Após assembléia, greve dos bancários é mantida na Bahia

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (13) em Salvador, os bancários decidiram manter a greve, iniciada há uma semana. De acordo com o presidente do sindicato da categoria, Augusto Vasconcelos, a paralisação foi mantida porque não houve acordo. A greve afeta, ao todo, 982 agências no estado – 238 unidades em Salvador e 744 no interior.

“Ainda não tem nenhuma proposta. Por isso, mantivemos a paralisação por tempo indeterminado. Estamos abertos ao diálogo e esperando uma proposta da Febraban [Federação Brasileira de Bancos]”, disse Vasconcelos, em contato com o G1.

Uma nova assembleia da categoria foi marcada para 18h de segunda-feira (19). Assim como nesta terça, o próximo encontro também ocorrerá no Ginásio de Esportes, na Ladeira dos Aflitos. Conforme o presidente do sindicato, a categoria pretende realizar manifestações na quarta-feira (14) como forma de pressionar os bancos a apresentarem uma proposta.

“Nossa proposta é intensificar a paralisação. Faremos manifestação no Comércio, na Avenida Estados Unidos, para chamar a atenção para a nescessiadade de retomar o diálogo”, destacou.

Na última rodada de negociação, ocorrida no dia 25 de setembro, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) apresentou a proposta de 5,5% de reajuste salarial, o que, segundo o Sindicato dos Bancários, não cobre a inflação, acumulada em 9,88% no mês de setembro.

Entre os principais pontos da pauta de reivindicações estão redução da taxa de juros e tarifas para clientes e usuários dos serviços, atendimento à população no tempo designado na Lei dos 15 minutos (a qual o cliente não pode passar de 15 minutos na fila à espera de atendimento), reajuste salarial com reposição da inflação mais 5,7% de aumento real, segurança para evitar golpes e saidinhas bancárias, prevenção contra assaltos e sequestros, além de igualdade de oportunidades para os funcionários.

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), durante a greve, os clientes podem fazer saques, transferências e outras operações por canais alternativos de atendimento, como caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos no celular (mobile banking), telefone, além de casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos credenciados.

 


Codeba: pombos nos portos são “culpados” por adicionais de 40% em salários

A atual direção da Codeba culpa as gestões passadas pelos problemas. Em nota, diz que  os vencimentos e indenizações pagos “a alguns funcionários, cujos valores não condizem com o padrão do setor público, mesmo em empresas e autarquias” são decorrentes “de decisões judiciais, ocorridas antes do início da atual gestão”.

Entre as medidas para sanar o problema, a empresa aponta a reestruturação da Gerência Jurídica, responsável pelo “acompanhamento mais atento das demandas judiciais”, que, segundo a empresa, “permitiram estancar esse processo”. Entretanto, as decisões já firmadas pela Justiça (transitadas em julgado), “obviamente vêm sendo cumpridas”, diz a empresa.  A atual gestão destaca ainda que após a reformulação do setor jurídico, já quitou 70% do passivo trabalhista que a empresa tinha, de aproximadamente R$ 45 milhões, como pode ser visto no relatório de gestão da empresa em 2014.

Reservadamente, comenta-se na empresa pública que a maior parte das quase 700 ações judiciais impetradas por funcionários foi decidida pela Justiça à revelia. Ou seja, a representação da Codeba nem aparecia nos tribunais, ou perdia as ações por descumprir os prazos para recursos.

Com um benefício chamado de empréstimo de férias, os funcionários têm direito a receber no mês das férias um valor extra que pode ser pago em até 12 vezes, sem juros, cujo único limite é que a parcela não pode ultrapassar 30% dos rendimentos mensais. Com isso, alguém com salário mensal de R$ 12 mil, faz jus a um empréstimo sem juros de R$ 40 mil. Para pagar a folha dos 286 funcionários, a empresa precisa fazer 1,8 mil lançamentos de eventos extras, o que mostra a quantidade de adicionais aos quais alguns empregados têm direito.

