Ipiaú: Café Rio Novo encerra atividades após 49 anos na região

Chega ao final a trajetória de uma das mais populares empresas da região de Ipiaú: o Café Rio Novo, que levava o nome da região na embalagem

O estabelecimento, em Ipiaú situado nas imediações da Praça do Cinquentenário, encerrou atividades de forma discreta, mas deixando saudades.

Foram 49 anos de atividade. A empresa foi fundada em 1971 e, ao longo de quase cinco décadas, trouxe um café de qualidade superior para as mesas das famílias de Ipiaú.

A consequência imediata é o desemprego de cerca de 20 trabalhadores que atuavam nas lojas de Ipiaú e Jequié.

O processo de reestruturação do Café Rio Novo passou pela transferência da fábrica de Ipiaú para Jequié, há alguns anos.

Conforme informações obtidas pela reportagem do IPIAÚ ONLINE, o fechamento não teve ligação com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, mas sim uma decisão administrativa dos proprietários.

Ipiaú Online

Agências dos Correios pagarão auxílio emergencial a partir de junho

A partir do mês de junho, além das agências da Caixa Econômica Federal, as dos Correios serão opções para que a população possa receber o auxílio emergencial pago pelo governo federal, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Em nota oficial, os Correios informaram que o início do pagamento aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, mães solteiras, autônomos e desempregados  acontece em junho nas agências postais, mas não confirmaram uma data específica.

“As agências estão, nesse momento, em processo de adaptação dos sistemas para realização do serviço”, diz o comunicado. “A data de início do atendimento, as formas de acesso da população e demais procedimentos serão amplamente divulgados pelos canais oficiais da empresa”, acrescentou.

BN

Itapetinga: Renata Mello fecha fábricas e demite 1800 durante pandemia

Após conceder férias coletivas aos seus empregados nas diversas unidades de produção na região de Itapetinga, a Indústria de Calçados Renata Mello concluiu o processo de demissão em massa e acabou encerrando as atividades sexta-feira (8).

De acordo com informações do sindicato que representa a categoria dos calçadistas, foram aproximadamente 1.800 demissões nas unidades de Itapetinga, Itarantim, Maiquinique, Macarani e Potiraguá, um verdadeiro baque econômico em plena pandemia do Coronavírus, período de extrema escassez de empregos, segundo o Sudoeste Hoje.

A saída da Renata Mello da região aconteceu sob a omissão total do governo estadual, que através do deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) havia prometido uma solução para contar o processo de fechamento das fábricas na região, porém nenhuma medida foi tomada.

Saque em dinheiro do auxílio emergencial começa nesta segunda-feira

Começa nesta segunda-feira (27) o calendário de saques em dinheiro do auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores que receberão o benefício por meio da poupança digital social.

Para evitar aglomerações, a Caixa Econômica Federal dividiu os saques em um cronograma baseado no mês de aniversário dos trabalhadores. Nesta segunda, terão direito de retirar o valor em dinheiro os nascidos em janeiro e fevereiro.

(mais…)

Coronavírus provoca crise e preço da gasolina cai em Salvador

Os reflexos do isolamento social na rotina das pessoas é bem diverso. Menos carros nas ruas e a queda de braço no mercado internacional de petróleo provocaram uma queda substancial no preço da gasolina. Ontem a Petrobras anunciou a segunda redução em menos de um mês no valor praticado pelas refinarias. Para o consumidor também já houve redução e é possível encontrar gasolina a R$ 3,84 em Salvador.

O anúncio acontece menos de uma semana depois da última redução, no dia 14. Segundo a Petrobras, o preço da gasolina que será praticado nas refinarias vai passar a R$ 0,91 o litro. A redução também vale para o diesel que passa a custar R$ 1,46 o litro.

(mais…)

Preço do petróleo americano despenca mais de 90%, abaixo de US$ 1 por barril

A cotação do petróleo americano despencava hoje (20), caindo mais de 90%, para o menor nível da história, com operadores do mercado de energia se livrando freneticamente dos contratos de maio do petróleo dos Estados Unidos, que estão prestes a expirar.

Por volta das 15h04 no horário de Brasília, o barril americano West Texas Intermediate (WTI) perdia 95,07% e era negociado a US$ 0,90 a unidade. Em 2011, o barril valia US$ 114. O barril de Brent do Mar do Norte, referência para o mercado europeu, recuava 5,66%, a US$ 26,49 o barril. (mais…)

Preço dos alimentos acelera após coronavírus, diz IBGE

O preço dos alimentos disparou em março, fechando o mês em alta de 1,13%, contra 0,22% registrado em fevereiro, informou nesta quinta (9) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os aumentos ocorrem em um momento de dificuldades para famílias afetadas pela crise do coronavírus.

Segundo o IBGE, os maiores aumentos se deram em produtos relacionados à alimentação em domicílio, como cenoura (20,39%), cebola (20,31%), tomate (15,74%), batata-inglesa (8,16%) e ovo de galinha (4,67%). No geral, alimentos usados para refeições em casa aumentaram 1,40% no mês.

Foram responsáveis por manter a inflação no terreno positivo, apesar da queda dos preços dos combustíveis e das passagens aéreas. Em março, o IPCA, índice oficial de inflação do país, ficou em 0,07%, contra 0,25% do mês anterior. Foi o menor índice para março desde o Plano Real.

(mais…)

Preço de gás de cozinha terá redução de 10% a partir desta terça-feira

A Petrobras anunciou que vai reduzir em 10% o preço médio do botijão de 13 kg de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) utilizado em residências, nesta terça-feira (31).

A ação foi possível reforço do abastecimento, através da importação de três navios carregados com GLP, cada um com capacidade de 20 milhões de quilos, para reforçar o abastecimento do país, segundo nota da companhia.

