Adab realizou capacitação para prevenção contra a Monilíase em Ipiaú

Numa articulação da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú foi realizada recentemente no auditório do Sindicato Rural uma capacitação para prevenção contra a Monilíase do Cacaueiro, doença de ação mais destrutiva que a praga da vassoura-de- bruxa. Em condições favoráveis o fungo da Monilíase pode causar perdas de até 100% da produção.

O evento realizado pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), sob a organização da coordenadora do Programa de Prevenção à Monilíase do Cacaueiro, Catarina Cotrim, contou com a participação de 30 profissionais que atuam com assistência técnica em seis municípios (Ipiaú, Barra do Rocha, Itamari, Jequié, Itagi, Ibiraraia) do Território do Médio Rio das Contas, além de cinco profissionais das barreiras sanitárias de Jequié.

Através das palestras ministradas pela técnica da Adab, esse pessoal ficou apto para evitar a introdução do fungo que atinge o fruto do cacau e cupuaçu e pode dizimar plantações inteiras. “Por atacar diretamente os frutos, há um reflexo direto na produção. Daí a importância na prevenção. As medidas preventivas estão elencadas dentro das estratégias da Adab, juntamente com o Ministério da Agricultura”, explicou Catarina.
MEDIDAS PREVENTIVAS

A engenheira agrônoma e fiscal estadual da Adab elencou as medidas a serem adotadas. “Não trazer nenhum fruto, sementes, hastes, material vegetal de cacau ou de cupuaçu de áreas afetadas para dentro do estado da Bahia; adquirir mudas ou clones resistentes a pragas e de viveiros credenciados pelo Ministério da Agricultura; ter o cuidado de, quando retornar de outras plantações de cacau, não trazer roupas ou calçados que possam ter esporos aderidos da Monilíase”.

O titular da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú, Poleandro Silva, disse que sua equipe está atenta para o problema. “Durante esta semana tivemos dois dias de capacitação, teórica e prática, para adquirir o conhecimento necessário e efetivar essa prevenção. Para que isso fosse possível solicitamos da Adab que realizasse essa atividade não só para os técnicos daqui de Ipiaú, mas também para os de outros municípios do território”, informou o secretário.

José Américo Castro / DIRCOM

Ipiaú: Secretaria de Agricultura promove visita de cacauicultores a áreas produtivas na região de Florestal


Com o objetivo de buscar novas técnicas que possibilitem o aumento da produção de cacau em Ipiaú, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente (Seama) promoveu a visita de agricultores familiares das regiões do Braço Pequeno e Bom Sem Farinha a algumas fazendas do distrito de Florestal, município de Jequié, onde vem sendo desenvolvidos projetos que através de novas práticas tecnológicas de cultivo resultam numa produtividade média de 150 arrobas por hectare.

A visitação, na manhã da ultimo terça-feira, 5, fez parte das atividades do Programa de Desenvolvimento Territorial(Prodeter) do Médio Rio das Contas, contou com a participação dos técnicos agrícolas da Ceplac, Antônio Lisboa e Edson Jarade, e também envolveu delegações dos municípios de Jitaúna e Jequié. Foram visitadas quatro Propriedades com inovações em cultivos.

Inicialmente o grupo visitou a fazenda do agricultor Lourivaldo Assis conhecido por “Palito” onde através da polinização artificial foi possível ampliar a produção de 26 arrobas por hectare para 167 arrobas logo no primeiro ano em que a tecnologia foi introduzida. Na mesma propriedade se aplica o sistema de cultivo agro -florestal (SAF), conjugando as culturas do cacau, banana da terra e seringueira.

Em seguida o secretário Poleandro Silva, da Agricultura e Meio Ambiente, e os agricultores ipiauenses visitaram a Fazenda Riacho do Ouro, região do Rio do Antônio, onde as roças recebem adubação para 150 arrobas por hectare, e daí para a Fazenda Baixinha onde a UESB faz um trabalho de pesquisa e tem um agricultor que já consegue agregar valores ao seu produto em torno de R$ 420,00 por arroba, retirando a polpa para comercialização.

A última fazenda visitada foi a do agricultor familiar Jocenilton. Seus 600 cacaueiros com apenas quatro anos de existência e recebendo as adubações recomendadas pela Ceplac já estão produzindo 80 arrobas, podendo chegar a 150 nos próximos anos. O secretário Poloeandro Silva está empenhado e auxiliar os cacauicultores de Ipiaú a aumentarem a produtividade que atualmente está na média de 20 arrobas por hectare. Ele avalia que será de bom proveito a visitação na região de Florestal.
José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/ Dircom

Governo estadual e municípios buscam facilidades para que merenda escolar absorva mais produtos da agricultura familiar


Com o objetivo de fomentar a aquisição dos produtos da merenda escolar junto aos produtores da agricultura familiar, o Governo do Estado promoveu na manhã da última quinta-feira, 3, no auditório do Núcleo Territorial de Educação (NTE 22) , em Jequié, uma reunião com o Fórum de Secretários Municipais de Agricultura do Território Médio Rio das Contas.

O evento foi articulado pelo secretário estadual de educação, Gerônimo Rodrigues, com apoio do titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes, e terá continuidade com uma reunião envolvendo gestores da educação territorial, além de outras ações que resultem no cumprimento da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009.

A referida lei determina que no mínimo 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural.

Durante a reunião, o Diretor Regional da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Jeronimo Souza dos Santos, e a Diretora do NTE 22, Thaisa de Farias Pereira, indicaram os meios que o estado e os municípios podem propiciarem para facilitar aos agricultores familiares a venda dos seus produtos para a merenda escolar.

INDICAÇÃO
A indicação ao secretário Gerônimo Rodrigues no sentido de que fosse organizado um planejamento de incentivo à produção da agricultura familiar para a compra institucional do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Penae), foi apresentada pelo Presidente do Fórum de Secretários de Agricultura e Meio Ambiente do Território do Médio Rio das Contas, Poleandro Silva.

Durante a reunião no NTE 22, ele apresentou as devidas argumentações em favor desse pleito e destacou que este encontro da alimentação escolar com a agricultura familiar permitirá que alimentos saudáveis e com vínculo regional possam ser consumidos diariamente pelos alunos da rede pública.

Além de Poleandro, secretário da Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú, marcaram presença no encontro em Jequié os secretários de Agricultura dos municípios de Jitaúna (Edvaldo Peixoto), Dário Meira (Tania Cristina Ramos), Barra do Rocha (Paulo Silva), Almir Nunes (Manoel Vitorino) e o representante da Secretaria de Agricultura de Gongogí, Salmo Macário.

Também estavam presentes: Anderson Spinola Santos (Coordenador da Bahiater), Valdir Tavares (Coordenador do território do Médio Rio das Contas), Marivaldo Justiniano (Vice Coordenador Territorial) e Claudine Santos (Agente de Desenvolvimento Territorial).

José Américo Castro ( Ascon-Prefeitura de Ipiaú)

Agricultores familiares da Horta Comunitária devem aderir ao programa Agroamigo

Após renovarem a DAP/Pronaf) referente ao ano de 2022, o agricultores familiares da Horta Comunitária de Ipiaú que foram prejudicados pela enchente do Rio Água Branca estiveram reunidos na última terça-feira, 26, com o assessor de microcrédito rural da agência local do Banco do Nordeste, Magno Novaes, que apresentou uma palestra sobre as linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, para que os mesmos tenham recursos que permitam uma retomada das suas atividades.

O palestrante deu um foco especial ao programa Agroamigo que atua por meio do microcrédito produtivo orientado. Após detalhar as regras do programa, o assessor se colocou como intermediador entre banco e os pequenos produtores para a efetivação das propostas. Depois que o financiamento for liberado, ele orientará a aplicação do dinheiro no campo.

Os agricultores clientes do Agroamigo são atendidos para desenvolver qualquer atividade geradora de renda no campo ou em aglomerado urbano próximo, como é o caso dos agricultores que atuam na Horta Comunitária.

O secretário municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Poleandro Silva, acredita que com os recursos da linha de crédito do Agroamigo, o pessoal da Horta Comunitária terá condições de erguer suas atividades e voltar a contribuir com o fortalecimento da agricultura local.
José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/Dircom.

Ipiaú: Secretaria de Ação Social beneficia 150 famílias através do PAA e também o município de Dário Meira

Nesta quarta-feira, 12, a Secretaria de Ação Social junto a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú entregaram às 150 famílias atendidas pelo CRAS, alimentos vindos do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA. As entregas são realizadas duas vezes no mês.

Verduras, legumes, hortaliças , temperos além de farinha, bolos, biscoitos e doces são produzidos pela Associação do Braço Pequeno e Associação Volta Esperança, que desta vez entregaram quase 10 mil kg de alimentos. Parte desses alimentos foi doado pela Prefeitura de Ipiaú a Dário Meira, entregue à secretária de Agricultura do município, Tânia Cristina Porto.

