Economia: Por um Novo Paradigma no Empreendedorismo Local

 

Alô, alô marciano. Aqui quem fala é da Terra… (Ipiaú-BA) ladeira abaixo, numa Rural 72, sem freio, rumo ao futuro. Segura aí, que lá vamos nós, entre muitos nós a serem desatados, entre outros a serem alinhavados via Políticas Públicas Perenes (verdadeiras PPP), costurando uma nova roupagem para uma festa que sequer temos convites ou fomos convidados. Quando ainda, temos muitas malas à carregar!

Iniciemos aqui o nosso voo panorâmico para melhor nos aproximar da necessária visão ao Macro Plano de Desenvolvimento Territorial Local, ao qual, o Agenda 2033 vem tratando, insistentemente, perante um certo grunhido de não especialistas, em meio a um silêncio público, de repercussão ensurdecedora.

(mais…)

Economia: Como ter em Ipiaú um sistema alternativo de transporte tipo Uber?

Com a persistência da crise Econômica Cacaueira, a renda per capta média dos ipiauenses, foi reduzida a 1/3 da média nacional. E portanto, precisamos mais que nunca de Inteligência Coletiva, na resolução de nossas demandas, preferencialmente com uso de novos arranjos racionalizados e soluções socioeconômicas sustentáveis, para começarmos a sair do buraco.  

Uma saída possível é o Empreendedorismo Social, baseado na ação individual do cidadão que pense, haja, incentive, pratique o compartilhamento e objetive resultados agregados, vantajosos a coletividade; desde que tenhamos a inteligência em deixar de lado as disputas individuais, relativistas, socioeconômicas menores.

(mais…)

Entrevista: Ivomar Schuler vice presidente do Movimento Federalista de Curitiba concede entrevista ao Ipiaú Online

A situação socioeconômica de Ipiaú registra índices abaixo da média nacional. Logo, temos que correr com nossas próprias pernas e achar nossos próprios caminhos para alcançarmos o pleno desenvolvimento, e para isto, fomos conversar com o Movimento Federalista de Curitiba. Para termos a Ipiaú que queremos lá em 2033, inevitavelmente teremos que tratar desta questão.

Imagine, mesmo o Brasil carregando o título mundial de país do futebol, duma coisa todos concordam: não seria salutar à organização economia-financeira do campeonato futebolístico brasileiro, concentrar 65% do dinheiro na mão da CBF, deixando as federações estaduais com 26% e os times de futebol com menos de 9% do dinheiro auferido. Seria pedir para ser roubado! O equivalente a esfregar dinheiro na cara dos facínoras.

(mais…)

Opinião: Qual a infraestrutura, vocação e nível de serviço da Educação, ideal para o desenvolvimento de Ipiaú?

Fonte: IBGE – Regressão do tipo e quantidade de matrículas em Ipiaú-BA 2005 a 2017.

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, o Censo Escolar da Educação Básica 2017. A pesquisa anual do INEP, revela a infraestrutura educacional do país, onde se contabiliza 184 mil escolas — sendo que a maior parte dela 113 mil, o que equivale a 2/3, é de responsabilidade dos governos municipais.

(mais…)

Comércio de Ipiaú clama por atenção

Prestem bem atenção no gráfico acima, que compreende o lapso temporal, separado por atividade econômica e porcentuais, nos anos de 1999 a 2015.

Perceba que em 2015 cerca de 50% da renda gerada em Ipiaú, vem do comércio/serviços. (IBGE classifica comércio e serviços tudo junto). Logo, metade da renda e portanto, dos empregos da cidade, dependem do desempenho do nosso comércio, alcançando o somatório de R$ 213,5milhões em 2015.

(mais…)


Agenda Ipiaú 2033: Reestruturação Econômica de Ipiaú – Polo Fruticultor e/ou Fábrica de Chocolates?

Ipiaú e região tem brigado com os números a décadas:

O Brasil, ou melhor, o sul da Bahia, já foi o maior produtor de cacau em amêndoa do mundo. E hoje, o Brasil não passa do 5°, atrás da Costa do Marfim, Gana, Indonésia e Nigéria. Em 1979/80, a produção brasileira de cacau ultrapassou as 356 mil toneladas… hoje, o sul da Bahia peleja na casa das 105 mil toneladas.

(mais…)

Agenda Ipiaú 2033: De onde virá o reequilíbrio econômico – financeiro de Ipiaú?

AINDA SOBRE A COLUNA: AGENDA IPIAÚ 2033

Primeiramente, reafirmamos os propósitos da nobre iniciativa de cunho social e ainda, informar a todos que a coluna intitulada: AGENDA IPIAÚ 2033, está de parabéns, por ter sido muito bem aceita além de ter recebido muito apoio e elogio de autoridades e ilustres personalidades da região, de Salvador, de Brasília e até do exterior, pela inteligente e desafiadora iniciativa do Ipiaú On Line (IOL). Inicialmente, através do arrojo e parceria de dois filhos de Ipiaú: do comunicador Celso Rommel e do urbanista Elson Andrade; que juntos, sem dúvida têm levado conteúdo e informações substanciais ao desenvolvimento socioeconômico de Ipiaú e região. É pois, quando o conteúdo se alia a boa comunicação social.

(mais…)

Agenda Ipiaú 2033: Municipalização do ITR é uma saída para o desenvolvimento rural de Ipiaú

Como bem sabemos, na economia capitalista não há almoço grátis. Se um não paga aqui por seu próprio custo,alguém pagará acolá. No ano de 2015, o governo federal arrecadou em Ipiaú, somente com receitas fiscais (via Darf – exceto INSS),cerca de R$ 14 milhões, ao passo que transferiu ao município R$ 61 milhões em igual período.Ora, se olharmos por este prisma pode-se concluir que Ipiaú é um peso a União em R$ 47 milhões por ano (fora o rombo ao INSS e o Bolsa Família). Atualmente, cerca de 90% das receitas que compõem o Orçamento Anual municipal (LOA), vêm de transferência inter governamentais, dos entes Federal e Estadual. Ignorar o problema, de certo modo é o mesmo que se fazer de morto, para ver se alguém o carregue. A primeira vista pode parecer esperteza nossa, fazer a refeição sem pagar na integra pelo que comemos.