Direito adquirido

Segundo o diretor do Sindicato Unificado dos Portuários do Estado da Bahia (Suport-BA), Ulisses Oliveira Junior, boa parte das ações aconteceu com o apoio da entidade sindical, cujo papel é o de “defender os interesses dos trabalhadores”, como ele ressalta. Ele lembra que os acréscimos foram ganhos após decisões judiciais. “Todos os processos foram até o TST (Tribunal Superior do Trabalho), onde obtivemos decisões favoráveis”,  destaca o sindicalista.

“Talvez você não saiba o risco que os pombos trazem à saúde humana. Nós convivemos no porto com os pombos cagando em nossas cabeças”, defende Ulisses. “Se você pesquisar na internet os malefícios dos pombos para a  saúde humana, você vai ver quantas coisas existem. Inclusive, doenças incuráveis”, diz. Ele acredita que dificilmente os esforços da Codeba para afastar os bichos poderiam surtir algum efeito. “Você tem uma operação de trigo aqui (no Porto de Salvador) e o navio fica aberto. É só chegar no porto, que se vê pombo revoando para lá e para cá”, afirma.

Para ele, o adicional de risco é perfeitamente justificável. “Se você tem uma fábrica de veneno numa região, ela só tem o risco do veneno. Se tem fábrica de cal, é só o cal. Cimento, do mesmo modo. O problema é que todos esses produtos vêm parar no porto”, pondera o sindicalista. 

Para o especialista em finanças públicas Wellington Cruz, que é também presidente do Conselho Regional de Contabilidade da Bahia (CRC-BA), a “anormalidade neste processo está na ausência de contestação” por parte da Codeba.

Já o professor de Administração da Universidade Federal da Bahia Antônio Ribeiro, especialista em Gestão Pública, acredita que o  problema da administração pública brasileira está na falta de mecanismos de controle internos. Ele explica que a Codeba, como empresa de capital misto, está sujeita à Lei das S.As. “A questão dos altos salários não está no aspecto da legalidade dos pagamentos. Chama atenção que a empresa pública tenha sido omissa no controle dessas distorções. Tinha que impedir, mas provavelmente não pôde fazer isso pela falta de controle”, diz.

Sindicato quer ampliar adicionais para os funcionários novos

Com os adicionais na folha de pagamento garantidos aos trabalhadores com mais tempo de empresa, a grande frente de batalha entre a Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) e o Sindicato Unificado ds Portuários do Estado da Bahia (Suport-BA) diz respeito à concessão do benefício aos trabalhadores mais novos da empresa.

Enquanto a administração da empresa pública tenta evitar que os pagamentos sejam ampliados, a representação dos trabalhadores se esforça para ampliar os adicionais a todos os funcionários da empresa responsável por cuidar dos portos públicos baianos.

Sem sucesso na tentativa de cancelar os pagamentos para os mais antigos, a direção da Codeba admite que evitar o aumento do passivo é uma prioridade. Diz que a reestruturação do setor jurídico permitiu à empresa vitórias judiciais neste sentido.

“A Codeba não paga para os novos, mas nós entendemos que eles têm direito, sim. Nós vamos entrar na Justiça”, afirma o diretor do Suport-BA, Ulisses Oliveira Junior, ponderando que o adicional de risco é garantido pela lei federal de número 48.860, de 1968.

As ações antigas geraram variações salariais significativas na folha da empresa, que direciona 25% dos aproximadamente R$ 2 milhões pagos por mês para 20 empregados. Há casos de pagamentos para trabalhadores em mesma função com variações de até 50 vezes. É o caso dos valores pagos para analistas portuários, que vão de R$ 3,5 mil a R$ 22,2 mil.

Correio

 



Procon autua Decolar.com por política de uso de serviços abusiva

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA) autuou, neste domingo (11), o site Decolar.com devido a irregularidades nos termos da política de uso dos serviços, que está em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor. A empresa autuada realiza a operação e intermediação de venda de passagens aéreas, hospedagens e outros serviços de turismo.

Segundo o Metro 1, o órgão fiscalizador identificou a existência de cláusulas contratuais abusivas que permitem a alteração unilateral do contrato. O Procon apontou que o texto da “política de uso” retira do consumidor a opção de reembolso, exonerando a responsabilidade do site sobre as contratações intermediadas por ele, além de impor penalidades contratuais em moeda estrangeira. A partir das infrações identificadas, a Decolar.com responderá a processo administrativo, com prazo de dez dias a partir da autuação para apresentação de defesa formal. Após conclusão do processo, o site poderá sofrer sanções administrativas, como aplicação de multa.

Bahia Notícias

Codeba chega a pagar supersalários de até R$ 111 mil, diz jornal

Funcionários da Companhia das Docas da Bahia (Codeba), responsável pela gestão dos portos no estado, chegam a ganhar salários de até R$ 111 mil, com acréscimos de adicionais. Na empresa federal de capital misto, sete empregados ganham mais que o presidente da empresa, José Muniz Rebouças, que recebe por mês R$ 22 mil.

Segundo reportagem do Correio, em 12 meses, entre agosto de 2014 e julho de 2015, a empresa realizou 101 pagamentos com valores superiores ao salário mensal da presidente da República, Dilma Rousseff, que é de R$ 30,9 mil, conforme dados do Portal da Transparência. Ainda segundo o jornal, os supersalários pagos pela Codeba destoam dos que são pagos a outros em mesma função na empresa. Analistas portuários receberam entre R$ 22,2 mil e R$ 3,5 mil em julho deste ano.

Bahia Notícias

Celulares da Bahia terão 9 dígitos a partir deste domingo; saiba como fazer mudança

A partir deste domingo (11) todos os telefones celulares da Bahia – assim como em Sergipe e Minas Gerais – terão de acrescentar o número 9 aos dígitos. A determinação é da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

De acordo com a agência, a medida visa atender a demanda crescente de telefonia móvel. O objetivo é atingir o Brasil inteiro até o final de 2016. Na Bahia, a mudança vai mexer com 18,69 milhões de linhas, que deverão adotar o novo formato: 9xxxx-xxxx.

Usuários de smartphones não terão tanta dor de cabeça. Vários aplicativos gratuitos já estão disponíveis para fazer a alteração na agenda. Já quem tem celulares antigos será necessário atualizar a agenda manualmente, com o acréscimo do 9 no início de todos os contatos.

As quatro operadoras anunciaram que já possuem apps próprios e gratuitos para fazer a edição dos contatos. Ao entrar na loja virtual no seu smartphone (App Store, para sistema iOS, e Google Play, para Android), basta digitar o “nome da operadora” + “9º dígito” e encontrar o aplicativo disponível. Há, porém, a possibilidade do usuário utilizar apps independentes.

Usuários que não conseguirem atualizar a tempo todos os contatos podem ficar tranquilos. Ligações com oito dígitos ainda serão completadas normalmente até dia 20. Já no período de 21 de outubro de 2015 até 18 de janeiro de 2016, o usuário receberá mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem.

Bahia Notícias


Empresa holandesa deve devolver R$ 1 bilhão à Petrobras

A empresa holandesa SBM deve devolver R$ 1 bilhão de indenização à União após assinar o acordo de leniência com a Controladoria-Geral da União (CGU). Segundo O Globo, a companhia é acusada de pagar propina em troca de contratos com a Petrobras e todo o dinheiro do acordo irá para a estatal.

Na semana passada, o ministro-chefe da CGU, Valdir Simão, confirmou que a negociação para o acordo deve ser concluída nos próximos dias. Pessoas envolvidas no processo afirmam que o documento prevê que pelo menos 65% do valor da indenização serão pagos em dinheiro e o restante será devolvido em forma de prestação de serviços à Petrobras.

