Região: Integrantes do MST bloquearam  a BR-330 entre Ipiaú e Jitaúna

Madeiras e pneus foram incendiados interditando a BR. (Fotos reprodução WhatApp)

Integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) bloquearam  a BR-330 (rodovia federal) na manhã desta sexta-feira (06), no trecho entre as cidades de Ipiaú e Jitaúna.

As manifestações fazem parte de uma série de protestos que o MST está realizando em defesa do ex-presidente Lula, que foi julgado e condenado nesta quarta-feira (03) pelo STF (Supremo Tribunal Federal), em Brasília.

Passageiros de ônibus e veículos de passeio tiveram a viagem interrompida pelo protesto.

Para fechar as estradas, as manifestantes queimaram pneus e pedaços de madeira, impedindo o trânsito de veículos.

“São todos atos pacíficos em defesa da democracia e do direito de Lula não ser preso”, afirmou um dos integrantes do protesto no local.

Alunos tiveram que ser conduzidos a pé pelo acostamento da rodovia para chegarem à escola.

Com este protesto, muitos motoristas e passageiros dividiam opiniões diversas e divergentes quanto ao protesto. Uns apoiavam a manifestação popular, enquanto outros bastante exaltados iam contra a iniciativa, por prejudicar pessoas que tinham compromissos e horários a ser cumpridos.

Agentes da Cipe Central, Polícia Rodoviária Federal e Bombeiros estão no local em negociação para a liberação da rodovia e também para evitar que o calor dos ânimos faça com que o protesto tome outros rumos mais violentos.

Lula foi julgado em segunda instância seis meses após ter sido condenado pelo Juiz Sergio Moro a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do Triplex do Guarujá.

Foram interrompidas as principais rodovias da Bahia, dentre elas a BR-101 e a BR-116, que cortam o Estado de norte a sul.

Em tempo, por volta das 14h a rodovia foi liberada e os motoristas puderam seguir suas viagens.

Ipiaú Online