BH tem recorde de 92% na taxa de ocupação de UTIs da Covid

Belo Horizonte tem novo recorde na taxa de ocupação de leitos de UTI específicos para Covid-19: 92%. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (8), mas se refere à véspera. No domingo (5) e na segunda-feira (6), a taxa de ocupação estava em 91%. Com informações do portal G1

Dos 1.025 leitos de terapia intensiva na capital mineira, 360 são para pacientes com Covid-19. Entre domingo e segunda, houve criação de 25 unidades, mas, mesmo assim, as taxas não diminuíram, nem mesmo de ocupação geral, que chegou a 88%.

No caso de leitos de enfermaria, houve criação de 63 unidades, totalizando 4.600, sendo 979 para pacientes com sintomas respiratórios. A taxa de ocupação geral está em 67% e para pacientes com sintomas de Covid-19, chegou a 76%.

Ocupação de leitos em MG
Nesta quarta-feira (8), a ocupação de leitos em UTIs e de enfermaria em Minas Gerais está em 68%. A metodologia que determinava o índice mudou nesta semana. O secretário afirmou que o procedimento anterior não era confiável porque se baseava no número de guias de internação que entravam no sistema da Prodemge. O problema, segundo ele, era que muitos gestores acabavam não registrando a alta ou mudança do paciente para outro tipo de leito.