Câmara Federal debate nesta terça feira nova praga que ameaça o cacau

Por solicitação da deputada Lídice da Mata, a Câmara Federal debate amanhã o controle de pragas da lavoura de cacau, tido como assunto de emergência devido à descoberta de um foco recente de uma doença potencialmente devastadora.

A audiência pública com o tema ‘controle fitossanitário da monilíase do cacaueiro’ terá transmissão ao vivo pelo site da casa legislativa, a partir das 14h, interessando a produtores de 83 municípios baianos, representados por prefeitos e secretários.

A praga foi descoberta no município de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, e confirmada por análise realizada pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de Goiânia.

– O foco detectado se encontra ainda distante das principais regiões produtoras, mas devido ao seu potencial de danos às culturas, é de fundamental importância que sejam executadas ações de monitoramento e notificação imediata de quaisquer suspeitas de ocorrência da praga nas demais regiões do País às autoridades fitossanitárias – afirmou a deputada Lídice da Mata.

O Brasil é considerado zona livre da monilíase, mas terá agora de dizimar plantações contaminadas, a fim de evitar a expansão do fungo detectado em julho, com focos confirmados em municípios do interior acreano.

O fungo, denominado Moniliophthora roreri, infecta os frutos em qualquer fase de desenvolvimento e em determinadas condições, sua ação pode causar perdas de até 100% da produção.

Apesar de sua ocorrência ter sido registrada em um estado distante, a monilíase tem alto poder de disseminação, daí a importância da união de produtores e gestores públicos com o objetivo de impedir sua expansão pelo território brasileiro.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *