Verão deve atrair seis milhões de visitantes

O verão baiano vai receber mais de 6 milhões de visitantes, representando um aumento em torno de 4,5% em relação à temporada anterior, de acordo com projeção divulgada pela Secretaria estadual do Turismo.

O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, destacou o crescimento da atividade, em torno do dobro dos números verificados nacionalmente.

Entre as estatísticas nas quais se baseia o secretário, em outubro, o índice de atividades turísticas na Bahia apontou variação positiva de 3,1% frente ao mês imediatamente anterior.

(mais…)

Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e a ministra da Indústria e Comércio do Paraguai, Liz Cramer, firmaram na quinta-feira (6), em Bento Gonçalves (RS), entendimentos políticos que permitirão o avanço das negociações do Acordo Automotivo Brasil-Paraguai. A negociação fará com que o Brasil e o Paraguai tenham livre comércio entre produtos automotivos.

Como regra de origem geral para veículos, definiu-se que o Índice de Conteúdo Regional (ICR) a ser cumprido por ambas as partes será de 50%. O acordo também prevê condições de acesso preferencial, com margem de preferência de 100%, para 10 mil unidades anuais, cumprindo um ICR mínimo de 35%, no caso do Brasil, e de 30% a 35% nos próximos cinco anos, no caso do Paraguai. (mais…)

Preço da carne puxa o índice da inflação em novembro

A alta de 8,09% no preço das carnes foi o item que mais influenciou a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em novembro deste ano. Segundo dados divulgados hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA ficou em 0,51% em novembro, maior taxa para o mês desde 2015 (1,01%).

Os alimentos e bebidas tiveram uma alta de preços de 0,72%. Além das carnes, também contribuíram para a inflação os cereais, leguminosas e oleaginosas (1,65%), óleos e gorduras (1,33%), os produtos panificados (0,71%) e as carnes industrializadas (0,69%). Com isso, se alimentar em casa ficou 1,01% mais caro em novembro.

(mais…)

PIB do Brasil cresce 0,6% no 3º trimestre, aponta IBGE

O Produto Interno Bruto (PIB) do país teve crescimento de 0,6% no 3º trimestre, em comparação com o trimestre imediatamente anterior, segundo dados divulgados hoje (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em valores correntes, o PIB totalizou R$ 1,842 trilhão. A alta foi puxada pelo consumo das famílias e pelo investimento privado.

Embora ainda em ritmo lento, o resultado mostra uma tendência de recuperação da economia entre julho e setembro.

O IBGE revisou os resultados anteriores do PIB. No 2º trimestre, houve alta de 0,5%, ante leitura anterior de avanço de 0,4%. Já o resultado do 1º trimestre foi revisado para uma estabilidade, em vez de queda de 0,1%. (mais…)

Consumo da China eleva preço e deve fazer da carne artigo de luxo no Brasil

Em 2010, em um congresso de carnes em Buenos Aires, o então secretário de Agricultura e da Pecuária da Argentina, Lorenzo Basso, afirmou que a proteína se tornaria um “artigo de luxo”. Diante de uma plateia incrédula com suas afirmações, Basso destacou que o aumento de renda em países emergentes, a elevação dos custos de produção e a substituição de espaços da pecuária por novas áreas de grãos elevariam em muito, o preço das carnes.

Ele não contava com novos fatores decisivos nessa escalada de preços: o perigo do avanço de doenças no setor. A previsão de Basso se confirma não tanto pela bovinocultura, mas pela suinocultura. A peste suína africana avança, e a situação ficou mais complicada quando atingiu em cheio a China, maior produtora e consumidora de carne suína no mundo.

(mais…)

Conta de luz ficará mais barata em dezembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (29) que a bandeira tarifária para o mês de dezembro de 2019 será na cor amarela, com um acréscimo de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em novembro, a bandeira foi vermelha no patamar I, quando há um acréscimo de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. De acordo com a agência, a decisão de reduzir a bandeira se deve a previsão do incremento do volume de preciptações, após o início do período chuvoso, com maior volume de águas nas principais bacias hidrográficas do país.

“As previsões meteorológicas sinalizam melhora nas condições de chuva sobre as principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN), caracterizando o início do período úmido na região dessas bacias”, disse a Aneel.

(mais…)

Petrobras eleva em 4% preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras elevou o preço da gasolina nas refinarias em cerca de 4% nesta quarta-feira (27), na segunda alta em pouco mais de uma semana, em meio à valorização do dólar em relação ao real.

O diesel, em contrapartida, foi mantido estável, segundo informou a petroleira estatal em seu site. Com a alta, a gasolina atingiu cerca de R$ 1,92 por litro, uma máxima desde o fim de maio, quando chegou a aproximadamente R$ 1,95 por litro, segundo dados da estatal compilados pela Reuters.

O repasse de ajustes de valores nas refinarias aos consumidores finais nos postos depende de diversos fatores, como margens de revendedoras e distribuidoras, misturas de biocombustíveis e impostos.

(mais…)

Aumento de 4% no preço do gás de cozinha passa a valer a partir de hoje

A Petrobras aumentou o preço de venda do gás de cozinha em 4%. O reajuste foi anunciado na sexta-feira (22) e passa a valer a partir de hoje (25).

