Cacau passado, presente e futuro

Conquanto esteja no meu quinto mandato parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, meu DNA é de cacauicultor, sou neto, filho e produtor de Cacau. Iniciaremos aqui na ALBA uma jornada em prol da lavoura, e de toda a cadeia produtiva do cacau, e na condição de Deputado Vice-Presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa propus a realização nesta terça-feira dia 03 de setembro, de uma audiência pública objetivando a discussão sobre a cadeia produtiva do
Cacau.

​O evento será realizado em parceria com a FAEB – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia, e contará com a presença do Secretário Estadual de Agricultura Lucas Costa, dos Produtores, dos sindicatos rurais das cidades produtoras de Cacau, das associações e instituições voltadas para a lavoura cacaueira, da CEPLAC, pelo representante da ADAB, e dos Prefeitos e Secretários Municipais das Cidades que compreendem a Região Cacaueira .

​É fato público, conhecido por todos, que desde o advento do surgimento em nosso Estado da praga da Vassoura de bruxa, que a lavoura cacaueira vem combalida, com grave repercussão social na economia das cidades e no aumento do desemprego na Região Cacaueira.

​Paralelamente ao desemprego em massa, ocorreu o excessivo endividamento dos produtores de cacau que, seguindo a orientação dos órgãos técnicos à época, tomaram empréstimos financeiros no intuito de debelar a praga, com técnicas que se provaram ineficientes.

​ E para a discussão de tal problemática, convidamos o superintendente da SUDECO, Dr. Nelson Vieira Fraga Filho, que com larga experiência em negociações de dívidas de setores agrícolas, apresentará aos Produtores propostas concretas para a solução do endividamento.

​Quanto aos novos rumos da lavoura cacaueira, não podemos deixar de ressaltar as novas alternativas de mercado como a produção de chocolate gourmet, o mel de cacau, a geleia de cacau e outros derivados.

​Discutiremos ainda a expansão da lavoura cacaueira para outras Regiões do Estado, como a Chapada Diamantina e a Região Oeste, que com prática da irrigação das plantas, já conseguem surpreender com excelente nível de produtividade.

​Por fim, é importante ressaltar a participação da Deputada Jusmari Oliveira, Presidente da Comissão de Agricultura da ALBA, e de todos dos demais Deputados que compõem a Comissão.

​Convidamos a todos para que compareçam a Audiência Pública que se realizará no dia 03 de setembro às 9:00h, na Sala da Comissão de Agricultura na Assembleia Legislativa da Bahia.

Sandro Régis

Deputado estadual