O Governo da Bahia liberou mais 40 mil reais para o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA em Ipiaú, para esse ano a cidade já havia sido contemplada com o valor de 80 mil reais em PAA Direto. O novo valor faz parte da política emergencial para as cidades afetadas pelas enchentes.


O PAA é uma das principais políticas de apoio e incentivo à agricultura familiar e de combate a fome no Brasil. Por meio dessa iniciativa agricultores, cooperativas e associações vendem seus produtos para órgãos públicos que distribuem a famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Poleandro Silva agradeceu mais investimento para o PAA em Ipiaú e consequente fortalecimento da agricultura familiar. Agradecemos as superintendências da BAHIATER e Superintendência de Segurança e Inclusão Alimentar (SISA), nas pessoas dos coordenadores de Mercados Institucionais da BAHIATER Fábio Braga, Samuel Feldmam e Aurelicio, no empenho e dedicação no PAA (leite e doação simultânea), como também a Rose Pondé, madrinha do PAA na Bahia pela compaixão e estímulo aos agricultores para aumentarem sua produção. O governo do estado está nessa missão para amenizar os efeitos das fortes chuvas nesta região”.

Prefeitura de Ipiaú /Dircom

Ipiaú: Secretaria de Agricultura busca estabelecer convênio através do PRODETER

Estabelecer um convênio entre SEAGRI e Banco do Nordeste, através do Programa de Desenvolvimento Territorial (BNB PRODETER), é a pretensão das secretarias de Agricultura de Ipiaú, Jequié e Jitaúna, com o objetivo de estimular a atividade da agricultura familiar voltada à cacauicultura.

Este assunto foi discutido em recente encontro em Jequié com representantes da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura do Governo do Estado da Bahia, (SEAGRI), e da instituição financeira.

Na oportunidade o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú, Poleandro Silva, juntamente com os titulares da pasta nos municípios de Jequié e Jitaúna, argumentaram que assistência técnica, crédito (com financiamento integrado), acesso aos insumos e ao mercado do produto, é possível alavancar a produtividade do cacau na agricultura familiar nesta microrregião do estado.

A parceria com a Ceplac foi citada como de fundamental importância nesse processo de estímulo à agricultura familiar.

Dentre os presentes na reunião estavam: o diretor de Desenvolvimento e Agroinvestimento, da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura do Governo do Estado da Bahia, (SEAGRI), Eduardo Rodrigues; o diretor de Expansão Rural, da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, Murilo Meneses; o gerente da unidade e o agente de Desenvolvimento do Banco do Nordeste/Jequié, Murilo Fernandes Cardoso e Antônio Rodrigues; o chefe do escritório local da Comissão Executiva Plano Lavoura Cacaueira (CEPLAC), e os secretários de Agricultura Poleandro Silva (Ipiaú), Edvaldo Peixoto(Jitaúna) e José Claudemiro Passos( Jequié).

José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/Dircom

Adab orienta produtores de Ipiaú a adotarem ações preventivas contra Monilíase do Cacaueiro

Em estado de alerta após a constatação de um foco da doença Monilíase do Cacaueiro, no Acre , a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), intensificou o monitoramento nas plantações de cacau deste estado e vem orientando os produtores a adotarem ações preventivas para o impedimento da chegada da enfermidade em território baiano.

Foi com esse objetivo que técnicos da Adab realizaram uma recente visita de campo nas regiões do Braço Pequeno e Cajueiro, zona rural de Ipiaú, onde dialogaram com agricultores familiares, solicitando aos mesmo que informem ao órgão qualquer anormalidade em seus cacaueiros.

O secretário da Agricultura e Meio Ambiente do município, Poleandro Silva, acompanhou a equipe e disse que também estará atento à situação e buscará seguir as recomendações da Nota Técnica elaborada pela Secretaria de Agricultura do Estado ( Seagri) que estabelece ações estratégicas para o impedimento da chegada da doença.

Poleandro informou que a Bahia executa, desde 2007 , o Projeto Fitossanitário de Prevenção à Monilíase do Cacaueiro, o qual contempla ações de educação fitossanitária, capacitação técnica, identificação de pontos de ingresso e rotas de risco, além de levantamentos de detecção da praga e cursos de emergência.

PIOR QUE A VASSOURA-DE-BRUXA
A monilíase, causada pelo fungo Moniliophthora roreri, é uma das mais sérias doenças do cacaueiro, infectando os frutos em qualquer fase de desenvolvimento e, em condições favoráveis, pode causar perdas de até 100% da produção. Ela já se encontra em todos os países produtores de cacau da América Latina. O foco detectado no Acre colocou o Brasil em estado de alerta.

