Número de mortes por conta da H1N1 sobe para 27 na Bahia; 209 casos foram registrados

O número de mortos por conta da gripe H1N1 subiu para 27, de acordo com informações da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), divulgado nesta quarta-feira (27). Os dados são referentes até o dia 23 de junho. No último boletim divulgado pelo órgão, eram 26 mortes, com casos contabilizados até o dia 16 de junho.

Segundo os dados da Sesab, o número de casos confirmados de H1N1 na Bahia passou de 199 para 206. A última morte foi registrada na cidade de Morro do Chapéu.

Conforme a Secretaria de Saúde do Estado, até o dia 23 de junho, houve um aumento de 29 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com isso o número passa para 1.326, com 107 óbitos. Dentre esses casos, 277 foram confirmados para influenza (gripe).

Os casos confirmados de H1N1, até 23 de junho, ocorreram em 51 municípios. Os óbitos foram registrados em 15 deles: Salvador (13); Apuarema (1); Camaçari (1); Feira de Santana (1); Irará (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (1); Monte Santo (1); Morro do Chapéu (1); Retirolândia (1); Saúde (1); Sapeaçu (1); Serrinha (1); Uruçuca (1) e Vitória da Conquista (1).

A faixa etária de maior ocorrência ficou os maiores de 60 anos e entre os menores de cinco anos, sendo que 59,25% dos óbitos ocorreram nesses grupos, conforme a Sesab.

Vacinação
A campanha de vacinação contra a gripe terminou no dia 21 de junho, em Salvador. No entanto, as 130 mil doses remancescentes continuam disponíveis nos postos de saúde da capital e o público-alvo foi ampliado, dando direito a crianças de 5 a 9 anos de idade e adultos de 50 a 59 anos serem imunizados também.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), durante a campanha de vacinação, iniciada em 23 de abril, mais de 541 mil pessoas foram vacinadas na cidade. Com isso, o município atingiu a meta de imunizar pelo menos 90% do público-alvo.

G1