Bárbaro: Mulher grávida de 8 meses é morta, esquartejada e colocada dentro de sacos

Segundo informações, o corpo da mulher foi encontrado por populares que passavam pelo local.
Segundo informações, o corpo da mulher foi encontrado por populares que passavam pelo local.

Partes de um corpo desmembrado de uma mulher foram encontrados dentro de dois sacos na terça-feira (30). Conforme informações repassadas pela imprensa local, a vítima tem idade de aproximadamente 25 a 30 anos e estava grávida. De acordo com a Polícia, populares que estavam passando pelo local avistaram dois sacos manchadas de sangue na rua N Shyam Prasad Rao, na cidade de Hyderabad, na Índia.

Assim que os sacos foram abertos, pedaços do corpo da vítima foram encontrados. Vishwa Prasad, vice-comissário de polícia, confirmou a veracidade dos fatos. “Alguns habitantes locais alertaram a polícia depois de encontrar os sacos manchados de sangue pela estrada perto do Jardim Botânico.

Depois de abrir as malas, foram encontradas partes cortadas do corpo”, disse Prasad.

Quando a polícia chegou ao local, encontrou partes do corpo decomposto de uma mulher [VIDEO], que acredita-se ter entre 25 e 30 anos de idade. Enquanto um saco continha a cabeça da mulher, o outro estava cheio com o tronco, de acordo com os investigadores.

As autoridades policiais informaram que tudo indica que a mulher tenha sido assassinada há dois ou três dias. Exame médicos feitos no corpo da vítima constatou que estava grávida de oito meses.

Seguindo essa informação, a polícia solicitou aos ginecologistas da cidade que traçassem detalhes de qualquer mulher que viesse fazendo acompanhamento pré-natal. Os policiais instruíram os médicos para atualizá-los se forem encontrados detalhes que ajudem a identificar a vítima.

O caso foi registrado como homicídio. Segundo a polícia, pelas roupas encontradas na cena do crime, supõem-se que a mulher seja da cidade, Bihar ou Odisha.

Outro caso semelhante
Em outro caso no início desta semana, uma mulher grávida foi morta pelo marido na cidade de Maharashtra, também na Índia. Conforme informações da polícia, o homem estava desconfiado que sua esposa, que estava grávida, estava tendo um caso fora do casamento.

Logo, o casal começou uma discussão e os ânimos se alteraram. O acusado, revoltado com a situação, começou a espancar a esposa com chutes, pontapés e murros. Em determinado momento, o homem começou a bater a cabeça da esposa contra parede. Em seguida, a estrangulou.

Pouco tempo depois, o marido se entregou a polícia. Em depoimento o agressor confessou o crime, acrescentando que, após o crime, ele tentou cometer suicídio. Porém, como não conseguiu, resolveu se entregar à polícia.

Blasting Notícias