Arroz tem aumento de 100% e setor diz que preço deve continuar em alta

O arroz disparou nos supermercados brasileiros, sobretudo nas últimas semanas. Um pacote de cinco quilos, normalmente vendido a cerca de R$ 15, chega a custar R$ 40 na gôndola. Um levantamento feito pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade de São Paulo (USP), mostrou que a alta do arroz chega a 100% em 12 meses.

Produtores e especialistas dizem que os preços devem continuar subindo nos próximos meses. O principal motivo da alta de preços do arroz é a desvalorização do real em relação ao dólar, que atualemente está custando R$ 5,37. Isso faz com que muitos produtores prefiram exportar, ganhando em dólar, a vender arroz no mercado interno. As informações são do portal UOL.

As exportações de arroz beneficiado saltaram 260% entre março e julho deste ano, para 300 mil toneladas. Para piorar, também houve redução de 59% nas importações do produto no período, para 48,3 mil toneladas.

Na última semana, Jair Bolsonaro chegou a pedir ‘patriotismo’ a donos de supermercados para tentar reduzir preço da cesta básica. O presidente afirmou que o aumento nos preços se deu porque a população recebeu o dinheiro do auxílio emergencial. “O pessoal começou a gastar um pouco mais, muito papel na praça, a inflação vem”.