Após seguidas reuniões, ACM Neto sobe o tom contra Bolsonaro: ‘Desrespeita milhares’

O prefeito de Salvador, ACM Neto, presidente nacional do Democratas, voltou a criticar de forma mais dura o presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (1º), em coletiva de imprensa, ao ser questionado sobre o novo apoio dado pelo presidente a atos antidemocráticos neste final de semana. O gestor apresentava a continuidade de medidas restritivas e a ampliação de parte delas em algumas regiões da capital baiana.

Neto destacou que Bolsonaro participou da manifestação deste domingo “andando de cavalo”. “Infelizmente é um desrespeito aos milhares de mortos do Brasil, que caminha para ser talvez o segundo país no mundo com o maior número de óbitos confirmados [de Covid-19]”, disse o prefeito.

As novas críticas de ACM Neto acontecem após seguidas reuniões do prefeito com o presidente, todas no Palácio do Planalto. A última foi há 10 dias, em encontro que estava fora da agenda prévia do presidente. Fora este, já foram três conversas presenciais.

A conduta aponta para uma relação de “amor e ódio” envolvendo o líder do DEM e o presidente da República. Nas redes sociais, por exemplo, o prefeito de Salvador é um dos principais alvos, todos os dias, dos seguidores de Bolsonaro.

“Se por um lado a gente está aqui tentando proteger a vida das pessoas, adotando medidas duras, tudo isso fica mais visível ao ver o presidente adotando esse tipo de postura, desconsiderando recomendações da OMS”, acrescentou ACM Neto, lembrando que Bolsonaro já “minimizou” a Covid-19 e a chamou de “gripezinha”.

BN