A empresa holandesa solicitou, contudo, que seja incluída uma cláusula que garanta sua participação em futuras licitações da estatal. Para isso, a SBM terá que aderir ao novo sistema de “política de integridade”. Entre as exigências do acordo de leniência estão adoção de transparência nas planilhas de custo e a responsabilização dos dirigentes das empresas. Pela nova política da Petrobras, até o CEO da empresa pode ser arrolado como responsável em caso de eventual dano à estatal. Os termos do acordo serão submetidos ao Tribunal de Contas da União.

Confira o que fazer para manter as contas em dia durante a greve dos bancários

Bancários em diferentes cidades do país iniciaram greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (6). A paralisação, no entanto, não tira do consumidor a obrigação de pagar as contas em dia. Veja dúvidas e orientações:

 

SALÁRIOS EM CHEQUES

Quem recebe salário por meio de cheque pode fazer o depósito no caixa eletrônico de seu banco. Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, o cheque será compensado normalmente e o valor irá para a conta. Depois, o dinheiro pode ser sacado nos caixas eletrônicos. 

BOLETOS ATRASADOS

Boletos com atraso não podem ser pagos em caixas eletrônicos ou pela internet. É preciso procurar as empresas que emitiram as faturas para pedir novas vias, com a data atual. Assim, o pagamento pode ser feito por esses meios. Alguns bancos criam novos boletos, com datas atualizadas, já pela internet.

DOCUMENTE SEUS PEDIDOS

Segundo o Procon, em caso de problemas, o consumidor deve também procurar as empresas que emitiram os boletos para buscar outras opções de pagamento. O comparecimento à sede da empresa e o pagamento em lotéricas ou pela internet, por exemplo, podem estar entre as opções oferecidas.

O órgão diz que o consumidor deve documentar o pedido feito às empresas, enviando um e-mail ou anotando um número de protocolo de atendimento telefônico.

MULTAS POR ATRASO

O comprovante de que o consumidor esteve na empresa procurando formas alternativas de pagamento pode evitar que ele tenha de arcar com multas e outros encargos por atraso no pagamento, caso a empresa não atenda o seu pedido. Se pagar os encargos indevidamente, a recomendação é que ele procure o Procon.

Caso a empresa dê ao consumidor outra opção de pagamento e, mesmo assim, a fatura não seja quitada em dia, ele poderá ter de pagar multa e encargos.

CAIXAS ELETRÔNICOS

Os caixas eletrônicos dos bancos também são uma opção para os clientes fazerem várias operações durante a greve. A Febraban informa que o abastecimento desses caixas é feito por empresas de transporte de valores, que continuarão a fazer o serviço normalmente.

A federação orienta que aposentados e pensionistas que não puderem contar com o atendimento prestado nas agências também façam os saques pelos caixas eletrônicos. A sugestão para aqueles que têm dificuldade para usar o terminal é que sejam acompanhados por pessoas conhecidas ou parentes. 

LISTA DE OPÇÕES

A Febraban divulgou uma lista dos serviços mais comuns e como eles poderão ser realizados durante a greve. Transferências, por exemplo, poderão ser feitas nos caixas eletrônicos, pela internet, por meio do aplicativo do banco para celular e pelo telefone.

Uol

Sul da Bahia: Greve dos bancários aumenta crise local

Os empresários de Itabuna, Ilhéus, Jequié, Eunápolis e Teixeira de Freitas estão preocupados com a greve dos bancários anunciada para esta terça-feira. Os lojistas de Itabuna preveem queda de 30% no comércio. Em Ilhéus, a estimativa dos empresários é de que a greve dos bancários provoque uma redução entre 15% e 25% no movimento nas lojas, que já estão prejudicadas por causa da recessão pela qual atravessa o país.

Já os comerciantes do extremo sul estão estimando redução de até 40% nas vendas. Os bancários rejeitaram proposta de 5,5% oferecida pela Federação Nacional dos Bancos. Eles reclamam que o percentual está muito abaixo da inflação acumulada no período. Os bancários reivindicam reajuste de 16%, novas contratações, melhores condições de trabalho e maior participação nos lucros e resultados.

