Brasil leva triplo do tempo da Argentina para vacinar 15% das crianças contra Covid

Foto: Agência Brasil

A marca de 15% das crianças vacinadas com a primeira dose contra a Covid, valorizada na terça-feira (8) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na verdade evidencia o ritmo lento de uma campanha muito aquém da capacidade do PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Análise da reportagem da Folha de S.Paulo mostra que o país demorou 23 dias para alcançar essa cobertura, no último fim de semana. Foi quase o triplo do tempo gasto por Canadá, Austrália, Argentina e Uruguai (8 a 9 dias), de acordo com os dados oficiais.

O levantamento aponta o Brasil como um dos últimos colocados no ranking proporcional dentre dez nações que disponibilizam o detalhamento por data e idade –Alemanha, EUA, França, Chile e Itália, além dos já citados.