Itabuna: Caso confirmado de Gripe H1N1

 

A Gripe H1N1 atinge Itabuna com caso confirmado de um homem não identificado, de 58 anos, internado desde 30 de abril no Hospital Calixto Midlej Filho. Ele continua em UTI, mas sua situação é estável. Segundo a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), até o dia 5, o estado registrou 687 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Destes casos, 54 resultaram na morte do paciente e 116 foram confirmados como de Influenza, sendo 100 pelo subtipo A H1N1, que foi responsável por 15 óbitos. Os números são muito maiores que os do ano passado, quando a Bahia teve 200 casos e 18 mortes, nenhuma por Influenza.

Hoje existem casos de A H1N1 em 22 municípios e mortes em 6. Salvador registra o maior número de casos e óbitos (10) desde janeiro até o início de maio. As outras mortes ocorreram em Camaçari, Lauro de Freitas, Retirolândia, Saúde e Serrinha.

A Sesab informou que a faixa etária de maior ocorrência foi entre as crianças menores de cinco anos e adultos maiores de 60 anos. Os dados confirmam que 66,6% das mortes ocorreram nesse grupo de pessoas que apresentaram os sintomas da doença.

A gripe H1N1

A gripe H1N1 é uma infecção do trato respiratório, incluindo nariz, garganta, bronquios e pulmão. O H1N1flu é causado pelo novo vírus H1N1 e é altamente contagioso. Os efeitos podem variar de leve a grave, dependendo de fatores individuais, como idade e estado de saúde.

A gripe H1N1 se espalha quando o infectado fala, tosse ou espirra. Também ao tocar uma pessoa ou superfície contaminada, como um copo ou maçaneta da porta. A gripe H1N1 é muito mais contagiosa em seres humanos do que outros tipos.

Os sintomas da gripe H1N1 podem variar, mas incluem diarreia, vômitos, calafrios, febre, espirros, dores no corpo, dor de cabeça, fadiga, dor de garganta e tosse. As pessoas com maior risco de contrair a doença são crianças, jovens adultos e profissionais de saúde.

Vacinação

O Ministério das Saúde continua promovendo a vacinação contra a gripe em todo o país, incluindo Itabuna e Ilhéus. A vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações e até mesmo mortes.

A baixa adesão à campanha de vacinação contra a gripe preocupa por conta do crescimento da doença na Bahia. A meta é imunizar 90% do público-alvo, porém ele não está comparecendo. Só 13,3% das crianças e 26,1% dos idosos foram vacinados até esta semana.

A Região