(mais…)


Agenda Ipiaú 2033: Cristiano Almeida propõe município adotar moeda social

 

Agenda Ipiaú 2033: Bancos Sociais – Crenças para que te quero?

Em setembro de 2015, a Receita Federal do Brasil divulgou estudo que apontava, que se a CPMF fosse implantada para vigorar no ano exercício de 2016, com uma alíquota de 0,2% sobre todas as transações bancárias de pessoas físicas e empresas, a estimativa da arrecadação atingiria os R$ 32 bilhões no ano, aos cofres do governo federal.

(mais…)

Agenda Ipiaú 2033: Urbanista Charles Fernandes traz propostas para o Parque da Cidade

Urbanista Charles Fernandes propõe parque linear do Água Branca como elemento fundamental na estruturação da expansão urbana de Ipiaú. Confira:

É possível garantir agora um bom ordenamento do desenvolvimento urbano de Ipiaú para 2033? A resposta é: depende! Pois depende de partir de definições legais das áreas verdes e da preservação dos recursos hídricos hoje, para lá em 2033, Ipiaú poder colher os frutos do que plantar e zelar, ordenadamente ao longo das décadas.

A exemplo da minha cidade Indaiatuba, ao meu ver, uma pérola em desenvolvimento econômico e urbano,localizada na região metropolitana de Campinas, interior do estado de São Paulo; conseguimos a partir de muita luta e da promulgação de leis, que ainda em 2005, foram predefinidas Políticas Públicas Municipais, e desde então viemos implantando um grande parque municipal a partir de um projeto que não se encerra na iniciativas imediatistas de governos passageiros, mas sim, na sequência incremental ao longo das décadas, com foco na gestão dos recursos hídricos… que aliás, quem se interessar, poderá consultá-las no site:www.indaiatuba.sp.gov.br, onde poderá encontrar tais planos e projetos oficiais, com a devida mensuração e clareza necessária a fundamentação de um Plano dessa envergadura, abaixo resumido

(mais…)

Agenda Ipiaú 2033: Arquiteto e urbanista Elson Andrade comenta idéias para o centenário

Nesta feita, venho a público, reconhecer e aplaudir a inteligente e desafiadora iniciativa do Ipiaú On Line (IOL), através da pessoa do ilustre empresário, ipiauense, jornalista, radialista, músico, experiente e internacional visionário, Celso Rommel; que acaba de lançar a Coluna de Opinião Popular, intitulada: AGENDA IPIAÚ 2033.

A coluna tem por objetivo publicar periodicamente, artigos futuristas – socioeconômicos, organizacionais e culturais, a ser produzidos por diversos e ilustres cidadãos pensadores, influentes, de Ipiaú e região, sobre a cidade que queremos em 2033, quando Ipiaú completará 100 anos de sua emancipação política.

Os candidatos a apresentarem artigos deste naipe, deverão entrar em contato com a produção do IOL, através dos números de What´s App (73) 98864-3326 (Celso) ou 98898-3064 (Noel). Também podem enviar e-mails para [email protected] ou através da página do Facebook: https://www.facebook.com/siteipiauonline/

(mais…)

Ipiaú Agenda 100 anos: Que cidade queremos para 2033?

O IPIAÚ ON LINE inicia esta semana uma série de reportagens visando debater o futuro da Terra de Rio Novo, a cidade polo da região que tem na sua base o desejo pelo desenvolvimento frustrado por várias crises, desde a cacaueira até a decepção com o ciclo do minério.

O tempo passa. Para quem tem meia idade a inauguração da Praça do Cinquentenário ainda está na memória. Acontece que já estamos completando este ano 85 anos de emancipação política. Ou seja: em 16 anos estaremos chegando ao centenário de Ipiaú, em 2033.

Quem ama sua terra quer ver o progresso chegando para evitar o crescimento da criminalidade; gerando empregos de qualidade visando que nossos filhos não tenham que migrar para os grandes centros, aumentando a renda com novos investimentos e assim trazendo a qualidade de vida tão sonhada.

Esse objetivo requer planejamento. Por não ter sido feito esse planejamento na formação da cidade é que hoje convivemos com ruas estreitas no centro, onde o trânsito e estacionamento de veículos se tornaram problemas de difícil solução. A geração que abriu essas ruas não pensou que teríamos no futuro um tráfego tão intenso. O erro se repete. Sem planejamento continuamos fazendo bairros onde as casas chegaram antes do esgotamento sanitário ou mesmo da iluminação pública.

Registro da Praça Rui Barbosa, no centro da cidade, nos idos dos anos 30

Continuando assim, a tendência é termos no centenário de Ipiaú um aumento da pobreza, da marginalidade e do subemprego.

Existem saídas que dependem de soluções administrativas, que só podem ser atingidas se desvinculadas de partidos ou grupos políticos. Os futuros prefeitos ou prefeitas precisarão ter o compromisso da continuidade das obras e projetos, gestão após gestão, já que as grandes obras não ficam prontas em quatro anos.

Para ajudar essa reflexão, estamos convidando a comunidade ipiauense, especialmente seus pensadores, a nos enviar idéias. Que Ipiaú queremos para 2033 e o que é necessário para que esse desejo de uma vida melhor se torne realidade?

Celso Rommel