Representação de Jequié na ALBA caminha para acirrada disputa; Zé Cocá é um dos favoritos


Euclides, Roberto, Gondim, Gilvan e Zé Cocá são postulantes a uma das cadeiras na ALBA
Euclides, Roberto, Gondim, Gilvan e Zé Cocá são postulantes a uma das cadeiras na ALBA

Com as presenças asseguradas na disputa, por parte dos deputados Euclides Fernandes (PDT) que busca a reeleição para um quarto mandato e, o deputado federal Roberto Britto (PP), que já anunciou concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa estadual em 2018, o pleito do próximo ano promete ser dos mais acirrados dos últimos anos, em termos de luta por vagas no legislativo baiano, em se tratando do município de Jequié e região do seu entorno. Enquanto o deputado estadual Leur Lomanto Júnior (PMDB), já deixa clara a decisão de não mais concorrer à Assembleia Estadual, com pretensões na Câmara, Senado ou vice-governadoria, surge com ligação direta na gestão do prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), dois nomes para a disputa: o do professor e Secretário de Educação Roberto Gondim e o do vereador Soldado Gilvan Santana (PPS), que exerce a liderança da bancada da base do executivo na Câmara Municipal de Jequié.

Nesse contexto de pré-candidaturas para o deputado estadual com base eleitoral em Jequié e região, também se coloca como nome de influência, o do jequieense Zenildo Brandão, “Zé Cocá” (PP), ex-prefeito de Lafaiete Coutinho, tem a seu favor a boa relação com o governo estadual e o trabalho no Consórcio Interfederativo, que o aproximou de vários municípios. O PSOL também poderá apresentar como candidato o professor Marcos Ferreira, caso a postulação não volte a ser pela Câmara Federal, enquanto o PV que nas últimas eleições estaduais teve candidato próprio, ainda não se posicionou em relação a disputa de uma das cadeiras da ALBA em 2018. Uma pulverização da votação loco-regional que poderá trazer consequências não muito satisfatórias para alguns desses projetos.

Jequié Repórter