Bolsonaro decide demitir secretário de Cultura após fala nazista

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) decidiu demitir o secretário de Cultura, Roberto Alvim, após referências ao nazismo em um pronunciamento divulgado nas redes sociais. A informação foi divulgada pelo jornal Estado de S. Paulo. Auxiliares próximos de Bolsonaro apontaram que a situação de Alvim ficou “insustentável”.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, já foi comunicado da decisão. No discurso, o secretário copia uma citação do ministro de propaganda da Alemanha nazista, Joseph Goebbels. O vídeo foi repudiado por conta da estética nazista, que ainda integra uma canção que faz parte de uma das óperas admiradas por Adolf Hitler.

Metro1