Desfeita proposta de compra e venda da mina Santa Rita e Atlantic Nickel por empresa sul-africana

A empresa sul-africana de exploração de minério Sibanye-Stillwater,  decidiu abandonar as negociações pela compra das minas de níquel Santa Rita e Serrote, ambas no Brasil, empreendimentos da Appian Capital, que seriam vendidas por US$ 1 bilhão e royalties líquidos de 5% sobre a produção futura.

A Sibanye pretendia adquirir as operadoras Atlantic Nickel, que opera a mina de Santa Rita, e a Mineração Vale Verde (MVV), que está desenvolvendo a mina de Serrote.

Os contratos de compra e venda já haviam sido assinados mas a Sibanye resolveu desistir da empreitada, alegando um “evento geotérmico de fratura na mina”, o qual, segundo alegou, poderia prejudicar a atividade futura da exploração

O negócio com a MVV também será encerrado, pois estava condicionado ao fechamento do negócio com a Atlantic Nickel.

Enquanto isso, a Appian diz que não há base para a  Sibanye rescindir legalmente os dois acordos.

A empresa observa em uma declaração separada que o evento geotécnico equivale a uma fratura localizada que ocorre no curso normal das operações a céu aberto.

De acordo com a empresa, a Santa Rita deverá ter um forte desempenho operacional e financeiro em 2022 e gerar fluxo de caixa livre significativo.

A Appian está atualmente avaliando todas as suas opções legais e tomará todas as medidas necessárias para fazer valer seus direitos legais.

Ipiaú Online / Mining Weekly

Bahia tem terceiro aumento no preço dos combustíveis em menos de um mês

Foto: Pixabay

A Acelen, empresa criada pelo fundo Mubadala e responsável pela gestão da Refinaria Mataripe (ex-Landulpho Alves (Rlam), na Bahia, anunciou novo aumento dos preços dos combustíveis. O ajuste, de R$ 0,052 por litro do óleo diesel S10 e de R$ 0,074 por litro da gasolina, é válido desde sábado (22).

Na semana passada, a companhia já havia anunciado um reajuste de R$ 0,1956 para o diesel e de R$ 0,0468 para o litro da gasolina.

(mais…)

Petrobras sobe preço da gasolina e do diesel a partir de quarta-feira

Foto: Pixabay

A Petrobras comunicou nesta terça-feira (11) que os preços da gasolina e do diesel às distribuidoras serão reajustados a partir de quarta.

Segundo a estatal, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, o que representa um aumento de 4,85%.

O valor do diesel vai subir de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, alta de 8,08%. O último ajuste nos preços foi realizado em dezembro do ano passado, quando a Petrobras promoveu uma redução no valor da gasolina de 3,13%. Foi a primeira queda desde 12 de junho.

Já o último aumento foi anunciado em outubro do ano passado.

(mais…)

Atlantic Nickel encerra 2021 com resultado de exportação superior a 110 mil toneladas de minério

A Atlantic Nickel, empresa que produz e exporta níquel sulfetado, componente fundamental para a produção de baterias de veículos elétricos, finalizou o ano de 2021 com 11 embarques de minério para exportação, através do Porto de Ilhéus, região sul da Bahia.

O total de comercializações em 2021 chegou a 110.409,75 toneladas, representando um resultado de produção da Mina Santa Rita expressivamente superior a 2020, quando a companhia exportou 67,7 mil toneladas de concentrado de níquel. 

(mais…)

Salário mínimo de 1.212 reais não dá para comprar duas cestas básicas, afirma Dieese

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

salário mínimo de 2022, estipulado no valor de R$ 1.212, não é o suficiente para comprar duas cestas básicas na cidade de São Paulo em janeiro. A projeção é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que afirma que a cesta básica custará em torno de R$ 700 neste mês.

Composta por 13 itens, a cesta básica tem valor que varia em todo o país. Na maioria das capitais, o preço é mais alto que a metade do novo salário mínimo.

(mais…)

Indústria baiana cresce de setembro para outubro, mas acumula queda de 10,3% em relação a 2020

Em outubro, a produção industrial da Bahia seguiu em alta (2,7%) frente ao mês anterior, na comparação com ajuste sazonal. Foi o segundo avanço seguido nesse confronto (havia crescido 2,9% na passagem de agosto para setembro) e um resultado bem superior ao do país como um todo (-0,6%).

Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM-PF) Regional do IBGE.

Nessa comparação, os resultados da indústria foram positivos em 10 dos 15 locais pesquisados, com destaque para a região Nordeste como um todo (5,1%), Mato Grosso (4,8%) e Ceará (4,1%). A Bahia veio logo em seguida, com o 4o melhor desempenho. No outro extremo, as maiores quedas ocorreram em Santa Catarina (-4,7%), Pará (-4,2%) e Minas Gerais (-3,9%). (mais…)

Presidente da Caixa explica como será feito o pagamento do Auxílio Brasil

Foto: Agência Brasil

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, explicou ontem (16) como vai funcionar o pagamento do novo auxílio assistencial do governo federal, o Auxílio Brasil, que começa a ser pago amanhã.

No programa A Voz do Brasil, Guimarães disse que no primeiro dia serão contemplados beneficiários com o Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 1. Na quinta-feira (18) será a vez de quem tem o NIS terminado em 2. O calendário de novembro acabará no dia 30 com os beneficiários com o NIS terminado em 0.

(mais…)

Mercado prevê 2022 com inflação descontrolada no Brasil

Foto: Agecom

Faltando pouco mais de um mês para o fim do ano, a visão do mercado para 2022 não é animadora. Dados do Boletim Focus divulgado nesta terça-feira (16), apontam que o Produto Interno Bruto (PIB) do próximo ano deve ser de 0,93%. Esta é a primeira vez que o indicador fica abaixo de 1%.

O crescimento menor acontece justamente no período em que era esperada a recuperação da economia, com o avanço da vacinação e a reabertura das atividades.

(mais…)

Ministro diz que preço do petróleo vai subir ainda mais

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse nesta terça-feira (9) que o preço do petróleo deve subir mais com a chegada do inverno no Hemisfério Norte e o consequente aumento do consumo.

Em audiência pública das comissões de Infraestrutura e temporária para discutir as causas da crise energética do Senado, ele justificou a alta de preços dos combustíveis em 2021.

(mais…)

Bolsonaro diz que Petrobras deve anunciar novo reajuste dos combustíveis em 20 dias

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicou que um novo aumento no preço dos combustíveis deve acontecer em novembro. “A Petrobras anuncia, isso eu sei extraoficialmente, novo reajuste em 20 dias”, disse Bolsonaro em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (1°), em Roma.

O mais recente reajuste aconteceu na semana passada. Segundo a estatal, o reajuste médio foi de R$ 0,21 por litro, passando de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro.

(mais…)

Embasa pede aumento de 13,73% na tarifa após dois anos sem reajuste

A Embasa solicitou à Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) o reajuste de 13,73% nas contas de água. A empresa justifica que os atuais valores estão defasados, uma vez que ainda são os mesmos que foram praticados em 2019.

Em 2020, a Agersa resolveu não reajustar a tarifa, argumentando que, por causa da pandemia, as famílias baianas estavam enfrentando dificuldades decorrentes da retração da atividade econômica.

(mais…)

Bahia vai exportar cacau para os Emirados Árabes

 

No último dia de agendas no exterior, o governador Rui Costa visitou nesta quinta-feira (28), acompanhado de produtores do agronegócio baiano, a Dubai Multi Commodities Center (DMCC), especializada na importação e exportação de produtos agrícolas dos Emirados Árabes.

Rui conheceu a unidade de processamento de café que compra, avalia, empacota e exporta café de várias partes do mundo. A empresa vai iniciar um processo semelhante com o cacau baiano, produzido em Ilhéus.

“Nós produzimos o melhor cacau do Brasil e eles estão muito interessados em começar o processamento do cacau baiano. Vamos aproveitar e mandar para eles outros produtos, como algodão, castanha de caju e o café gourmet, que também têm muito potencial e são de extrema qualidade”, afirmou Rui.

O presidente da Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), Luis Carlos Bergamashi, que integra a comitiva, aproveitou a oportunidade para apresentar o algodão produzido no oeste da Bahia.

