Bolsonaro solicita informações à PF e prepara contra-ataque a Moro

Um ofício solicitando relatórios de produtividade da Polícia federal em cada estado foi enviado pelo presidente Jair Bolsonaro à corporação nesta segunda-feira (11). O pedido, que saiu do gabinete da Presidência, é inédito, diz a Folha. No órgão, a interpretação é que o presidente procura dados para tentar justificar suas investigas contra a PF.

O presidente é alvo de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF), que apura as acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, segundo o qual Bolsonaro vem há um certo tempo tentando intervir nas ações da PF.

O vídeo de uma reunião ministerial realizada no dia 22 de abril, sugere que o presidente teria afirmado mudança no comando da força de segurança em proteção aos filhos e aliados.

A avaliação de delegados é que Bolsonaro vai usar o dado para atacar Moro e a gestão fluminense, na tentativa de afastar a acusação de que tem motivos particulares para a troca. Além disso, acreditam que os relatórios também poderão ser utilizados para justificar possíveis pedidos de novas trocas, diz a reportagem.

Um dos primeiro atos no nove diretor-geral da PF, Rolando de Souza, foi a troca do superintendente do Rio de Janeiro, que atenderia uma vontade de Bolsonaro.