Acusado de matar mulher em Conquista e filmar o crime é morto pela PM

O principal suspeito de executar uma mulher e filmar o crime em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, foi morto na noite do domingo (14) pela Polícia Militar em Barra do Choça.

Micael Ferreira Bittencourt, de 19 anos, era investigado pelo homicídio de Wellen Karine Soares Silva, 22 anos, morta enquanto caminhava por uma rua de Conquista no último dia 30. Imagens mostraram dois homens em uma moto e se aproximando da jovem, que foi morta com 20 tiros. Filmagens do momento foram parar nas redes sociais.

Segundo a Polícia Militar, equipes da 79ª Companhia Independente de Polícia MIlitar (CIPM) faziam rondas no bairro de Cidade Jardim, em Barra do Choça, quando foram informadas de que dois homens estavam andando ostentando armas na Rua Augusto Lopes.

Os PMs foram até o local indicado para abordar os suspeitos, mas houve reação quando eles notaram a chegada, segundo os policiais. Houve troca de tiros e os dois suspeitos foram baleados. Socorridos ao Hospital Municipal da cidade, os dois acabaram morrendo.

Foram apreendidos com a dupla dois revólveres de calibre 38; um tablete e 155 papelotes de maconha e dois veículos com restrição de roubo, sendo um carro e uma motocicleta. O material apreendido foi apresentado à delegacia local.

Crime
Uma jovem de 22 anos foi morta a tiros no sábado (30) em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Os bandidos filmaram a ação criminosa e vídeos do momento circulam nas redes sociais. O crime aconteceu durante o dia.

Wellen Karine Soares Silva foi morta na Rua Olavo Bilac, no bairro São Vicente. Segundo a Polícia Militar, uma equipe da 77ª Companhia Independente (CIPM) foi até o local, mas já encontrou a jovem sem vida.

Nas imagens disseminadas pelos criminosos, é possível ver quando Wellen caminha pela rua. Os dois bandidos chegam perto dela de moto. Um deles atira várias vezes, enquanto o outro filma tudo. Wellen chega a correr, mas cai no chão pouco à frente.

Nesse momento, o bandido se aproxima da jovem caída e atira de perto contra ela mais 12 vezes. No total, foram 16 disparos. Eles fogem em seguida. Ambos usavam capacete.

O crime é investigado pela Polícia Civil.

Correio