O CEO da DMCC, Ahmed Bin Sulayem, disse que a primeira amêndoa de cacau que será processada por eles será baiana. “Estive em Ilhéus e conheci o sistema cabruca de plantação, que é incrível. Contamos com a Bahia para essa parceria comercial com o cacau”, explicou Sulayem.

Ainda nesta quinta-feira (28), o governador terá uma reunião com a Sinoma, fabricante chinesa de pás eólicas usadas na produção de energia limpa. Será a última agenda desta missão internacional que começou no dia (18) e já passou pela Alemanha, Cazaquistão, República Tcheca e está sendo encerrada nos Emirados Árabes.

Secom

Atlantic Nickel finaliza embarque para China e ultrapassa 91 mil toneladas exportadas em 2021

 

A Atlantic Nickel, empresa que produz e exporta níquel sulfetado, matéria-prima fundamental utilizada na produção de baterias para veículos elétricos, acaba de ultrapassar a marca de 91,3 mil toneladas do minério exportadas, até agora, neste ano de 2021, através do Porto de Ilhéus, região sul da Bahia. Toda a carga do concentrado de níquel sai da unidade de produção da empresa, a Mina Santa Rita, sediada no município baiano de Itagibá, a apenas 140km de distância do terminal marítimo, por onde o carregamento é embarcado em direção ao mercado internacional da eletrificação.

O destino do embarque mais recente, finalizado na última semana, foi a China, país no continente asiático que recebeu, através do Porto de Xingang, uma remessa de 10.771,69 toneladas de concentrado de níquel 100% baiano e de alta qualidade. Este é o nono embarque realizado pela Atlantic Nickel, alcançando um resultado parcial anual expressivo de exatamente 91.339,4 toneladas comercializadas, patamar superior ao total alcançado em 2020, que chegou a 67,7 mil toneladas direcionadas ao mercado exterior.

Por meio de uma operação que prioriza segurança, eficiência e sustentabilidade, o minério extraído pela Atlantic Nickel possui relevantes teores de cobre e cobalto, o que aumenta o valor agregado de venda. A companhia é uma das maiores minas de níquel sulfetado a céu aberto do mundo e a única deste segmento em operação no Brasil.

Para além da franca expansão de produção e comercialização do níquel, o sucesso do negócio está diretamente ligado aos esforços permanentes de conservação da natureza, uma vez que além de exportar o minério para ajudar o mundo a dispor de fontes de energia limpa, a Atlantic Nickel mantém o propósito de preservar o meio ambiente e respeitar a comunidade a que pertence.

Ascom

Falta de material e custos impactam a indústria da construção, aponta pesquisa

Foto: Pixabay

Pelo quinto trimestre consecutivo, a falta de material da construção e o aumento dos custos continuam sendo os principais problemas da indústria da construção, segundo a pesquisa Sondagem Indústria da Construção, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com o apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), divulgada nesta segunda-feira (25). Os dois itens foram citados por 54,2% dos empresários entrevistados.

Apesar de continuar preocupando os empresários, a pesquisa mostra que houve uma pequena redução em relação ao trimestre anterior, quando 55,5% dos entrevistados manifestaram preocupação com a falta de materiais.

Os números também mostram que houve um aumento da preocupação do empresariado com a elevação da taxa de juros, ganhando força na passagem do segundo para o terceiro trimestre deste ano. Enquanto no segundo trimestre menos de 10% dos empresários manifestaram preocupação com os juros, no terceiro trimestre esse número aumentou para 16%.

De acordo com a CBIC, a alta pode ser comprovada pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) para materiais e equipamentos, que acumulou, nos últimos 12 meses encerrados em setembro, alta de 30,24%, um recorde para o período, na era pós-real.

“Os insumos que mais influenciaram esse aumento, segundo o INCC, foram os vergalhões e arames de aço ao carbono, os tubos e conexões de ferro e aço e os tubos e conexões de PVC. A alta de custos é o principal problema da indústria, na visão dos empresários”, informou a CBIC.

Os números mostram ainda que mesmo com a falta de materiais e o aumento dos juros, há uma expectativa do segmento de que o Produto Interno Bruto (PIB) do setor suba para 5% neste terceiro trimestre, o que seria o maior crescimento dos últimos 10 anos. A alta é puxada pela melhora no nível de atividade da construção, que voltou a ficar positivo em setembro, com 50,5 pontos, após apresentar pequeno recuo em agosto.