(mais…)

Bolsa sobe quase 10% com perspectiva de acordo para pacote de socorro nos EUA

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em forte alta hoje (24), diante da expectativa dos investidores com a aprovação de um megapacote de socorro do governo do presidente Donald Trump à economia americana. O Ibovespa encerrou os negócios com valorização de 9,69%.

No câmbio, o dólar comercial caiu 1,05%, aos R$ 5,081. A moeda registrou recuo após mais um pacote de estímulo anunciado pela autoridade monetária americana, que prevê compra de títulos de dívida e várias linhas de empréstimo.

Além de uma sequência de medidas fiscais e econômicas, o fim do cerco em algumas localidades na China também contribuem para este dia de ganhos.

 

Dólar fecha a R$ 5,19 e bate novo recorde; Bovespa despenca 10%

As bolsas de valores enfrentaram mais uma sessão de queda acentuada nesta quarta-feira (18). A Bovespa recuou 10,35%, a 66.894 pontos, e voltou para o patamar de agosto de 2017. Nos Estados Unidos, a sessão também foi de fortes perdas.O dólar fechou em alta de 3,79%, a R$ 5,1955. Na máxima, chegou a R$ 5,2575.

Os mercados despencam em meio a elevados temores de que mesmo medidas drásticas de estímulo anunciadas por diversos governo não sejam capazes de evitar uma profunda recessão global em razão dos impactos da pandemia do novo coronavírus.

Na esteira dessa piora, os preços do petróleo recuaram abaixo de US$ 25.

G1

Bolsas europeias fecham em mínima de 8 meses após queda do petróleo

As ações europeias terminaram hoje (9) em uma mínima de oito meses, depois que uma queda expressiva nos preços do petróleo aprofundou as preocupações de uma recessão global e do surto de coronavírus.

O subíndice de petróleo e gás sofreu as maiores perdas, depois que os preços do petróleo perderam um terço de seu valor devido às preocupações com a guerra de preços entre a Arábia Saudita e a Rússia.

As empresas europeias perderam agora quase 3 trilhões de dólares em valor desde que a rápida disseminação do coronavírus provocou uma liquidação mundial em fevereiro, conforme o surto parece poder perturbar a atividade econômica em todo o mundo.

Metro 1

Ipiaú: Sindicato Rural sedia nesta quarta-feira reunião da Câmara Setorial do Cacau

Na  quarta feira (11) da próxima semana acontecerá uma reunião do Ministério da Agricultura em Brasília tendo como tema a discussão das políticas para o cacau e chocolate através da Câmara Setorial Nacional.

O médico ipiauense Valnei Pestana é secretário-geral da Câmara Setorial Estadual do Cacau, cujo presidente é o secretário da agricultura do Estado, Lucas Costa.

A prévia dessa reunião acontece hoje (04) em Ipiaú nesta das 9 as 12hs no auditorio do Sindicato Rural, através da Câmara Setorial Estadual para o Cacau e Chocolate e contará com representantes do Ministério da Agricultura, organizações diversas ligadas ao cacau e chocolate,  além de representantes de secretarias diversas do Governo do Estado.

O evento busca uma nova abordagem para a lavoura cacaueira visando superar a crise e buscar maior produtividade para o setor.

Ipiaú Online

Petrobras reduz o preço do diesel e da gasolina nas refinarias; redução já entrou em vigor

A Petrobras reduziu em 5% o preço do diesel comum e em 4% o preço da gasolina nas refinarias. As medidas da estatal passaram a valer no último sábado (29). O presidente Jair Bolsonaro destacou através de seu Twitter para revelar a redução.

“Este ano, a Petrobras reduziu quatro vezes o valor dos combustíveis nas refinarias e este é o quinto anúncio. Seguimos fazendo nossa parte e trabalhando para melhorar a vida dos brasileiros”, disse ele na publicação.

(mais…)

Gasolina “sem imposto” será vendida a R$ 2,68 nesta sexta em movimento de protesto

Pelo Brasil há empresários que se mobilizam para protestar conta o alto valor no preço dos combustíveis que é repassado nas bombas. Nesta sexta feira (14) um movimento desse tipo está sendo realizado no estado do Amazonas.

O movimento “Mais Amazonas, Menos Impostos”, iniciativa formada por ativistas e empresários pró-liberdade, em parceria com o Instituto Ajuricaba, promoverá nesta sexta (14), uma manhã de “Gasolina Sem Imposto” no Autoposto Ipiranga São Francisco. Na ocasião, 4 mil litros de gasolina comum serão vendidos por apenas R$ 2,68 o litro.

Segundo Artur Fonseca, presidente do Instituto Ajuricaba, o objetivo da ação é conscientizar a população de que a principal razão do alto preço dos combustível é a grande alíquota de impostos estaduais e federais. “Atualmente cerca de 44% do preço da gasolina é formada por tributos, e isso onera principalmente o bolso dos mais pobres” afirma Fonseca.

Com o tema “O problema não é o posto, é imposto”, o movimento busca demonstrar que a insatisfação popular com o preço dos combustíveis é válida e que a redução dos tributos é um assunto urgente e necessário. O assunto foi trazido à tona na última semana após o presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) “desafiar” os governadores a zerar o ICMS cobrado da gasolina (cuja média nacional é de 29% por litro).

(mais…)

Menos impostos em combustíveis só com reformas, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse a governadores hoje (11) que a ideia do presidente Jair Bolsonaro de redução de impostos sobre combustíveis é um plano de médio a longo prazo e que depende de reformas, num momento em que tanto União quanto Estados não podem abrir mão de receitas.

A mensagem foi passada pelo ministro no Fórum de Governadores em Brasília após ele ser chamado a participar do encontro, segundo informou a jornalistas o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB). (mais…)