A Bahia branca da novela

É bem difícil ficar inteiramente sem tomar conhecimento da existência de uma telenovela. Mesmo sabendo que os dramas televisivos de hoje tenham perdido a maior parte da audiência do passado, graças a chegada das redes sociais e o cada vez mais frequente vício do smartphone, uma novela ainda consegue prender a atenção de muita gente, especialmente das gerações mais idosas.

A teledramaturgia nunca deve ser censurada mas precisa e deve ser observada com olhar crítico pelo público. Muitas novelas parecem ser protagonizadas em mundos alienígenas. Quem liga a TV para ver, por exemplo, a novela das oito “Segundo Sol” ( cujo roteiro mostra supostamente uma trama retratada na Bahia ), não poderia passar batido ao fato de que a maior parte do elenco é formado por atores brancos. Mas como assim, uma Bahia branca?

(mais…)


Opinião Elson Andrade: Eleições 2018 e o submundo da política

Um vasto e excelente trabalho de levantamento e disponibilização de dados do custeio eleitoral, foi feito pelo portal da Transparência Brasil, que mapeou quais são as empreiteiras e bancos, que doaram as maiores quantias aos principais partidos nas últimas eleições, estaduais e federal de 2014, tanto aos cargos do
executivo quanto ao legislativo.

Os dados foram extraídos das prestações de contas oficiais que os candidatos e os partidos apresentaram à Justiça Eleitoral. Logo, não se trata de todo o somatório envolvido nas campanhas majoritárias.

(mais…)



Opinião Elson Andrade: Um olhar antropológico sobre o Brasil

O Nascimento do Subjetivismo:

Conforme a ciência, no início da civilização, os seres humanos viviam em bandos de cerca de 150 indivíduos, cada. A divisão do trabalho se davam entre homens e mulheres – adultos, crianças e velhos. E foi por causa da oposição do dedo POLEGAR OPOSITOR, “contrário” aos demais dedos irmãos da mão, que enfim, foi percebida as vantagens do manuseio do punho, nas habilidades individuais.

Os espetaculares resultados alcançados com o cultivo da terra e rebanhos, oportunizaram o surgimento dos GRUPOS DE INTERESSES distintos que produziram tamanha sanha reacionária. Isto pela tentativa de alguns grupos, objetivarem malandramente lograr benefício sem o devido trabalho empenhado.

A distinção individual, fez surgir a circunscrição da produção particular. A circunscrição por sua vez, teve como produto o nascimento da PROPRIEDADE privada. A propriedade exigiu o consequente aparelhamento das GUARDAS, afim de garantir a “propriedade privada”.

(mais…)

Opinião Elson Andrade: Morre Zé Bétio, símbolo dos migrantes nordestinos em São Paulo

 

Zé Bettio em sua famosa caminhonete vermelha.

Morreu esta semana em São Paulo, aos 92 anos, o radialista Zé Bettio, um dos mais famosos comunicadores do rádio AM. Um verdadeiro símbolo dos migrante nordestino e do população rural-urbana do Brasil. Zé Bettio morreu enquanto dormia em sua casa no bairro Horto Florestal, na Zona Norte da capital. O corpo do radialista foi enterrado no Cemitério do Horto Florestal, segundo informou funcionários do local.

José Bettio nasceu em Promissão, no interior de São Paulo em 1926. Ele iniciou sua carreira artística como sanfoneiro e participou dos grupos “Sertanejos Alegres” e “Zé Bettio e seu conjunto”. Se tornou locutor por acaso ao assumir o microfone da rádio Difusora de Guarulhos para ler um anúncio. Agradou tanto
com seu jeito simples e coloquial que acabou sendo contratado. Tornou-se muito conhecido em São Paulo na rádio Cometa (Guarulhos).

(mais…)

Opinião Elson Andrade: Prostrações crendices e heranças culturais da velha Religião Cacaueira

 

Desde 1987, no início da grande crise da lavoura cacaueira, que o setor de cacau vive de Esperança, pedindo apoio (entenda salvação mágica vinda através de políticos) a governos, medidas à restaurar a produção anterior à crise. Vai lá e vem cá, aparecem as manchetes espetaculosas e reportagens, nos jornais e site: – A Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC) pediu apoio do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (governo Temer), para um plano de crescimento da cultura do cacau. A esperança do setor é em dez anos, retomar os níveis de produção na Bahia da década de 80, quando produzíamos cerca de 400 mil toneladas – hoje a colheita não passa de 180 mil toneladas ao ano. Ou ainda: – Senado aprova projeto de incentivo à produção de cacau, impondo percentual mínimo de 25% para 30% de chocolate puro…

