Energia pode ter um aumento de 15%

650x375_coelba-energia-tarifa_1510695

Prepara seu bolso. Mais aumentos estão vindo por ai. A Agência Nacional de Energia Elétrica propôs na terça-feira aumentos médios de mais de 13% para as tarifas de energia dos consumidores da Bahia, Sergipe e Rio Grande do Norte.

Segundo a proposta da Aneel, as tarifas de energia da Coelba devem ter reajuste médio de 15,01%. Para os consumidores residenciais, o reajuste médio proposto é de 15,48%. Já para a indústria atendida pela distribuidora, 13,88%.

A Coelba atende 5,9 milhões de unidades consumidoras na Bahia. Durante reunião na terça, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, afirmou que o índice da Coelba tem um impacto relevante do aumento do custo da energia das usinas da Cemig, que foram leiloadas pelo governo em 2017.

Para a tarifa de energia da Companhia de Eletricidade do Rio Grande do Norte, a Aneel propôs reajuste médio de 14,88%. Para os consumidores industriais seria de 16,18% e, para os residenciais, de 14,35%. A Consern atende 1,4 milhão de unidades no RN.

Já para as tarifas da Energisa Sergipe, a proposta da Aneel é de alta de 13,65%. Nesse caso, o reajuste proposto para os consumidores residenciais é de 11,10% e para os industriais, de 18,21%. A Energisa Sergipe atende 748 mil consumidores no SE.

Todas as propostas da Aneel ainda passarão por audiência pública antes de começar a vigorar. Isso significa que os índices de reajuste podem sofrer alterações.

A Região