente em campo. Casos como o jogo do Santos contra Mogi Morim pelo Campeonato Paulista ou do volante Tingana partida contra o Real Garcilaso-PER, na Copa Libertadores da América estão ainda presentes na memória, recordando que existe um caminho a percorrer na luta contra o racismo nos esportes.

Homens do meme do caixão mandam recado: “fiquem em casa ou venham dançar com a gente”

Um grupo de homens carregando um caixão e dançando no meio de um funeral tornou-se um dos maiores memes durante a quarentena por conta da pandemia do coronavírus. Eles realmente existem e são de Gana, na África, e aproveitaram a visibilidade mundial para alertar sobre a doença. No Twitter, um dos dançarinos mandou o recado:

“Fique em casa. Ou venha dançar com a gente”, disse Benjamin Aidoo, um dos homens do “meme do caixão”.

(mais…)

Nova Zelândia diz ter ‘eliminado’ coronavírus e relaxa confinamento

A Nova Zelândia anunciou ter “eliminado” o novo coronavírus em seu território ao registrar apenas um novo caso de covid-19 e zerado as transmissões comunitárias — as que ocorrem entre pessoas dentro de uma mesma região geográfica. “Não há grandes contágios locais. Ganhamos a batalha”, disse a primeira-ministra, Jacinda Ardern, nesta segunda-feira (27).

O diretor-geral de Saúde neozelandês, Ashley Bloomfield, afirmou que o número baixíssimo de contágios “nos dá a confiança de termos alcançado a meta da elminação — que nunca significou zerar contágios, mas significa que nós sabemos onde nossos casos estão e de onde estão vindo”.

O sucesso das medidas de confinamento e de restrição de mobilidade adotadas pelo país logo no início da pandemia não significa a erradicação do vírus, ou seja, que ele tenha deixado de circular dentro das ilhas que formam a Nova Zelândia. Por isso, as regras de confinamento total impostas no final de março serão aliviadas a partir desta segunda, mas não suspensas por completo.

(mais…)

Embaixada da Itália no Brasil pede a italianos que deixem imediatamente o país

A Embaixada da Itália no Brasil publicou um comunicado neste sábado (11), em que pede que italianos retornem ao país de origem com urgência.

O anúncio acontece logo após a atualização dos dados do Ministério da Saúde sobre o novo coronavírus. Até a tarde deste sábado, foram confirmados mais de 20 mil casos e 1.124 mortes por COVID-19.

(mais…)