Todos os anos os bancários fazem uma greve, independente do que está sendo negociado, e quase sempre saem da greve sem obter o que exigiam.Os bancários ganham dias de folga, os bancos economizam uma fortuna em manutenção das agências e, no final, só a população é prejudicada com a paralização.

A Região


Bancários na Bahia entram em greve por tempo indeterminado

Os bancários da Bahia entram em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (6), acompanhando o movimento nacional, segundo informações do Sindicato dos Bancários da Bahia. A entidade estima que, além de Salvador, a categoria também adere à greve em Lauro de Freitas, Vitória da Conquista, Barreiras, Irecê, Ilhéus, Itabuna, Jequié, Teixeira de Freitas, Camaçari, entre outras cidades.

Na última rodada de negociação, ocorrida no dia 25 de setembro, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) apresentou a proposta de 5,5% de reajuste salarial, o que, segundo o Sindicato dos Bancários, não cobre a inflação, acumulada em 9,88% no mês de setembro.

Entre os principais pontos da pauta de reivindicações estão redução da taxa de juros e tarifas para clientes e usuários dos serviços, atendimento à população no tempo designado na Lei dos 15 minutos (a qual o cliente não pode passar de 15 minutos na fila à espera de atendimento), reajuste salarial com reposição da inflação mais 5,7% de aumento real, segurança para evitar golpes e saidinhas bancárias, prevenção contra assaltos e sequestros, além de igualdade de oportunidades para os funcionários.

O presidente do Sindicato dos Bancários na Bahia, Augusto Vasconcelos, informa que a categoria planeja manifestações em frente às principais agências de Salvador nesta terça. As ações devem estar concentradas na Avenida Sete e em Brotas durante a manhã e deve chegar a outros bairros durante o dia.

Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os clientes poderão fazer saques, transferências e outras operações por canais alternativos de atendimento, como caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos no celular (mobile banking), telefone, além de casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos credenciados.

G1

Bancos elevam tarifas em até 169% para aumentar receitas rapidamente

Com o objetivo de aumentar as receitas rapidamente, os bancos vêm elevando as tarifas cobradas de seus correntistas em percentuais bem acima da inflação. Segundo levantamento da Proteste (associação de defesa do consumidor), os dados mostram que o reajuste das cestas de serviços em oito dos maiores bancos do país chegou a até 169%, de janeiro de 2013 a agosto deste ano, quase oito vezes mais que a variação do IPCA no mesmo período, de 19,63%.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o Banco Central determina que as instituições financeiras ofereçam um pacote mínimo de serviços gratuitos a todos os clientes. Não há regulamentação, porém, sobre o quanto podem cobrar por outras opções de pacotes, que podem ter reajustes anuais.

No primeiro semestre deste ano, a renda de tarifas bancárias do Bradesco cresceu 14,3%, a do Itaú, 11,1%, e a do Banco do Brasil, 9,1%. Com o desempenho fraco do crédito, os bancos têm conseguido manter —e até elevar— seus ganhos graças, em grande parte, às receitas crescentes de serviços.

Após relatório, governo confirma venda de ações da Ebal

Após relatório de avaliação econômico-financeiro da Empresa Baiana de Alimentos S/A (Ebal), o governo do Estado da Bahia concluiu o que há muito se anunciava: venderá suas ações do supermercado estatal. “Fica autorizada, face às conclusões do relatório referido no artigo 1º deste Decreto, a alienação total da participação acionária do Estado da Bahia no capital social da Ebal”, diz o diário oficial da Bahia.

Ainda de acordo com o decreto, assinado pelo governador Rui Costa, o processo de venda das ações do estado passará por etapas. A primeira delas é a organização de uma audiência pública para apresentação das condições gerais da alienação referida ao decreto, além da criação de um ambiente virtual para tornar disponíveis à sociedade as informações relativas ao processo de alienação objeto do decreto.