(mais…)


Opinião Elson Andrade: Os municípios no Federalismo brasileiro

Desde que concluí o curso de Federalismo Fiscal no Brasil, pela Escola Nacional de Administração Pública de Brasília, que me pergunto: – os brasileiros sabem sobre as implicâncias do Federalismo a moda brasileira? Pasmem, mas muitas vezes nos deparamos com iniciativas de empresários, vereadores, deputados, cidadãos esclarecidos e até mesmo prefeitos, que não sabem muito bem não!

A palavra Federalismo não é comum em trato na vida cotidiana da maioria das pessoas, entretanto, considerar seu conceito, e as suas consequências, é fundamental, de suma importância à saber como e para que surgiu, e a quem serve, uma vez que esse é o modelo socioeconômico político-estrutural-legal em funcionamento empregado no “nosso” país, com variantes e distinções a outros Estados (países). Cabe logo de início destacar, que aqui usamos a palavra Estado, para tratarmos de duas organizações distintas:

(mais…)

Opinião Elson Andrade: Eleições 2018 – As cidades pedem socorro

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) lançou mês passado, em São Paulo, a campanha nacional em defesa das cidades. Com o lema as Cidades Pedem Socorro. Pois em época de campanhas majoritárias, as cidades (onde de fato vivem 177 milhões de brasileiros), todos, com a cabeça lotadas nas disputas econômicas, morais e ideológicas, é pois, quando as cidades ficam no 2º plano; e depois, quem paga o pato, são elas: – as cidades… em especial, as pequenas.

O Brasil tem competência técnica para tratar dos problemas urbanos e não faltam fundamento aos planos ou leis, para tanto. No entanto, é imperativo implementá-los, o que exige assertividade e decisão política para colocar em prática uma reforma urbana baseada na Função Social da Cidade prevista na Constituição de 1988, regulamentada pelo Estatuto da Cidade (lei federal 10.257/01) e nas leis e diretrizes de planejamento, ordenamento e fiscalizações urbanas locais. (todas obrigatórias aos gestores – sob pena de incorrem em Improbidade Administrativa – lei federal 8.429/92).

Com esse objetivo, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil e o Instituto de Arquitetos do Brasil lançaram a “Carta Aberta aos Candidatos nas Eleições de 2018 pelo Direito à Cidade”!

(mais…)

Opinião Elson Andrade: Uma ponte para o Futuro do Pretérito – O fóssil desgoverno Temer

Nas nossas “Ciberdúvidas” e dubiedades cotidianas “modernas”, com distâncias cada vez menor entre o Fato e a Fake: o futuro do pretérito é um caso específico no âmbito dos verbos da ambígua e oximora língua portuguesa, onde a mesma forma verbal (terminação em – ia, etc. acrescentada ao infinitivo dos verbos regulares – andaria, por exemplo) pode representar uma ideia de tempo no sentido de futuro, quando em verdade, trata-se concomitantemente, em parte, do passado, a exemplo, em: “ao contabilizar a história da maçonaria no Brasil, podê-lo-ia concluir que…”

(mais…)


Opinião Elson Andrade: A saga da cidade dos cegos

 

Obra: Pieter Bruegel il Vecchio, 1568, Museo nazionale di Capodimonte, Napoli – Itália.

Conta a lenda, que um velho funcionário público federal de alta patente do antigo Estado da Guanabara, por volta dos idos de 1960, ao se aposentar, resolveu realizar um velho sonho conservado em silêncio durante décadas – ir morar numa minúscula e isolada cidade do interior.
Enfim, o tempo que tarda mas não falha… chegou. E ao desembarcar na cidade, ele logo percebeu, ao seus olhos, um comportamentos estranho dos nativos: Atrapalhaaaados! E sem haver uma explicação explícita

O fato é que eles cometiam muitos desacertos em erros sucessivos, aparentes e latentes. Sempre vindo da parte do outro, claro. Era escorregão para lá, esbarrão para cá, dentre tantas quedas. Eles se batiam e se atropelavam constantemente. Além da clara falta de direção… não necessariamente a falta de sentido e propósito, pois sentiam na pele as dores e consequência das atarantadas reais!

