Após manchas de óleo, pesca de camarão e lagosta será proibida em regiões da Bahia

A pesca de camarão e lagosta, chamados de “defeso”, será proibida em algumas regiões da Bahia, Pernambuco, Alagoas, Piauí e Ceará.

Conforme o G1, a medida foi anunciada hoje (29), em instrução normativa publicada pelo governo federal, devido à provável “contaminação química” por conta das manchas que atingem o litoral nordestino.

A determinação prevê, de forma excepcional, períodos adicionais de restrições ao pescado.

Confira abaixo o detalhamento das restrições:

De 1º a 30 de novembro de 2019:

pesca das lagostas vermelha (Panulirus argus) e verde (P. Laevicauda);
pesca de arrasto e a pesca artesanal de camarões rosa (Farfantepenaeus subtilis e Farfantepenaeus brasiliensis), branco (Litopenaeus schmitti) e sete-barbas (Xiphopenaeus kroyeri)
na divisa dos estados de Pernambuco e Alagoas
na divisa dos municípios de Mata de São João e Camaçari, na Bahia
De 1º de novembro a 31 de dezembro do ano de 2019:

pesca de camarões rosa (Farfantepenaeus subtilis e Farfantepenaeus brasiliensis), branco (Litopenaeus schmitti) e sete-barbas (Xiphopenaeus kroyeri);
na divisa dos estados do Piauí e Ceará;
na divisa dos estados da Bahia e Espírito Santo;

Metro 1