Anvisa interrompe Brasil x Argentina por causa da presença ilegal dos jogadores argentinos no país

 

Foto: Reprodução TV Globo

A seleção argentina deixou o gramado nos primeiros minutos do 1º tempo do duelo contra o Brasil na Arena Corinthians, em partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O goleiro Emiliano Martinez, os meia Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero estariam violando as regras sanitárias do país por não terem cumprido a quarentena obrigatória.

Com isso, agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que recomendou a deportação do quarteto, tentaram entrar em campo. O clima de confusão impediu a continuidade do jogo, que foi paralisado pelo árbitro.

Anvisa determina que quatro jogadores argentinos sejam deportados do Brasil
“Comungo completamente dessa sensação completamente complicada. Esses jogadores são 4 jogadores ao chegarem em território nacional apresentam documento e esse documento estava consignado que eles não passaram por 4 países”, afirmou, em entrevista ao vivo para a Rede Globo, Antônio Barra Torres, Diretor-presidente da Anvisa.

Torres ainda explicou que, após contatada a presença dos jogadores argentinos no Reino Unido, país que se encontra em zona restrita, junto de África do Sul e Índia, a Anvisa recomendou a quarentena e deportação dos jogadores. A Polícia Federal chegou a comparecer à concentração argentina, mas não obteve sucesso em buscar os atletas, já que a delegação argentina teria “se fechado” para as autoridades.

Metrópoles