Feira de Santana: Estudantes são baleados na frente de escola

Dois estudantes foram baleados na frente de uma escola em Feira de Santana. Uma terceira pessoa que estava no local também foi baleada. Segundo o Acorda Cidade, o fato ocorreu no final da tarde desta quarta-feira (21) defronte ao Colégio Estadual Edith Machado Boaventura, que fica na Rua Primavera, no bairro Pampalona.

A suspeita é que dois homens a bordo de uma motocicleta passaram pelo local e atiraram. Os estudantes foram socorridos pelo Samu e levados para o Hospital Estadual da Criança (HEC). A terceira pessoa foi levada para a policlínica do bairro George Américo. Não há mais informações sobre o estado das vítimas.

Voz da Bahia

“Tô bem vivo”, diz Zeca Pagodinho após fake news sobre sua morte

Uma notícia falsa de que Zeca Pagodinho teria sofrido um infarto e morrido tomou conta das redes sociais, nesta quinta-feira. Um banner com a foto do sambista e a logo da Rede Globo está sendo compartilhado por internautas em grupos de WhatsApp e Facebook.

A imagem vem acompanhada de um texto em tom alarmista, típico de notícias falsas, e declara “luto nacional”. “Bomba na musica nacional! O cantor Zeca Pagodinho passa mal durante show agora há pouco e não resiste a infarto fulminante. O show era realizado na cidade de Rio das Ostras/RJ. Fãs Gravaram o momento que ele passa mal e cai durante o show”, diz um trecho do boato. Já na imagem vem escrito: “22/08/2019 – 60 anos – Vai dom Deus, Zeca”

Após a repercussão do caso, o sambista gravou um vídeo esclarecendo a situação. “Tem gente que não tem o que fazer e fica inventando história com o nome dos outros, ao invés de tá trabalhando, tá fazendo música. Enfim, fazendo coisa boa… fica aí matando os outros. Então quero dizer que tô bem vivo”, declarou ele.

Isto É


MPF dá 10 dias para governo explicar censura na Ancine

O Ministério Público Federal abriu inquérito para apurar o veto do presidente Jair Bolsonaro a projetos audiovisuais com temática LGBT em edital publicado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine).

De acordo com a Veja, os procuradores expediram ofícios ao Ministério da Cidadania e à Ancine, requisitando informações, em até dez dias, sobre a suspensão do edital, assim como sobre a decisão de não aprovar projetos audiovisuais relacionados a temáticas LGBT.

Bolsonaro vetou nominalmente três produções com a temática gay selecionadas no edital publicado em março de 2018. O processo de seleção, que já se encontrava em sua fase final, foi suspenso por ato do Ministério da Cidadania.

Metro 1

“Se não posso trocar o superintendente da PF, troco o diretor-geral”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a defender nesta quinta-feira (22) seu direito de intervir na Polícia Federal e disse que, se não puder trocar um superintendente do órgão, pode mudar o diretor-geral. “Agora há uma onda terrível sobre superintendência. Onze [superintendentes] foram trocados e ninguém falou nada. Sugiro o cara de um estado para ir para lá: ‘Está interferindo’. Espera aí. Se eu não posso trocar o superintendente, eu vou trocar o diretor-geral”, afirmou. A declaração foi feita na saída do Palácio da Alvorada, ao ser questionado se ele pretendia retirar Maurício Valeixo da diretoria-geral da PF.

“Se eu trocar hoje, qual o problema? Está na lei que eu que indico e não o Sergio Moro. E ponto final”, afirmou, em mais um atrito público com o ex-juiz federal e hoje ministro da Justiça. Os atritos entre Bolsonaro e a PF rementem à semana passada. O presidente pegou a corporação de surpresa ao dizer espontaneamente em entrevista que Ricardo Saadi, superintendente da PF no Rio, seria trocado por questões de gestão e produtividade. A corporação logo reagiu e divulgou uma nota negando que a mudança tivesse a ver com a conduta do superintendente. A partir disso, Bolsonaro passou a repetir que as mudanças precisam passar por sua análise para que ele, por exemplo, não seja um “presidente banana”.

(mais…)

Barra do Rocha: Governador entrega obras de abastecimento de água e urbanização nesta sexta

Nesta sexta-feira (dia 23), às 9h, o governador Rui Costa estará em Barra do Rocha, onde participa das comemorações do aniversário de 58 anos de emancipação do município e entrega obras para a população. Rui vai inaugurar a requalificação da Praça de Eventos, da Praça João Pessoa e da Rua de Cima, além da pavimentação de ruas do Bairro Aloísio Galvão e dos sistemas simplificados de água das localidades de Paz e Amor e de Olhos D’Água.

