Baiano está entre mortos após operação policial em Paraisópolis

O baiano Mateus dos Santos Costa, de 23 anos, foi um dos nove jovens que morreram pisoteados após uma ação da Polícia Militar em um baile funk em São Paulo no domingo (1º).

Mateus era vendedor de produtos de limpeza e morava em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Segundo a família do jovem, ele gostava de ir para os bailes de Paraisópolis às vezes para se divertir.

A festa reunia cerca de cinco mil pessoas, quando os policiais chegaram em uma perseguição, de acordo com relato da corporação, e encurralaram os frequentadores.

“Ele vendia produto de limpeza em caminhão, pagava o aluguel da casinha dele e volta e meia ia ver a gente ou a gente ia lá ver ele. Era um menino tranquilo, se fosse menino errado eu não ia negar”, afirmou ao jornal Agora a cunhada de Mateus, Sílvia Ferreira Gonçalvez.

O corpo de Mateus será encaminhado para sepultamente na cidade de Maracás, interior da Bahia, onde os pais dele moram.

O rapaz se mudou da Bahia para São Paulo há cerca de cinco anos melhores oportunidades. “O que a polícia fez foi errado. Não é assim que tem que entrar nos lugares. A irmã dele está grávida e a mãe dele é cadeirante”, diz a cunhada.

Metro 1



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *