Japumirim: Família reafirma que jovem Alex Silva não faleceu de H1N1

Diferente do que informamos a princípio, o comerciário Alex Silva, de 38 anos, falecido no final da tarde de quarta feira (11) em Jequié, vítima de problemas respiratórios, não teria sido vítima da gripe H1N1, vírus que tem gerado grande preocupação neste início de outuno em toda a Bahia, com vários casos registrados.

Presente ao velório, na Igreja de Santo Antônio, em Japumirim, a reportagem do IPIAÚ ONLINE esteve conversando com familiares que mostraram laudos médicos onde não constam a ocorrência da referida doença.

A informação chegou a circular como suspeita entre profissionais de saúde que atenderam ao rapaz. Foi postada e, em seguida, retificada a informação.

Em contato com a Diretoria Regional de Saúde, o IPIAÚ ONLINE foi informado de que exames foram encaminhados para o Laboratório Central de Salvador nesta quinta (12) para que, num prazo de cinco dias, um laudo definitivo sobre o caso seja publicado.

Ipiaú Online