Nas regiões onde a monilíase se instalou, a sua ação tornou-se mais destrutiva do que a causada pela vassoura-de-bruxa (Moniliophthora perniciosa), doença que provocou uma catástrofe na Região Cacaueira do Sul da Bahia, eliminando mais de 250 mil empregos diretos e provocando uma enorme redução da produção de cacau.
José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/Dircom

Ipiaú: Agricultores familiares da região do Braço Pequeno foram cadastrados no Prodeter

Na última quinta-feira , 12, o secretário de Agricultura e meio Ambiente de Ipiaú, Poleandro Silva, e o assessor de crédito da agência local do Banco do Nordeste, Magno Novaes, estiveram reunidos com 30 agricultores familiares da região do Braço Pequeno, para tratar de assuntos referentes ao Prodeter- Programa de Desenvolvimento Territorial- e cadastrar os produtores com novas linhas de crédito para o financiamento da lavoura do cacau.

Na oportunidade o secretário falou a respeito do Prodeter, que trabalha a partir dos eixos da sustentabilidade social, econômica e ambiental, incorporando um conjunto de estratégias com objetivo de fortalecer as cadeias produtivas priorizadas, enquanto Magno Novaes explanou sobre os programas Agroamigo Mais que atende agricultores familiares enquadrados no Pronaf em operações de até R$ 20 mil, e limite de endividamento de até R$ 40 mil, e Agroamigo Crescer, criado para atender agricultores familiares com renda bruta anual de até R$ 23 mil, que explorem área de até quatro módulos rurais e empreguem mão de obra da família.

A Prefeita Maria das Graças Mendonça apoiou a implantação do Prodeter, reconhecendo que o mesmo trouxe com a expectativa de aquecer a economia local e estimular a preservação e recomposição de remanescentes da Mata Atlântica, através da implantação do sistema agroflorestal, tendo o cacau como a principal cultura.
José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/Dircom

Risco de praga deixa cacauicultores em alerta

A incidência da praga conhecida como monilíase do cacaueiro já voltou a ser identificada no Brasil, exigindo o cuidado da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb), no sentido de contribuir para proteção das lavouras do Sul do Estado.

Tão logo ficou confirmada a presença do Moniliophthora roreri, a entidade passou a manter contatos mais frequentes com o Ministério da Agricultura, visando evitar a expansão da doença.

(mais…)

Prefeitura de Ipiaú orienta produtores para estimular aumento na cadeia produtiva do leite

Além de serviços voltados ao preparo do solo, através do Programa “Mais Agricultura”, a Prefeitura de Ipiaú, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Seama) vem dando orientação técnica ao produtor rural tanto para o setor de hortifrutigranjeiros, quanto na bovinocultura.

Com foco nesta atividade, o secretário Poleandro Silva e a Médica Veterinária Vanessa Fonseca, técnica do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), estiveram na Fazenda São José, localizada na região do Cajueiro, onde orientaram o proprietário da área sobre a importância dos manejos de pastagem e sanitário para pecuária leiteira e outras alternativas de alimentação para o gado.

“O manejo é um conjunto de ações que visa obter da melhor produtividade do leite e carne sem afetar o desenvolvimento da forrageira e a qualidade do solo”, explicou o titular da Seama, Poleandro Silva.

José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/Dircom

Ipiaú: PAA vai beneficiar 300 famílias assistidas pela Secretaria de Ação Social

Nesta semana o projeto de Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da Associação dos Produtores Rurais da Fazenda do Povo elaborado pelo técnico de projetos, Maurício Santos foi aprovado e protocolado na CONAB na presença do próprio Maurício e de Poleandro Silva, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú.

O Projeto irá beneficiar dois públicos distintos. O primeiro são as agricultoras familiares da Fazenda do Povo que fazem a venda e o segundo serão cerca de 300 famílias em situação de insegurança alimentar ou nutricional atendidas pela Secretaria de Ação Social que irão receber os alimentos.

O projeto da Associação dos Produtores Rurais da Fazenda do Povo é no valor de 80 mil reais e está dentro da modalidade doação simultânea que consiste na compra dos alimentos pelos governos, que em seguida são doados às entidades da rede socioassistencial.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma das principais políticas de apoio e incentivo a agricultura familiar no Brasil. Por meio dessa iniciativa agricultores, cooperativas e associações vendem seus produtos para órgãos públicos.