O governo deve ainda providenciar a publicação do edital da alienação e adotar as providências preparatórias necessárias à realização do leilão relativo à alienação da rede.

Após estas etapas, o governo deve “encaminhar relatório final dos atos praticados com vistas à alienação objeto deste Decreto, providenciando, em seguida, a publicação do ato de encerramento do processo de venda da Empresa referida”.

BN


Bancários baianos entram em greve na terça feira

Bancários de toda a Bahia disseram ‘não’ à proposta Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira, dia 6 de outubro. Decisão foi tomada em assembleia realizada no início da noite desta quinta-feira, 1º, no Ginásio de Esportes, Ladeira dos Aflitos, em Salvador,

Na página oficial no Facebook, o Sindicato do Bancários da Bahia, postou: “Está decidido. Os bancários da base do Sindicato da Bahia aprovam a greve por tempo indeterminado a partir de terça-feira. Muito bem! Resposta à altura da proposta dos banqueiros”.

A decisão pela greve ocorre depois de negociação com a federação dos bancos em que os bancários receberam uma proposta de 5,5% de reajuste nos salários com mais R$ 2.500 de abono fixo.

A categoria pede reajuste salarial de 16%, sendo 5,6% de aumento real e 9,88% referentes à perda da inflação, além de mais segurança e contratação para prestar atendimento humanizado.



Celulares na Bahia, Minas e Sergipe ganham 9º dígito no dia 11

Os celulares da Bahia (DDDs 71, 73, 74, 75, 77), Minas Gerais (DDDs 31, 32, 33, 34, 35, 37 e 38) e Sergipe (DDD 79) terão que incluir o nono dígito a partir do dia 11 de outubro, por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), para atender a demanda por telefonia móvel. Com o número 9 à frente dos números dos celulares permite mais combinações às operadoras, o que permite receber novos consumidores do serviço.

O primeiro estado a adotar o nono dígito foi São Paulo, em 2012. Até outubro deste ano, 14 estados já passaram pela mudança. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o objetivo da Anatel é modificar os números de todos os estados gradualmente até dezembro do próximo ano, mas ainda não há um cronograma definido para o fim do processo.

Bahia Notícias

Três mil podem ficar sem salário na Bahia

Os servidores públicos da Bahia têm até esta sexta-feira, 2, para fazer o recadastramento e evitar a suspensão do pagamento do salário. Cerca de 3 mil funcionários ainda não atualizaram os dados. Nesta segunda fase, não precisam fazer o recadastramento o pessoal das secretarias de Educação, Saúde e Segurança. Os demais devem atualizar os dados no endereço www.portaldoservidor.ba.gov.br.

De acordo com o governo do estado, a atualização dos dados é um dos mecanismos para evitar fraudes, como pagamento a servidores já falecidos.

A Região

Bahia é o único estado brasileiro em feira de turismo na França

As belezas baianas estão sendo apresentadas até esta sexta-feira (2), em Paris, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), que participa da Feira Internacional de Turismo da França – a Top Resa. O estado é o único do Brasil a apresentar seus atrativos turísticos em um dos maiores eventos do segmento na Europa.

“Sabemos da importância de promover a Bahia na Europa, sobretudo na França, que, de acordo com a última Pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas [Fipe], é o segundo principal mercado de emissores estrangeiros para a Bahia”, afirma o superintendente Diogo Medrado. 

O evento tem como característica promover multiprodutos turísticos, onde os operadores e agentes de viagens participam para fazer grandes negócios. “Segmentos como negócios e cultura têm atraído muita gente ao nosso estande”, enfatiza a diretora de Promoções da Bahiatursa, Rosana França.

Segundo Rosana, o destino Chapada Diamantina é o que mais chama a atenção dos franceses no local. A ida da Bahiatursa à Top Resa deve contribuir para fomentar os seis voos semanais da TAP para Lisboa. Na ocasião, o órgão realiza visitas técnicas aos principais operadores de turismo da França.