Valdir Barreto fala sobre a História da Barreto Material de Construção em Jequié

 

Quem Conhece Jequié Mais de Perto, conhece a Barreto Material de Construção. A empresa está a mais de 3 décadas no mercado não só através do varejo mas também através do atacado de cimento.

Hoje falaremos um pouco de como tudo começou e Valdir Barreto, o fundador da empresa conta um fato curioso: a empresa começou a partir de uma troca inusitada e que deu certo: Banana por Cimento.

“Eu tava indo para Juazeiro carregado de banana, e troquei essa carga de banana por duas de cimento, e trouxe para Jequié, onde começou.” Disse Valdir Barreto em um bate-papo feito pela empresa para discutir os bastidores do negócio.

Uma situação que parecia inusitada, marcou o nascimento da empresa Barreto Material de Construção. E quando foi perguntado sobre o motivo da troca que deu início a tudo, Valdir disse:

“Tudo que você faz na vida você tem que acreditar. E tudo que eu via na frente eu pegava como oportunidade. O cimento foi uma delas. E quando você acredita você faz com firmeza”

“Comecei em 1987 com cimento montes claros e a parceria vem dando certo até hoje”. 

São 30 anos de Barreto Material de Construção e 36 anos com cimento Montes Claros em Jequié. Uma empresa de Tradição e Variedade.

Visite a Barreto Material de Construção: Av. Franz Gedeon, 297 – Centro, Jequié – BA, 45200-130

Ou compre pelo site: vitrine.barretoconstrucao.com.br

Instagram: @barretoconstrucao

Facebook: Barreto Material de Construção

LinkedIN: Barreto Material de Construção

Youtube: Barreto Material de Construção

Ilhéus: Porto volta a exportar eucalipto após 20 anos a Europa

O Porto de Ilhéus, no litoral sul, voltará a transportar toras de eucalipto para exportação após 20 anos de inatividade do serviço. Segundo a Intermarítima Portos e Logísticas, que opera o terminal, 27 mil toneladas de eucalipto serão exportadas para Portugal.

Até esta terça-feira (18), 25 mil toneladas já estão armazenadas, vindas de Montes Claros, em Minas Gerais. À TV Santa Cruz, o diretor operacional da Intermarítima, Regilmar Costa, disse que a exportação está prevista para 4 de julho, quando se alcançará as 27 mil toneladas armazenadas.

Por dia, chegam no porto 18 carretas carregadas com eucalipto. A estimativa é que o faturamento com essa exportação seja de cerca de R$ 300 mil. Além desta, outra viagem está prevista para 26 de agosto.

Voz da Bahia