(mais…)

Cidadão pode ajudar a melhorar os serviços prestados pela Justiça Eleitoral

Já está disponível a pesquisa para a formulação das metas da Justiça Eleitoral 2019. O questionário, que pode ser acessado por meio do site do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), permite ao cidadão opinar sobre os desafios a serem enfrentados pelo serviço judiciário ao longo do próximo ano.

O objetivo é saber o que a sociedade espera que a justiça especializada faça pelo país. Para acessar o formulário da pesquisa, basta clicar no banner de divulgação no site do TRE-BA. O processo participativo e democrático permanecerá aberto até o próximo dia 31 de julho.

Ao responder a pesquisa, é possível apontar quais demandas deverão ser alcançadas em 2019, bem como avaliar a relevância de cada uma delas.

Entenda

(mais…)


Opinião Elson Andrade: A falta de educação é uma violência em si, diz professor japonês

Desde o centenário que comemorou 100 anos da “amizade” Brasil-Japão, (1995), o governo brasileiro promove anualmente visitas acadêmicas multilaterais tendo em vista a integração entre professores da cadeira de Gestão Pública dos dois países, onde universidades brasileiras, tanto enviam quanto recebem professores pesquisadores desta área, com fulcro na troca de experiência e avaliação da efetividade das ações governamentais adotas no Brasil e no Japão.

Numa destas feitas, vieram em missão ao Brasil, dois professores japoneses de uma escola de administração pública japonesa. Juntamente com um interprete sensei, os professores brasileiros foram recebe-los no aeroporto e leva-los a universidade… Ao desembarcarem no aeroporto, os cinco, entraram numa van e seguiram para a universidade.

(mais…)



Opinião Elson Andrade: A que(m) servem as Controladorias e Auditorias municipais?

Segundo o Wikipedia: “a Controladoria é uma área da Ciência Contábil, correspondendo ao atual estágio evolutivo da contabilidade”. A Ciência contábil é a ciência que estuda e pratica as funções de orientação, controle e registro de atos e fatos da administração econômica. A contabilidade objetiva controlar e otimizar o patrimônio das organizações (pessoas físicas e jurídicas – públicas e privadas). As controladorias cuidam do patrimônio por meio da identificação,mensuração, comunicação e apoio a tomada de decisão sobre os eventos econômicos. A controladoria, portanto, pode ser entendida como a ciência contábil evoluída… que continua rompendo barreiras tradicionais limitantes! Como em todas as ciências, há o alargamento de seu campo de atuação, e esse avanço de escopo da ação, inicialmente da Contabilidade, a conduziu, sistematicamente a denominação de controladoria.

(mais…)

Opinião Elson Andrade: Novos limites para licitações públicas poderão reduzir transparência


Conforme estatística dos Tribunais de Contas, e delações diárias nos jornais, na prática, os tais limites de modalidades das licitações, (lei federal 8.666/93), são uma espécie de esquartejamento do boi. Onde a carne de primeira vai para a turma do deputado através de suas emendas parlamentares, a carne de segunda para o prefeito e a turma que o bancou na eleição, e, a carne de terceira, fica para as disputas na carnificina local do dia-a-dia dos prestadores e fornecedores comuns, sob a asa dos secretários e fiscais dos contratos, comumente apadrinhados por vereadores da base… Tudo monitorado veladamente pelo chefe e “dono” do brinquedo.

Dentre as modalidades mais descaradas, são os tais convites. Os quais os secretários convidam seus fornecedores eleitos sem dar a devida publicidade no certame… estes convites, conforme lei federal, mesmo nas contratações municipais, tinham um limite de R$ 150 mil e agora foram reajustados para R$ 330.000,00 (trezentos e trinta mil reais). Para as grandes cidade, este valor é ainda considerado baixo. Porém para as pequenas cidades, o efeito é devastador! Pois, praticamente elimina a existência da concorrência para valer… quase tudo vira convite. Ou seja, só serão chamados os eleitos da “thurma do amém”!!!

(mais…)

Opinião Elson Andrade: Capacitação em Administração e Gestão Pública

Como construir uma carreira profissional respeitada, isenta, honesta, melhor remunerada, estável e de excelência na Gestão Pública?

É possível, existe espaço, ao meio de tantos desmandos e nível de corrupção, orquestrado e dominado por políticos malandros pseudos gestores?

Num ambiente e regras impostas por passageiros partidos políticos eleitoreiros e/ou eleitores parasitas, os quais têm dominado e se apropriado de governos… como permanecer firme, ser correto, respeitado, sem se afogar ou envolver-se com a banda podre?

(mais…)