Este é o segundo aumento seguido no preço do produto em um mês. Em outubro, a estatal anunciou alta de 5%. Ao todo, foram cinco ajustes no ano, sendo quatro adições e uma queda de 8,2%. A alta acumulada é de 4,8%.

Além do gás de botijão residencial, a empresa anunciou aumento também no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) industrial e comercial 0,6%.

M1

Carne já está mais cara no açougue e deve manter alta em 2020

A esperada alta no preço das carnes já começou a chegar ao consumidor. Por causa do apetite chinês, que aumentou as importações de carnes do Brasil, a arroba do boi subiu nas últimas semanas, e o repasse já começa a chegar às gôndolas. E o movimento deve continuar, pressionando os preços para as festas de fim de ano.

A Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que faz pesquisa de preço semanalmente no município de São Paulo, apontou que, na segunda quadrissemana de novembro (acumulado em 30 dias), as carnes bovinas subiram, em média, 4,2%.

O contrafilé, por exemplo, subiu 5,86%, e a alcatra, 3,63%. A picanha subiu menos, 0,32%. Os dados foram divulgados na terça-feira (19).

(mais…)

Petrobras comunica aumento de 2,7% no preço da gasolina

 

Após 53 dias sem reajustes, a Petrobras comunicou na última segunda-feira (18), que o preço da gasolina vai sofrer alta de 2,7%, nesta terça-feira (19) que equivale um aumento de R$ 0,05 no litro do combustível.

O preço do diesel também será elevado, em R$ 0,026 por litro, segundo fontes. É um aumento médio de 1,2%, duas semanas após o último ajuste, quando houve corte de 3%. De acordo com a estatal a elevação no preço do litro do combustível acontece em razão da evolução da alta do petróleo e escalada do dólar, que atingiu o maior valor nominal da história.

(mais…)

Record e SBT recebem 52% da verba do governo federal destinada à publicidade

As emissoras Record e SBT receberam 52% da verba para publicidade televisiva empenhada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), entre janeiro e outubro deste ano.

O número corresponde a R$ 14,1 milhões, segundo dados do próprio portal da Secom. A Record liderou o empenho com R$ 7,9 milhões, enquanto o SBT ficou com R$ 6,2 milhões.

O montante destinado à publicidade pode ser utilizado para divulgar atos, obras, programas e políticas públicas do governo federal. Ainda segundo a base de dados da própria secretaria, foram esses recursos que bancaram a campanha da Nova Presidência, principal ação contratada em 2019. (mais…)

Tarifas do pedágio da BA-099 ficam mais caras a partir de amanhã

As tarifas do pedágio da BA-099, entre a Estrada do Coco e Linha verde, ficam mais caras a partir de amanhã (11). O reajuste de 5,73% faz parte da readequação tarifária anual prevista pelo contrato de concessão.

A tarifa aplicada para automóveis, caminhonetes e furgão passará de R$ 6,60 para R$ 7 em dias úteis e de R$ 10 para R$ 10,50 aos finais de semana e feriados. (mais…)

Em novo revés, EUA mantém veto a carne bovina brasileira e frustram Bolsonaro

Em mais um gesto que frustrou o governo Jair Bolsonaro, os EUA negaram a abertura de seu mercado para a carne bovina in natura do Brasil, pleito que estava incluído nas negociações de uma parceria estratégica acertada com o presidente Donald Trump.

A decisão dos EUA é resultado de uma inspeção técnica liderada pelo Departamento de Agricultura no Brasil, cujo relatório foi disponibilizado para o governo brasileiro na quinta-feira (30).

(mais…)

Conta de luz fica mais cara em novembro

A bandeira tarifária para o mês de novembro será a vermelha, no patamar 1, quando há um acréscimo de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. As informações foram divulgadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), nesta sexta-feira (25). Em outubro, a bandeira foi a amarela, cujo acréscimo na conta é de R$ 1.

Segundo a agência, a decisão de elevar o patamar da bandeira se deve ao fato de que, apesar de novembro ser o mês de início do período chuvoso nas principais bacias hidrográficas do país, o regime de chuvas está abaixo da média histórica.

Ainda de acordo com a Aneel, nesse cenário aumenta a demanda de acionamento de usinas termelétricas, cujo custo de produção é mais alto, o que incide sobre da energia.

Metro 1

Promessa de gás de cozinha pela metade do preço não é cumprida

Em junho deste ano, o ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu que o preço do botijão do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) residencial, conhecido como gás de cozinha, cairia até 50% com a abertura do mercado do setor no país, por causa da maior competição entre empresas. Na época, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou resolução com diretrizes para dar início à abertura do mercado de gás no Brasil.

Mas, essa ainda não é a realidade no mercado. O gás de cozinha, está mais caro nas refinarias da Petrobras desde terça-feira (22). A informação foi divulgada pelo Sindicato Nacional das Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) e confirmada pela empresa.

Durante a campanha, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) também prometeu baixar para apenas R$ 30 o valor do botijão no seu mandato. Dez meses depois, o preço médio do botijão já é R$ 69,10 podendo alcançar R$ 115. O preço do gás residencial subiu de 4,8% a 5,3%. O gás vendido para as indústrias também terá reajuste de 2,9% a 3,2%.

Metro 1