Jennifer Bomfim
Prefeitura de Ipiaú/Dircom

Ipiaú representará o Território Médio de Rio de Contas na Feira Baiana da Agricultura Familiar

Duas entidades de Ipiaú estarão participando da 11ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, evento organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que tem início neste sábado, 5, e prossegue até o dia 13, domingo, reunindo o maior número de produtos dos diferentes sistemas produtivos.

A Associação dos Produtores do Braço Pequeno e Associação dos Produtores de Cacau e Chocolate (APROC) irão representar o Território Médio de Rio de Contas pela segunda vez no evento que este ano, em decorrência da pandemia da Covid-19, acontece na versão virtual com 27 armazéns, um para cada Território de Identidade.

Os produtos foram transportados para Salvador na última terça-feira (01), e serão comercializados através da loja virtual no site www.feiradaagriculturafamiliar.com.br , que terá também lives com artistas da Bahia e o espaço Trilhas, que apresentará história, cultura e turismo de cada Território de Identidade.

A Associação dos Produtores do Braço Pequeno estará expondo a sua produção de biscoitos de cacau, amendoim e cebola, e cocadas de cacau. Já a Aproc estará apresentando amêndoas caramelizadas e desidratadas, chocolates cacau premium, gourmet e vegano.

Poleandro Silva, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Ipiaú, disse que a Feira como meio de valorização da agricultura familiar e uma oportunidade para que associações se profissionalizem cada vez mais. visto que, o intercâmbio com produtores de diversos lugares também fomenta novos negócios.

José Américo Castro
Prefeitura de Ipiaú/ Dircom

ADAB e Ministério da Agricultura disparam alerta na Bahia contra sementes misteriosas

Algumas encomendas contendo sementes chegaram pelos Correios sem que o destinatário houvesse solicitado e as embalagens estão sendo tratadas como um mistério a ser desvendado em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Para afastar os riscos que ainda são imensuráveis, a ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia), autarquia responsável pela fiscalização do trânsito, armazenamento e comercialização de sementes, mudas e plantas, em parceria com a Superintendência Regional do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) alerta ao público sobre a importância do não aproveitamento das embalagens misteriosas, que não devem ser abertas ou jogadas no lixo, mas encaminhadas imediatamente aos órgãos competentes para passar por perícia.

(mais…)

Volume de chuvas acima da média leva Bahia a safra recorde de milho

A Bahia tem previsão de produzir uma safra recorde de grãos em 2020. A estimativa é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou nesta terça-feira (11) a atualização do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA).

O milho é o grande responsável por esse aumento. A tendência é que 1,8 milhão de toneladas sejam produzidas neste ano e isso representa um aumento de quase 32% em relação ao ano passado. Em julho, a estimativa para o estado é de uma produção de 9.534.331 toneladas de grãos neste ano, a maior da série histórica do acompanhamento de safra do IBGE, iniciado em 1972.

Analista de dados do IBGE, Mariana Viveiros explica que apesar de puxar a estimativa para cima, o milho não é o principal grão produzido pela Bahia, que tem na soja o seu artista principal. Municípios da região Oeste como Barreiras e Luís Eduardo Magalhães são os destaques nesse tipo de colheita.

(mais…)

Ipiaú marca presença inédita na Feira Baiana da Agricultura Familiar

Representando o Território do Médio Rio das Contas, a Associação dos Produtores Rurais da Região do Braço Pequeno, participou pela primeira vez da Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária. O evento, em sua 10ª edição, aconteceu no período de 23 de novembro a 1º de dezembro, no Parque de Exposições de Salvador, em paralelo à 28ª edição da Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro).

A delegação ipiauense se destacou por apresentar produtos de boa qualidade que chamaram a atenção de atacadistas e demais compradores. O armazém do Médio Rio das Contas foi um dos mais visitados da feira. A Prefeitura Municipal de Ipiaú, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, garantiu apoio logístico aos agricultores e vem estimulando os mesmo a expandirem seus negócios.

Poleandro Silva, Secretário Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, lembra que dentre outras experiencias exitosas, neste contexto, está a Feira Municipal de Agricultura Familiar, realizada a cada quarta-feira, na Praça Alberto Pinto, em frente ao prédio da Câmara de Vereadores. A presidente da Associação do Braço Pequeno, elogiou o evento em Salvador e disse que vai procurar estruturar a entidade para que no próximo ano um maior numero de associados esteja presente na feira.

“Em um ambiente agradável, com dezenas de armazéns destinados à exposição do que é produzido pelas associações e cooperativas da agricultura familiar, o pessoal de Ipiaú não poderá faltar. O ano que vem estaremos lá novamente”, assegurou. ( José Américo Castro/Dircom Prefeitura de Ipiaú).