A melhora das atividades da construção no terceiro trimestre, o incremento do financiamento imobiliário, a demanda consistente, o avanço do processo de vacinação, a desaceleração do aumento de preços dos materiais de construção, mesmo que modesta, e a continuidade de pequenas obras e reformas são algumas das razões que ajudam a justificar a projeção atual.

Outro indicador que favorece a expectativa é o do mercado de trabalho formal da construção, que registra resultados positivos nos oito primeiros meses do ano. Nesse período, a construção civil gerou 237.985 novos postos de trabalho com carteira assinada.

Com o resultado, o setor fechou agosto com 2,512 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Esse número não era atingido desde novembro de 2015. Os dados também mostram que a Utilização da Capacidade Operacional (UCO) encerrou o mês de setembro em 65%, valor que é superior a sua média histórica, de 62%.

Contudo, o crescimento de 5%, aguardado pelo segmento este ano, não indica recuperação do seu pico de atividades. Mesmo crescendo cerca de 5% este ano, o seu patamar de atividades ainda está baixo, diz o CBIC. Para que o setor da construção volte ao pico de atividades, registrado em 2014, ele precisa manter o crescimento de 5% ao ano até 2028. Se a expansão média ficar no patamar de 3% ao ano, a recuperação do nível máximo de atividades ficará para 2033.

Na avaliação do presidente da CBIC, José Carlos Martins, os números mostram que o setor poderia ter um crescimento maior, não fosse a falta de materiais e os aumentos das taxas de juros.

“Os números apresentados comprovam que a indústria da construção é realmente uma Ferrari com freio puxado. Estamos andando bem, mas poderíamos andar muito mais. Difícil achar outro setor que sofreu uma inflação como o nosso, e o tanto que esse fator inibiu nossa capacidade de contribuir com o crescimento do PIB”, disse. Luciano Nascimento / Bahia.ba

Petrobras anuncia novo aumento nos preços da gasolina e do diesel

Foto: Pixabay

A Petrobras vai reajustar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras. Segundo comunicado divulgado nesta segunda-feira (25) pela petroleira, os novos valores passam a vigorar a partir de terça (26).

A alta já havia sido antecipada no domingo pelo presidente Jair Bolsonaro. Durante um evento em Brasília, ele afirmou que “infelizmente, pelos números do preço do petróleo lá fora e do dólar aqui dentro nos próximos dias, a partir de amanhã, infelizmente teremos reajuste do combustível”.

Com a alta, o preço médio de venda da gasolina passará de R$ 2,98 para R$ 3,19 por litro, um reajuste médio de R$ 0,21 por litro (alta de 7,04%). É o segundo reajuste no preço do combustível este mês. No último dia 9, a gasolina já havia subido 7,2%.

Já o litro do diesel A passará de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, refletindo reajuste médio de R$ 0,28 por litro (alta de 9,15%). A última alta do combustível havia sido em 28 de setembro, de 8,89%.

Petróleo e dólar em patamares mais elevados
A explicação para o aumentos dos preços dos combustíveis está em vários fatores, mas, principalmente, no valor do petróleo e no câmbio.

O dólar e a cotação do petróleo vêm tendo mais influência sobre os preços de combustíveis no Brasil desde 2016, quando a Petrobras passou a praticar o Preço de Paridade Internacional (PPI), que se orienta pelas flutuações do mercado internacional.

Na semana passada, o preço do barril de petróleo Brent – referência internacional – fechou acima em US$ 85,53, perto das máximas desde o final de 2018. No começo do ano, o preço médio estava abaixo de US$ 65.

Já o dólar atingiu R$ 5,6282, acumulando alta de mais de 3% na semana.

Segundo a Petrobras, o alinhamento de preços ao mercado internacional “se mostra especialmente relevante no momento que vivenciamos, com a demanda atípica recebida pela Petrobras para o mês de novembro de 2021”.

Parcela da Petrobras
Com os novos valores, a parcela da Petrobras no valor do litro de gasolina pago pelos consumidores nos postos passará a ser de R$ 2,33, em média.

Já no caso do diesel, a parcela da estatal será de R$ 3,34.

G1