Também serão entregues 111 certificados do CAR (Cadastro Ambiental Rural) e 40 mil alevinos de tilápia. Antes de voltar a Salvador, Rui visita o Colégio Estadual Antônio Mota Bitencourt.


PF caça 21 por fraudes a licitações e desvios de R$ 100 mi no Porto de Santos

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta, 22, a Operação Círculo Vicioso, segunda fase da Operação Tritão, para desarticular um grupo que fraudava licitações e contratos públicos na Companhia Docas do Estado de São Paulo. Segundo a PF, o esquema causou prejuízo de mais de R$ 100 milhões à empresa. Agentes cumprem 21 mandados de prisão temporária e 24 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo/SP, Santos/SP, Guarujá/SP, Ilha Bela/SP, Bragança Paulista/SP, Serra Negra/SP, Duque de Caxias/RJ e Fortaleza/CE. As ordens foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal de Santos.

A ação tem apoio da Controladoria Geral da União e do Ministério Público Federal. A Polícia Federal indicou que, com base em provas obtidas durante a Operação Tritão, colaborações premiadas e informações de membros da atual Diretoria da CODESP, conseguiu comprovar as fraudes inicialmente investigadas pela primeira fase da operação, desencadeada em outubro de 2018. Segundo a corporação, foram identificadas ainda outras fraudes que continuaram sendo executadas mesmo após a prisão de alguns membros da organização criminosa. Os investigados podem responder pelos crimes de organização criminosa, associação criminosa, fraude a licitações e corrupção ativa e passiva, indicou a PF.

Câmara aprova projeto que amplia posse de arma em propriedade rural


O Plenário da Câmara aprovou na noite da quarta-feira (21), por 320 votos a 61, o Projeto de Lei 3.715/19, que autoriza a posse de arma em toda a extensão de uma propriedade rural. A medida garante ao dono de uma fazenda, por exemplo, o direito de andar com uma arma de fogo em qualquer parte de sua propriedade. Atualmente, a posse só é permitida na sede.

Durante a votação, os deputados rejeitaram uma emenda que permitiria incluir no projeto de lei um dispositivo que alteraria o Estatuto do Desarmamento para garantir porte de arma ao proprietário rural.

A segurança no campo foi o elemento central durante as discussões do projeto da proposta. Os defensores da proposta argumentaram que os agricultores precisam ter condições de se defender da criminalidade, enquanto os que se posicionavam contra o PL diziam que a medida poderia agravar a violência no campo.

(mais…)

Doria diz que ‘PSDB escolheu lado errado’ após decisão de manter Aécio no partido


O governador de São Paulo, João Doria, afirmou, na noite de ontem (21), que a decisão de manter Aécio Neves no PSDB não foi correta e lamentou a escolha.

“O PSDB escolheu o lado errado. Lamento a decisão da maioria dos membros da Executiva que votou a favor da manutenção de Aécio Neves na legenda. Respeito a votação, mas ela não reflete o sentimento da opinião pública brasileira”, escreveu ele no Twitter.

Após os diretórios estadual e municipal enviarem pedido de expulsão de Aécio, a Executiva Nacional da sigla se reuniu ontem e decidiu pela permanência do deputado federal.

Operação desarticula esquema que sonegou R$ 25 milhões em ICMS na Bahia

Um mandado de prisão e nove de busca e apreensão foram cumpridos, nesta quinta-feira (22), em Salvador, Itaparica e Lauro de Freitas pela Operação Pé de Coelho. A ação busca desarticular um esquema de sonegação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no setor atacadista de alimentos que causou prejuízo de R$ 25 milhões aos cofres estaduais. A Força-tarefa reúne a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), através da Polícia Civil, a Secretaria da Fazenda e o Ministério Público da Bahia (MP-BA).

As investigações foram iniciadas a partir da constatação do elevado grau de sonegação fiscal praticado pelas empresas HJ Distribuidora e Pier Marin Distribuidora. A Força-Tarefa constatou o uso de laranjas na composição dos quadros societários das empresas, e ainda lavagem de dinheiro e outros crimes correlatos, cometidos com a intenção de burlar o fisco estadual.

(mais…)